Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tribunal norte-americano rejeita recurso de Donald Sterling

10 de Agosto, 2014

Antigo dono dos Los Angeles Clippers apanha duro golpe depois de ver o seu recurso rejeitado por um tribunal

Fotografia: AFP

O recurso de Donald Sterling, banido da NBA por racismo, contra a venda dos Los Angeles Clippers a Steve Ballmer foi rejeitado por um tribunal de Los Angeles.

“Não há nada a avaliar por este tribunal”, explicou a instância de recurso norte-americana, sublinhando que a decisão judicial ainda não foi oficializada.

No final de Julho, o juiz Michael Levanas decidiu a favor da concretização da venda do clube ao antigo director executivo da Microsoft, Steve Ballmer, por dois mil milhões de dólares, na sequência do processo que opunha Donald Sterling à ex-mulher Shelly, que tinha negociado a transacção em nome da família.  Donald Sterling defendia que a ex-mulher não tinha autoridade para fazer o negócio, sendo que Shelly fez a transacção em nome da família, depois de peritos médicos o terem declarado mentalmente incapaz de gerir a actividade familiar.

Em Abril, foi publicada uma gravação em que Donald Sterling tecia comentários racistas numa conversa com a namorada, o que levou o comissário da Liga norte-americana de basquetebol (NBA) a bani-lo e lançar os procedimentos para a venda da franquia.

KEVIN LOVE PRÓXIMO
DOS CLEVELAND

Os Cleveland Cavaliers parecem estar a apostar forte na nova temporada. Depois do regresso de LeBron James, desta vez o clube do Ohio está muito perto de contratar Kevin Love, a estrela dos Wolves.

Segundo a imprensa norte-americana, as duas equipas já chegaram a um princípio de acordo, numa troca que envia Love para os Cavs e Anthony Bennett e Andrew Wiggins (considerado pela crítica um dos futuros craques da liga), primeiras escolhas dos drafts de 2013 e 2014, seguem para Minnesota. A oficialização do negócio só deve acontecer a 23 de Agosto.

Depois de Miami, desta vez são os Cleveland a formar o novo “Big Three” da NBA, constituído pelos All-Stars, LeBron James, Kevin Love e Kyrie Irving.


AOS 51 ANOS 
Jordan marca vários cestos  Aos 51 anos, será que Michael Jordan, amplamente considerado como o melhor jogador de basquetebol de sempre, ainda podia competir na NBA? É difícil responder a esta pergunta, mas a verdade é que o antigo base-extremo dos Chicago Bulls continua a revelar boa forma. Durante um clinic para crianças, nos Estados Unidos, Jordan foi apanhado a encestar 11 vezes consecutivas.