Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tricolores a uma vitria do ttulo

Melo Clemente - 11 de Maio, 2019

Olmpio Cipriano liderou a armada da sua colectividade que alargaram a vantagem para 3-0

Fotografia: Edies Novembro

A formação do Atlético Petróleos de Luanda deu um passo importante rumo à conquista do título da 41ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculino, ao derrotar ontem, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, o arqui-rival, 1º de Agosto, por 74-71, na terceira partida dos play-off da final, a melhor de sete.

Com este triunfo, a equipa tricolor está a uma vitória da consagração do troféu nacional e, consequentemente, da vassourada.Motivado com os dois triunfos alcançados em terreno alheio, a formação do Atlético Petróleos de Luanda entrou melhor no desafio, ao contrário do seu arqui-rival, que só começou a estabilizar o seu jogo, quando restavam quatro minutos e 36 segundos para terminar o primeiro período.

Mais assertivo nos lançamentos exteriores, com os internacionais angolanos, Carlos Morais, Olímpio Cipriano e Gerson Gonçalves “Lukeny”, a comandarem a orquestra, a equipa tricolor liderava sem grandes dificuldades a marcha do marcador (12-5).A partir do minuto oito, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas começou a equilibrar o rumo dos acontecimentos, com realce para Tárcio Domingos, filho do antigo internacional angolano, Garcia Domingos, a se destacar na captura dos ressaltos.

A 58 segundos para o termo do quarto inicial, as duas agremiações encontravam-se empatadas 16 pontos. Numa distração defensiva, os petrolíferos da capital foram para o curto intervalo com uma vantagem de dois pontos (18-16).O primeiro período ficou marcado com a expulsão do extremo do Atlético Petróleos de Luanda, Benvindo Quimbamba que agrediu o seu colega de profissão, Edson Ndoniema, depois de ter sofrido uma falta do jogador do 1º de Agosto. 

António Bernardo, árbitro de categoria internacional deu a ordem de expulsão ao jovem jogador que na temporada passada militou na extinta equipa do Sport Libolo e Benfica.As duas equipas voltaram a protagonizar um festival de triplos, para o gáudio dos amantes da “bola ao cesto”, que ontem quase lotaram o Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva.

No segundo quarto, a equipa militar melhorou significativamente a sua defesa, tendo passado a ser mais eficiente no ataque.Os militares acabaram por vencer no parcial por 21-15, o que perfez 33-37, à favor do Clube Central das Forças Armadas Angolanas, actual campeão nacional em título.

Apesar da formação caseira ter vencido no parcial por 20-17, o equilíbrio voltou a dominar algumas etapas do terceiro período. A entrada do último quarto, a equipa militar vencia por um ponto de diferença (53-54).No derradeiro quarto, os petrolíferos da capital entraram a “matar”, tendo feito um parcial de 9-0 em um minuto e 58 segundos, situação que obrigou Paulo Macedo a solicitar um desconto de tempo.

A partir daí, a equipa rubro e negra voltou a entrar na partida, tendo se aproximado do placar (64-63). Adingono usou a mesmo estratégia, ao solicitar um desconto de tempo.A ponta final da partida foi vivida com bastante ansiedade pelas duas equipas, tendo a formação caseira conseguido superar o seu opositor, fixando o resultado em 74-71, para a tristeza dos adeptos da equipa militar.

 Olímpio Cipriano e Carlos Morais voltaram a ser decisivos na partida, ao anotarem 16 e 15 pontos, respetivamente. Mingas foi o rei dos ressaltos, com 12, seguido do Gerson Gonçalves “Lukeny”, do Atlético Petróleos de Luanda, com 11.Segunda-feira, as duas equipas voltam a jogar para a quarta partida dos play-off da final do Unitel Basket.

FICHA TÉCNICA 
Pavilhão Principal

Comissário:  Amaro Regino

Arbitragem: António Bernardo, David Manuel e M’bunga Pedro

Petro: Gray Kendall (4), Olímpio Cipriano (16), Childe Dundao (4), Carlos Morais (15), Joaquim Pedro (0), Rafael Erickson (0), Leonel Paulo (8), Aboubakar Gakou (0), Hermenegildo M’bunga (14), Benvindo Quimbamba (0), Gerson Gonçalves “Lukeny” (11), Aldemiro João (2).

Treinador: Lazare Adingono 

1º de Agosto: Pedro Bastos (0), Carlos Cabral (0), Edson Ndoniema (1), Armando Costa (8), Tárcio Domingos (9), Felizardo Ambrósio “Miller” (6), Mutau Fonseca (0), Emanuel Quezada (13), Eduardo Mingas (13), Hermenegildo Santos (6), Islando Manuel (11), Andre Harris (4).

Treinador: Paulo Macedo

Marcha do marcador: 18-16, 33-37, 53-54, 74-71