Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sub-19 perde com EUA no mundial

Melo Clemente - 02 de Julho, 2017

Pupilos de Raul Duarte vão retemperar as energias visando o desafio diante do Irão

Fotografia: José Cola | Edições Novembro

A Selecção Nacional de basquetebol masculino de Sub-19 consentiu a sua segunda derrota, ao perder ontem, no Pavilhão Arena do Cairo, Egipto, frente a similar dos Estados Unidos da América, por 68-109, em partida referente a segunda jornada do Grupo D da fase preliminar da 13ª edição do Campeonato do Mundo da categoria, competição que encerra a 9 do mês em curso.

Com este triunfo, os norte-americanos e os italianos coolideram o Grupo D da fase preliminar do mundial, ambos com quatro pontos cada, seguido da Angola e Irão, com dois pontos cada.

Depois de ter perdido na estreia diante da forta da Itália, por 66-70, após prolongamento, dado que no tempo regulamentar as duas selecções estavam igualadas a 64 pontos, os pupilos de Raul Fragoso Ferreira Duarte não conseguiram suster o jogo ofensivo dos norte-americanos, que contam já com seis títulos mundiais arrebatados nesta categoria.

Com o base Childe Dundão a liderar as acções ofensivas, o combinado nacional entrou completamente desteminada frente aos actuais bicampeões mundiais, apesar de ter terminado o quarto inicial a perder por 12 pontos de diferença (24-12).

Nesta etapa o jovem Refin Miguel era o mais inconformado da Selecção Nacional, tendo anotado sete pontos e capturado um ressalto.

No segundo período, a Selecção Nacional resentiu sem sombras de dúvidas do esforço empreendido no prélio diante da Itália, na ronda inaugural, tendo perdido no parcial por 36-14, o que perfez 60-26, a favor do actuais bicampeões mundiais que vão a busca do sétimo título mundial da categoria, depois das conquistas de 1979, 1983, 1991, 2009, 2013 e 2015, respectivamente.

Tal como no primeiro jogo, o extremo poste, Sílvio Sousa, que foi o melhor marcador de Angola com 18 pontos e 18 ressaltos, na partida frente a Itália, destacava-se entre os demais, tendo terminado os primeiros 20 minutos, com nove pontos anotados e capturado quatro ressaltos.

Os comandados de Raul Fragoso Ferreira Duarte melhoraram significativamente, quer o seu jogo ofensivo, quer o jogo defensivo, tendo "estremecido" em algunas etapas os norte-americanos, que ainda assim, venceram no parcial por 23-18, fixando o resultado a entrada do derradeiro quarto em 83-44.

E para não variar, a Selecção Nacional voltou a estar em grande no último quarto, apesar de ter perdido de forma apertada no parcial por 26-24, fixando o resultado final em 109-68. Sílvio Sousa e Refin Miguel foram os melhores marcadores do cinco nacional, ambos com 19 pontos anotados. Milton Valente foi o rei dos ressaltos, com oito, sendo três ofensivos e cinco defensivos.

Nos lançamentos exteriores, a selecção dos 26 tentados, converteu nove, obtendo uma média de 34,64 por cento, ao passo que nos lançamentos livres, dos 68 tentados, converteu apenas 25 (36, 76 por cento). O norte-americano J. Okogie, com 17 pontos, esteve entre os mais destacados. Por seu turno, a Itália bateu o Irão, por 64-45, ao passo que a Lituânia venceu o Egipto, por 88-50.

Ainda ontem, para o Grupo B, a Alemanha que havia perdido na ronda inaugural diante da Lituânia, por 79-98, vergou o Porto Rico, por 69-49.

FRANÇA LIDERA
A selecção de França assumiu a liderança do Grupo A da fase preliminar da 13ª edição do Campeonato do Mundo de Sub-19, agora com quatro pontos, ao derrotar ontem, a similar da Nova Zilândia, por 80-69, em partida a contar para a segunda jornada da referida competição.

Os franceses não tiveram qualquer dificuldade para levar de vencida os neozelandeses, que na ronda inaugural haviam derrotado a Coreia do Sul, por 81-88.

Já a Argentina que perdeu na estreia diante da França, por 53-62, aplicou ontem chapa cem a Coreia do Sul, vencendo por 100-76.

Nova Zelândia e Argentina ocupam as posições imediatas, com três pontos cada, ao passo que a Coreia do Sul ocupa a cauda da tabela classificativa do Grupo A, com apenas dois pontos, fruto de dois desaires.

A Espanha continua de pedra e cal no Grupo C. Ontem, os espanhóis vergaram os canadianos, por 78-73, somando quatro pontos na liderança da tabela classificativa, com contra três do Canadá e Japão. Mali, outro representante do continente africano soma dois pontos, fruto de duas derrotas. o Japão bateu ontem o Mali, por 73-76.


Descanso
Competição regista hoje pausa geral


A 13ª edição do Campeonato do Mundo de basquetebol masculino de Sub-19, competição que decorre pela primeira vez no continente berço da humanidade (África), regista hoje, segunda-feira, a primeira pausa colectiva, após a disputa das duas primeiras jornadas da fase preliminar dos grupos A, B, C e D, respectivamente.

As dezasseis seleções subdivididas em quatro grupos de quatro selecções cada, vão aproveitar o dia de hoje, para retemperarem as energias, tendo em vista a disputa da última jornada fase preliminar aprazada para amanhã, terça-feira.

A Selecção Nacional que soma já duas derrotas na aludida competição, vai aproveitar o dia de hoje para traçar as estratégias a serem utilizadas amanhã, no desafio frente ao Irão, no adeus à fase de grupos.

Os angolanos vão seguramente procurar amanhã, diante da "mosdesta" selecção do Irão, alcançar a primeira vitória na fase preliminar do Campeonato do Mundo da "bola ao cesto".

O seleccionador nacional espera que a sua rapaziada entre com a determinação evidenciada nos dois primeiros jogos da fase preliminar, em que peredeu por 66-70 e 68-109, respectivamente, diante da Itália e dos Estados Unidos da América.

Ainda para o mesmo grupo, a Itália terá pela frente a forte selecção dos Estados Unidos da América, partida em que os italianos vão procurar dificultar ao máximo o ciclo vitorioso dos norte-americanos.

No Grupo A, a Argentina medirá forças com a Nova Zelândia, ao passo que a Coreia do Sul enfrentará a França. A Alemanha terá pela frente o país organizador (Egipto), isto para o Grupo B e, para a conclusão da ronda três, o Porto Rico recebe a Liutânia.

Para o Grupo C, a Espanha vai medir forças com a selecção do Mali, enquanto o Canadá enfrentará o Japão.

O Campeonato do Mundo está a ser disputada no sistema de todos contra todos a uma volta, passando para à fase seguinte as quatro primeiros classificadas de cada grupo, que no sistema cruzado (A com B e C com D), vão disputar o acesso aos quartos-definal, meias-finais e final.

Feito
Sílvio Sousa lidera ataque


O extremo poste Sílvio Sousa, atleta que milita o IMG Academy dos Estados Unidos da América, continua a liderar o ataque da Selecção Nacional de basquetebol masculino de Sub-19 que disputa o Campeonato do Mundo da categoria na cidade do Cairo, capital política do Egipto, agora com 37 pontos marcados, em duas partidas disputadas.

Depois de ter sido melhor marcador do cinco nacional na jornada inaugural, frente a Itália, ao anotar 18 pontos e capturado igualmente 18 ressaltos, o extremo poste da Selecção Nacional voltou a estar em grande plano ontem, na derrota frente a forte selecção dos estados Unidos da América, actuais bicampeões mundiais, ao marcar nada mais, nada menos do que 19 pontos, para além de ter conseguido cinco ressaltos.

O jovem jogador está igualmente entre os seis melhores marcadores da fase final da 13ª edição do Campeonato do Mundo, competição que encerra no dia nove do mês em curso.

Em duas partidas disputadas, o extremo poste marcou 37 pontos, o que representa uma média de 18, 5 pontos marcado por cada desafio. Sílvio Sousa tem igualmente uma média de 30, 2 minutos por cada partida, sendo por isso, um dos atletas mais utilizados pelo seleccionador nacional, a par de Eric Amândio, que tem uma média de 30, 6 minuto por cada encontro.

Eric Amândio é nesta altura o segundo melhor marcador do combinado nacional, com 29 pontos, o que representa uma média de 14, 0 ponto por cada desafio.
M.C