Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Torneio Victorino Cunha reduzido a equipas nacionais

Melo Clemente - 08 de Outubro, 2015

Clube Central das Forças Armadas Angolanas actual detentor do ceptro é o favorito à conquista do título da sétima edição

Fotografia: José Cola

Duas partidas abrem hoje a VII edição do torneio de basquetebol em seniores masculinos, denominado Victorino Cunha, no Pavilhão com o mesmo nome, prova que visa homenagear a figura do antigo seleccionador nacional.

A formação do Grupo Desportivo Interclube recebe na tarde de hoje, a partir das 17h00, no Pavilhão  Victorino Cunha, a Universidade Lusíada, em partida referente à primeira jornada do referido torneio.

E para o encerramento da primeira ronda, do Torneio Victorino Cunha, o 1º de Agosto, actual detentor do ceptro, defronta a partir das 19h00, a formação do Atlético Sport Aviação (ASA).

As equipas vão aproveitar o Torneio Victorino Cunha para terem rodagem competitiva, visando as competições que se avizinham, nomeadamente, Campeonato Nacional (BIC Basket), para além do zonal de apuramento a Taça dos Clubes Campeões Africanos, prova a disputar-se em Luanda.

Apesar de estarmos no início de época, com as equipas a procurarem  reforçar-se ao máximo, perspectiva-se boas partidas da "bola ao cesto".
O equilíbrio vai seguramente prevalecer na partida, que vai opor o Grupo Desportivo Interclube  à Universidade Lusíada. O mesmo  pode dizer-se no encontro que vai colocar frente a frente o 1º de Agosto, agora sob comando do técnico espanhol Casas, e Atlético Sport Aviação (ASA), do técnico Carlos Dinis.

A prova será disputada no sistema de todos contra todos a uma volta, sagrando-se vencedor a equipa que somar o maior número de pontos.
Depois de internacionalizada na edição passada, a prova homenageia a figura do professor Victorino Cunha, técnico que conquistou os primeiros três títulos africanos dos onze que a Selecção Nacional sénior masculina possuiu, este ano, a VII edição da aludida competição conta  apenas com equipas nacionais, designadamente, 1º de Agosto, Atlético Sport Aviação (ASA), Universidade Lusíada e Grupo Desportivo Interclube.

Entretanto, em declarações ontem ao Jornal dos Desportos, Fernando Barbosa, director geral do 1º de Agosto, afirmou que as limitações financeiras que o país atravessa, forçou a direcção do clube a realizar o torneio apenas com equipas nacionais.

"Depois de termos internacionalizado o torneio Victorino Cunha na temporada passada, este ano, infelizmente, vamos disputar a sétima edição com a participação apenas de equipas locais. Como sabe, o país nos últimos tempos confronta-se com algumas limitações do ponto de vista financeira e como é óbvio, a nossa instituição não está dissociada dessas limitações financeiras, daí a razão de termos de disputar esta sétima edição do torneio Victorino Cunha com equipas locais", asseverou o antigo internacional angolano. O ciclo de palestras, que normalmente faz parte das actividades enquadradas no Torneio Victorino Cunha, também foi "excluído" este ano.

"Infelizmente, o ciclo de palestras que temos organizados à margem do torneio também não fará este ano parte da sétima edição do torneio", esclareceu Fernando Barbosa "Barbosinha". Os ingressos são comercializados ao preço único de mil kwanzas.