Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sorteio em risco

Melo Clemente - 12 de Março, 2015

Madeira alega crise económica como sendo a razão da ausência do seleccionador à cerimónia

Fotografia: José Soares

Angola pode falhar a cerimónia do sorteio da 28ª edição do Campeonato Africano das Nações de basquetebol em seniores masculinos, vulgo Afrobasket, marcada para o dia 4 de Abril, na Tunísia, de acordo com o presidente da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Paulo Madeira.O facto foi revelado ao Jornal dos Desportos na terça-feira, pelo homem forte do órgão reitor da modalidade no país, quando indagado sobre a presença ou não do novo seleccionador nacional, o espanhol Ramón Lópes Suárez, ou simplesmente, Moncho López, à magna cerimónia.

“Não temos dinheiro para ir passear...”, foram com estas palavras que o presidente de direcção da FAB começou por abordar a cerimónia do sorteio da 28ª edição do Afrobasket, competição que este ano vai apurar o único representante do continente africano aosJogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Brasil, prova marcada para 2016.A crise económica que o país atravessa, actualmente, devido à queda do preço do barril do petróleo,  no mercado internacional, é apontada como a causa principal da provável ausência de uma comitiva da Federação Angolana de Basquetebol à cerimónia do sorteio do Campeonato Africano das Nações da “bola ao cesto”.

“Infelizmente, devido à crise que estamos a viver fez  que o nosso orçamento sofresse um reajuste e em face disso, não vai estar ninguém para a cerimónia do sorteio do Afrobasket”, asseverou Paulo  Madeira.O número um,  da Federação Angolana de Basquetebol, fez saber ainda que podem solicitar os préstimos da embaixada de Angola na Tunísia, no sentido enviar um dos seus membros para representar a direcção da FAB.

“Inclusive estamos a pensar em fazer contactos com a nossa embaixada na Tunísia a fim de colocar um dos seus membros a representar a Federação na cerimónia do sorteio do Afrobasket”, finalizou Paulo Madeira.Entretanto, Angola tem como objectivo a revalidação do título africano, consequentemente, o apuramento aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Brasil, em 2016.Para a consumação do objectivo, a direcção da FAB, contratou  o técnico espanhol Moncho Lópes e prescindiu dos préstimos de Paulo Macedo, treinador que resgatou na Costa do Marfim o título perdido em 2011 à favor da Tunísia.

Os angolanos contam no seu palmarés com 11 títulos africanos. O domínio angolano no continente africano começou no longínquo ano de 1989, seguiram-se as conquistas de 1991, 1993, 1995, 1999, 2001, 2003, 2005, 2007, 2009 e 20013.  A Selecção Nacional vai em busca da sua sétima presença em Jogos Olímpicos, depois de Barcelona/1992, Espanha, Atlanta/1996, Estados Unidos da América, Sidney/2000, Austrália, Atenas/2004, Grécia, Pequim/2008, China e Londres/2012, Inglaterra.

Estão já apuradas para o Afrobasket de 2015 as selecções da Tunísia, como país anfitrião, Angola, campeã em título, Marrocos, Mali, Cabo Verde, Costa do Marfim, Camarões, Egipto, Uganda, Zimbabwe e Moçambique.A Campeonato Africano das Nações de basquetebol da Tunísia vai decorrer de 19 a 30 de Agosto do ano em curso.

NBA
Cavaliers ganham Dallas Mavericks


Os Cleveland Cavaliers somaram a 41ª vitória na NBA ao derrotarem os Dallas Mavericks por expressivos 127-94, em pleno reduto da formação texana.Sem surpresa, a grande figura da partida foi LeBron James, que  terminou o encontro com 27 pontos, oito assistências e sete ressaltos. Destaque também para os San Antonio Spurs e Indiana Pacers que registaram o sexto triunfo consecutivo. Os texanos derrotaram os Raptors, por 117-107, enquanto os Pacers levaram de vencida os Orlando Magic (118-86).Alguns dos resultados da ronda: Indiana Pacers – Orlando Magic, 118-86, Brooklyn Nets – New Orleans Pelicans, 111-91, Dallas Mavericks – Cleveland Cavaliers, 94-127, San Antonio Spurs – Toronto Raptors, 117-107, Utah Jazz – New York Knicks, 87-82, Los Angeles Lakers – Detroit Pistons, 93-85.