Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tentar lavar a honra

Melo Clemente - 07 de Julho, 2017

Pupilos de Raul Fragoso Ferreira Duarte estão motivados para o desafio desta tarde frente aos porto-riquenhos no Arena do Cairo

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Selecção Nacional de basquetebol masculino de Sub-19 defronta hoje, a partir das 13h00, no Pavilhão Arena do Caira, Egipto, a similar do Porto Rico, em partida a contar para as classificativas do nono ao décimo sexto lugares da 13ª edição do Campeonato do Mundo da categora, competição que encerra este domingo, com a disputa da grande final.

Depois de ter falhado a qualificação inédita para os quartos-de-final, quarta-feira, diante da congénere do Canadá, com quem perdeu de forma copiosda por 65-87, nos dezasseis-avos de final da aludida competição, o combinado nacional orientado superiormente pelo técnico angolano, Raul Fragoso Ferreira Duarte, vai ter pela frente ao princípio da tarde de hoje, mais um adversário de grande quilate.

Uma eventual vitória diante dos porto-riquenhos no desafio de mais logo, assegura automaticamente a melhoria do décimo quarto lugar do combinado nacional alcançado na edição passada.Ontem, o seleccionador nacional aproveitou a pausa colectiva para ensaiar as estratégias a serem utilizadas no desafio desta tarde, onde os níveis de concentração devem estarem em alta, do primeiro ao último minuto.

Raul Fragoso Ferreira Duarte acredita que a sua rapaziada vai aperecer bastante determinada no prélio frente ao Porto Rico, conjunto que nos dezasseis-avos perdeu diante da forte selecção de França, por 66-84.Ao contrário da fase preliminar, onde a percentagem a nível dos lançamentos a longa distância esteve muito baixa, quarta-feira, frente ao Canadá, registou-se uma melhoria considerável, facto que fez com que a Selecção Nacional equilibrasse o jogo, fundamentalmente, nos primeiros dois quartos.

Dado a diferença de altura e peso, os angolanos vão apostar nas transições rápidas defesa ataque, aliado a uma defesa sólida, para conter o jogo ofensivo dos porto-riquenhos que estão igualmente apostados em vergar o cinco nacional.Sílvio Sousa, Childe Dundão, Eric Amândio, Geraldo Santos, Refin Miguel, Milton Valente, Melvyn da Silva e Cristiano Xavier têm sido as unidades em grande destaque no cinco nacional, sem menosprezar os demais integrantes.

Entretanto, o vencedor do prélio de mais logo vai disputar amanhã, sábado, as classificativas do nono ao décimo segundo lugar, ao passo que a selecção vencida vai lutar para as classificativas do décimo terceiro ao décimo sexto lugar da edição 13 do Campeonato do Mundo, prova que se disputa pela primeira vez no continente africano.

Ainda hoje, para as classificativas do nono ao décimo sexto lugar, a selecção do Mali, outro representante do continente berço da humanidade (África), defronta a partir das 15h15 minutos, a similar da Nova Zelândia, partida em que os neozelandês sºao claramente favoritos à conquista da vitória.O país anfitrão, Egipto, terá pela frente a modesta selecção do Irão, às 17h30 minutos, conjunto que ainda não venceu qualquer partida. Já a Coreia do Sul recebe a partir das 19h45 minutos a congénere do Japão, numa partida de difícil prognóstico, a julgar pelo nível das duas selecçções que são praticamente equiparadas.

Quartos-de-final
Semi-finalistas do mundial são conhecidos


Quatro partidas marcam hoje, sexta-feira, o arranque dos quartos-de-final da 13ª edição do Campeonato do Mundo de basquetebol masculino de Sub-19, competição que encerra hoje este domingo na cidade de Cairo, capital política do Egipto.A Lituânia defronta hoje, a partir das 12h45 minutos, a similar da Itália, a Argentina enfrenta a Espanha às 15h15 minutos, a França mede forças com o Canadá, às 17h45 minutos, enquando os Estados Unidos da América, actuais bicampeões mundiais, defrontam a Alemanhã, a partir das 20h15, no encerramento dos quartos-de-final da 13ª edição do Campeonato do Mundo.

Na primeira partida dos quartos-de-final, entre lituanos e italianos, o favoritismo recai sem sombras de dúvidas para os europeus do leste (Lituânia), selecção que conta já com um título mundial conquistado nesta categoria.Para atingir os quartos-de-final a selecção da Lituânia bateu sem qualquer dificuldade a congébere da Coreia do Sul, por 63-110, ao passo que a Itália venceu de forma apertada a selecção do Japão, por 57-55.

Espanha e Argentina vão protagonizar um duelo interessante, a julgar pela qualidade dos dois planteis.Os espanhóis bateram nos dezasseis-avos da 13ª edição do Campeonato do Mundo os iranianos, por 70-50, enquanto os argentinos suplantaram os egipcíos, por 72-67.A França que bateu o Porto Rico, por 84-66, se apresenta como favorita diante do Canadá, que superou Angola, por 87-65.  Já os Estados Unidos da América, hexa campeão mundial, terá pela frente a Alemanha, num desafio onde os norte-americanos são claramente favoritos.

Reacção
“Kikas” justifica
derrota militar


O basquetebolista angolano Joaquim Gomes "Kikas", afirmou quarta-feira, em Luanda, que o desaire do 1º de Agosto esteve na falta de organização do seu jogo interior, diante do Interclube por 76-65, no encerramento do Campeonato Nacional de Basquetebol sénior feminino, disputado no Pavilhão Multiusos do kilamba.

Em declarações à Angop no final da partida, o capitão da equipa militar admitiu que o Interclube teve maior colectividade nos momentos cruciais sobretudo no sector defensivo, enquanto a formação do “Rio Seco” apresentava muitas dificuldades no jogo interior.

O basquetebolista lamentou ainda a ausência da atleta Leia Dongue por (castigo federativo), que no seu entender é tida como peça fundamental na manobra ofensiva do plantel militar, sendo poucas as jogadoras com características semelhantes.“Trata-se de uma jogadora que se entrega totalmente no desafio e com muita vontade de vencer, portanto penso que o afastamento dela teve grande influência no resultado final”, frisou.

NBA
Warriors fecham
com Nick Young


A temporada de contratações da NBA segue à todo vapor. Os actuais campeões do maior torneio de basquetebol do mundo assinaram importantes renovações nas últimas semanas, como as de Stephen Curry e Kevin Durant, e agora seguem em busca de atletas “free agent“. Segundo informações do jornalista Adrian Wojnarowski, da ESPN norte-americana, Nick Young é o novo reforço do Golden State Warriors.

O experiente extremo base de 32 anos deixa o Los Angeles Lakers, clube que defendeu desde 2013. Com o fim do contrato com a equipa de Los Angeles ao final da última temporada, Young irá assinar contrato de uma temporada, e receberá cerca de Usd  17 milhões.Young foi a 16ª escolha do Draft de 2007, escolhido pelo Washington Wizards. O extremo possui passagens por Los Angeles Clippers, Philadelphia 76’ers e Lakers. Conhecido por possuir bom aproveitamento nas bolas de três, Young é uma das apostas dos Warriors para dar ainda mais qualidade a franquia de Oakland.

Além da contratação de Young, os catuais campeões podem também perder um jogador que participou da boa parte dos jogos na última temporada. Segundo Wojnarowski, JaVale McGee se reuniu com representantes do Los Angeles Clippers nesta quarta-feira e pode deixar os Warriors nos próximos dias.

NBA
Bosh dispensado do Miami Heat


O Miami Heat, uma das principais franquias da NBA, anunciou esta semana a rescisão oficial do contrato de Chris Bosh, um dos maiores ícones do conjunto. Desde 2015, Bosh lida com problemas de saúde. O aparecimento de coágulos de sangue num dos seus pulmões e, mais tarde, numa das pernas, o fizeram interromper a sua carreira no basquetebol no ano passado. Antes do início desta temporada, o ala-pivô de 2,11m foi barrado nos exames médicos devido ao mesmo problema, sendo impedido de jogar. A dispensa de Bosh faz com que o Heat não precise pagar o salário correspondente do jogador para a temporada seguinte, no valor de 25,3 milhões de dólares. Isso aumenta para 35 milhões de dólares a disponibilidade de gastos .