Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Técnico explica derrota com a Venezuela

Melo Clemente - 16 de Julho, 2015

Moncho Lopez acusa falta de consistência

Fotografia: Jornal dos Desportos

A falta de consistência física contribuiu para a derrota expressiva da Selecção Nacional de basquetebol sénior masculino, na última segunda-feira, frente à similar da Venezuela, por 84-54, na segunda partida de controlo, tendo em vista a participação na 28ª edição do Campeonato Africano das Nações, prova a decorrer de 19 a 30 de Agosto, na Tunísia.

A constatação é do seleccionador nacional, Moncho López, técnico contratado para assegurar o 12º título africano e, consequentemente, o apuramento aos Jogos Olímpicos de Rio de Janeiro,  em 2016.

 O técnico revelou que o combinado nacional ainda não está preparado para fazer jogos seguidos, em tão curto espaço de tempo.
Depois de ter vencido, no sábado, a selecção de sub-18 de Espanha, por 79-63, os angolanos foram copiosamente batidos, frente a Venezuela, por 84-54.

"Penso que se confirmou que a selecção ainda não está suficientemente preparada para fazer dois jogos, em tão curto espaço de tempo. Acabamos por quebrar fisicamente,  perdemos por 30 pontos contra uma equipa muito mais rodada e com mais tempo de preparação. Dados significativos, vencemos a Espanha por 16 pontos, e no dia a seguir a Espanha dá uma ‘coça’ de 20 pontos à Venezuela.

Nós não conseguimos recuperar com a Venezuela,  no confronto não aguentamos o seu ritmo e intensidade”, revelou o seleccionador nacional.

“ É uma fase inicial da preparação, tacticamente estamos ainda em precário e pouco consistentes.  A Venezuela  massacrou-nos com jogadas de 1x1 e também sistemas de jogo muito dinâmicos com exploração do pick and roll que evidenciou erros defensivos reiterados da nossa parte”, disse.

Entretanto, amanhã, acontece o terceiro jogo de controlo em terras espanholas, desta vez frente a selecção de sub-18 daquele país da península ibérica, a quem venceu no sábado, por 79-63.

A Selecção Nacional vai realizar em Espanha dez jogos de controlo, antes de rumar para o palco que acolhe a 28ª edição do Afrobaskete (Tunísia).
M.C