Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Unitel recusa renovao de contrato

Juscelino da Silva - 30 de Setembro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

A operadora de telefonia móvel e internet, Unitel, recusou renovar o contrato com a Federação Angolana de Basquetebol que expirou no final da última época. A empresa, que dava o nome à competição sénior masculina, alegou a indisponibilidade de manter um vínculo sem retornos à empresa. A fraca qualidade competitiva das equipas e da selecção nacional contribuíram para a decisão da empresa.
A Unitel é uma marca firmada no mercado nacional e internacional. As equipas não apresentam níveis competitivos e desportivos que atraem o público aos pavilhões. Ao longo da época, apenas os jogos entre o Petro de Luanda e o 1º de Agosto "fazem casa cheia".
Com o fim do contrato, a Federação Angolana de Basquetebol está sem patrocinador oficial e está aberta a aceitar as propostas de empresas interessadas a publicitar e dar o nome à competição.
Os clubes participantes da última época alegam que ainda não receberam da FAB as partes do dinheiro resultante do acordo com a operadora de telefonia Unitel, avaliado em cinco milhões de dólares norte-americanos. O Petro de Luanda aguarda o do prémio de campeão nacional.
Na reunião com a Federação Angolana de Basquetebol, os clubes manifestaram-se inquietos por falta de um patrocinador oficial para a época 2019/2020 e aconselharam a direcção de Hélder Cruz "Maneda" a adoptar uma postura virada à transparência de recursos, rigor e mais empenho na organização de eventos desportivos de forma a resgatar a boa imagem que sempre pautou a modalidade."Queremos ter uma competição melhor que a do ano passado, na qual se testemunhou muitos alaridos", disse um dos representantes de clube.