Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Toronto Raptors aspira topo do Leste

26 de Outubro, 2016

DeMar DeRozan é a principal estrela da equipa canadiana

Fotografia: AFP

Com louvor, o Toronto Raptos venceu na época passada pela primeira vez, em  15 anos, a primeira série de play - off. A missão foi cumprida com êxito. Conseguiram a melhor campanha da história com 56 vitórias, das quais duas nos jogos mata - mata contra Pacers e Miami.

Na final da conferência Leste deram um trabalho árduo ao Cleveland Cavaliers. Para fechar o sucesso, levaram aos Jogos da Estrelas e aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro'2016, as duas maiores estrelas e ídolos da equipa: DeMar DeRozan e Kyle Lowry.

Com um histórico de sucesso, espera-se que a presente época seja de evolução. O técnico Dwane Casey é inteligente, vai imprimir uma estratégia para manter ou superar as performances do passado, em que transformou as 23 vitórias de 2012 em 56, em quatro anos. A verdade é que na conferência Leste está o Cleveland Cavaliers, alcançar o título é um sonho demasiado ambicioso.

A equipa canadiana renovou os contrato dos brasileiros Lucas Nogueira, de 24 anos, no valor estimado em 1,9 milhões de dólares norte-americanos, e de Bruno Caboclo, de 21 anos, no valor de 1,3 milhões.

Valanciunas é um poste lituano , de quem se espera muito, na presente época. No seu quinto ano, tem  mais 60 milhões de dólares a receber até 2020. O rendimento deve melhorar para superar a média de 12,8 pontos e 9,1 ressaltos do ano passado. O jovem de 24 anos de idade e dono da camisola 17 deve explodir para tornar -se um poste da elite da NBA. Valanciunas está sem tempo para brincadeiras. No ano passado, o Toronto Raptors apresentou deficiências em pontuar com os seus atletas internos.

Com mais trabalho, o Toronto Raptors não tem alternativa. Chegar perto ou manter a estatística vai ser incrível. Ganhar uma série de play- off no segundo ano consecutivo, era excelente. Voar para as finais do Leste é super - incrível. Disputar uma final da NBA é um sonho e não deve ser uma meta. O resto que vier é o lucro total.

PARA A ÉPOCA'2016-2017
Novas promessas da liga


Grandes nomes do basquetebol, vão para o Hall da Fama, e os jovens promissores começam a ocupar o espaço. A época 2016/2017 da NBA não vai ter mais craques como Kobe Bryant, Tim Duncan e Kevin Garnett, todos aposentados, e os veteranos Dirk Nowtzki, Manu Ginóbili e Paul Pierce já anunciaram a aposentação.
Com isso, alguns caloiros "draftados" este ano, e jogadores que se estrearam nos últimos dois anos, já chamam a atenção e geram expectativas de terem carreiras de alto nível. Entre os novatos na liga, os destaques são, Ben Simmons (Philadelphia 76ers), Brandon Ingram (Los Angeles Lakers) e Dario Saric (Philadelphia 76ers), além de Karl-Anthony Towns (Minnesota Timberwolves), Kristaps Porzingis (New York Knciks) e Devin Booker (Phoenix Suns), que  jogam a competição pela segunda vez. Andrew Wiggins (Minnesota Timberwolves) vai disputar a  terceira época.
 
ANDREW WIGGINS
A primeira escolha do draft de 2014 pelo Cleveland Cavaliers, o canadense Andrew Wiggins foi envolvido numa negociação,  acertou com o Minnesota Timberwolves. Na sua primeira época na NBA, o extremo foi eleito o Caloiro do Ano, prémio conquistado apesar da péssima campanha dos Wolves, a pior da época regular com  16 vitórias e 66 derrotas.
Wiggins estreou-se na liga e actuou nas 82 partidas, com médias de 16,9 pontos, 4,6 ressaltos, 2,1 assistências, 1 roubo de bola, 0,6 tampões e 36,2 minutos por jogo. Em 2015/2016, melhorou os números pessoais, mas o Minnesota mais uma vez não avançou aos play - offs. Aos 21 anos, Wiggins vai evoluir nas companhias de Karl Anthony-Towns e Zach LaVine.

KARL-ANTHONY TOWNS
O Minnesota Timberwolves também tem o atleta premiado, como o melhor caloiro de 2015, o poste Karl-Anthony Towns, eleito de forma unânime na votação, outra grande promessa para esta época. O jogador foi a primeira escolha do penúltimo draft, permaneceu nos Wolves. Towns de 20 anos de idade chamou a atenção na época 2015/2016, destacou-se em vários fundamentos, na sua posição. Teve médias de 18,3 pontos, 10,5 ressaltos, 2 assistências, 1,7 tampões e 32 minutos por partida. O poste de 2,13m de altura é peça fundamental na formação do Minnesota, que este ano procura uma melhor campanha.

DEVIN BOOKER
Na segunda época na NBA, Devin Booker tenta confirmar as expectativas criadas pelas suas boas actuações em 2015/2016, no Phoenix Suns, especialmente, na segunda metade da competição. O extremo -poste de 19 anos ganhou espaço, com as lesões de Eric Bledsoe e Brandon Knight,  mostrou qualidade ofensiva, com arremessos certeiros e boa movimentação.
Booker foi a 13ª escolha do draft, actuou em 76 jogos e teve médias de 13,8 pontos, 2,6 assistências, 0,6 roubos de bola, 0,3 tampões, 2,6 ressaltos e 27,7 minutos por jogo. Mas os Suns ficaram  na 14ª posição da Conferência Oeste,  não avançaram para os play -offs.
 
BEN SIMMONS
O caloiro que carrega as expectativas para a época 2016/2017 da NBA, é Ben Simmon, do Philadelphia 76ers, a primeira escolha do último draft. O australiano de 20 anos já deu mostras do que é capaz de fazer em quadra. Infelizmente, fracturou o pé no treino no fim de Setembro, passou por uma cirurgia e desfalca a equipa nos dois primeiros meses da liga. Simmons teve uma carreira de sucesso na Universidade,  destacou-se pela LSU, em Louisiana. Com 2,08m e excelente técnica para driblar e passar a bola, o extremo tem uma óptima combinação entre a altura e habilidade. Residente nos Estados Unidos por conta do basquetebol desde os 16 anos, quando deixou a Austrália, o jovem caiu nas boas graças de LeBron, que tornou-se seu padrinho e dá constantes conselhos. Para brilhar, agora, nos Sixers, equipa com pior campanha em 2015/16, Ben Simmons  joga ao lado de nomes como Jerryd Bayless e Dario Saric.

DARIO SARIC
Escolhido no draft de 2014, pelo Orlando Magic,  o croata Dario Saric finalmente vai jogar a NBA. Nesses dois anos de espera, antes de assinar o contrato, o extremo -poste de 22 anos actuou no Anadolu Efes, da Turquia, onde teve destaque e conquistou títulos. Desde as categorias de base da selecção da Croácia,  chamava a atenção com os prémios. Saric foi eleito duas vezes consecutivas, em 2013 e 2014, o melhor jogador jovem da Europa. Na sua primeira época na liga NBA, passa a jogar ao lado do também promissor Ben Simmons e tem a difícil missão de dar mais qualidade aos Sixers. Na última época, na equipa turca, Dario Saric teve médias de 11,5 pontos, 5.6 ressaltos e 23,1 minutos por jogo.

KRISTAPS PORZINGIS
O poste Kristaps Porzingis, nascido na Letónia que actuava em clubes de Espanha, surpreendeu pela positiva no seu primeiro ano na NBA, após ser a quarta escolha do draft de 2015. Com domínio do garrafão e bons arremessos, o atleta de 21 anos destacou-se no New York Knicks e tornou-se a presença mais do que certa entre os titulares. Em 72 partidas disputadas, teve média de 14,3 pontos, 7,3 ressaltos, 1,3 assistências, 0,7 roubos de bola, 1,9 tampões e 28,4 minutos. O sonho agora é melhorar o desempenho colectivo dos Knicks, para levar a equipa aos play - offs, depois de ficar em 13º lugar da Conferência Oeste, na última edição. Para isso, além da força de Porzingis, a franquia de Nova York contratou Derrick Rose, Joakim Noah e ainda manteve Carmelo Anthony.

BRANDON INGRAM
O extremo Brandon Ingram chegou ao Los Angeles Lakers com moral pelo seu estilo de jogo comparado ao de Kevin Durant. É  dono de arremessos certeiros e também tem grande potencial defensivo.