Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Técnicos actualizam conhecimentos

23 de Outubro, 2015

Trinta e cinco (35) técnicos foram seleccionados pela área técnica do órgão reitor da modalidade no país,

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Escola Nacional de Formação de Quadros da Federação Angolana de Basquetebol promove a partir de hoje (9h00), sexta-feira, dia 23, até 01 de Novembro próximo, no anfiteatro da Universidade Metodista de Angola, na Funda, o curso para treinadores de nível II e III, em parceria com a Escola de Basquetebol de Portugal.

Trinta e cinco (35) técnicos foram seleccionados pela área técnica do órgão reitor da modalidade no país, para participarem da referida acção formativa que terá a duração de um ano, subdivididos e três etapas.

Temas como Ética Deontologia Profissional, Técnica Individual Defensiva, Traumatologia do Desporto, Médico e Técnica Individual Ofensiva vão dominar hoje, sexta-feira, o primeiro dia da acção formativa.

O curso vai contar com prelectores conceituados a nível da "bola ao cesto", onde se destacam nomes como Victorino Cunha, antigo seleccionador nacional dos hendecampeões africanos, hoje instrutor da Fiba, Artur Casimiro Barros, igualmente instrutor da Fiba, para além do português Luís Jorge Fernandes, director da Escola de Basquetebol de Portugal.

Para além das aulas teóricas, os formandos serão igualmente submetidos a aulas práticas, culminando  com avaliação teórica e prática, de acordo com o programa do referido curso a que o Jornal dos Desportos teve acesso.

Os formandos vão ainda abordar temas Pedagogia do Desporto, Psicologia do Desportos, Táctica Individual Defensiva, Táctica Individual Ofensiva, Teoria e Metodologia, Treino Desportivo, Formação de Formadores, Táctica Colectiva, Detecção de Talentos, Nutrição, Treino e Competição, Regras de Arbitragem e Formação de Refrescamentos.Entretanto, os candidatos para o nível III serão submetidos a uma acção de refrescamento, para posteriormente frequentarem o curso que vai ter a duração de nove dias nesta primeira fase.

Tony Sofrimento, secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol, mostrou-se satisfeito com a adesão dos treinadores.

"Tivemos inscrições acima dos 35 candidatos o que demonstra afinal que os nossos treinadores estão preocupados cada vez mais em aumentar os seus conhecimentos. A FAB vai continuar a promover acções formativas não apenas para os treinadores assim como para árbitros e oficiais de mesa", asseverou Tony Sofrimento.