Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Voigt minimiza ausncia dos americanos

Melo Clemente - 01 de Agosto, 2019

Hendecacampees africanos embarcam para a China a seis do ms em curso

Fotografia: Agostinho Narciso | Edies Novembro

O seleccionador nacional dos hendecacampeões africanos, o norte-americano Will Voigt, minimizou completamente as ausências de Bruno Afonso David Fernando e Sílvio Samuel de Sousa, na fase final da 18ª edição da Copa do Mundo, competição a decorrer de 31 de Agosto a 15 de Setembro próximo, na República Popular da China.
O poste Bruno Afonso David Fernando, de 20 anos de idade, dois metros e oito centímetros de altura, tenciona se afirmar na formação do Atlanta Hawks da Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA), razão pela qual recusou em representar as cores da bandeira nacional, na 18ª edição da Copa do Mundo de 2019, prova a ser disputada em oito cidades daquele país asiático.
Por seu turno, Sílvio Samuel de Sousa, poste do Kansas University, não está disponível para representar os hendecacampeões africanos na aludida competição, por razões académicas.
Apesar destas “contrariedades”, o técnico norte-americano mostrou-se tranquilo, relativamente ao que poderá ser a participação do cinco nacional na fase final da 18ª edição da Copa do Mundo da República Popular da China.
“Gostaríamos de ter estes dois jogadores no nosso grupo, mas, infelizmente, não estarão, e temos que procurar trabalhar com aqueles que estão disponíveis. Aliás, nós conseguimos o apuramento para a Copa do Mundo, sem a participação destes dois jogadores”, desabafou o timoneiro dos hendecacampeões africanos.
Com as desistências de Bruno Afonso David Fernando e Sílvio Samuel de Sousa, o grupo ficou reduzido para quinze (15) jogadores, dos quais catorze (14) já trabalham visando a Copa do Mundo de 2019, competição que contará com a participação de trinta e duas (32) nações, contra vinte e quatro (24) das edições anteriores.
Entretanto, hoje, quinta-feira, a Pré-Selecção Nacional realiza a sua quinta sessão de treinos, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, depois do braço de ferro que se verificou entre os jogadores e a direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), devido à falta de prémios da qualificação, assim como as diárias, situação que forçou o atraso no arranque dos trabalhos de preparação.
O aprimoramento da componente física, sem descurar os aspectos técnicos e tácticos, estão a dominar às sessões de treinos do combinado nacional. Clinicamente o conjunto respira saúde, situação que deixa satisfeito a equipa técnica nacional que, nesta altura, conta já com a participação dos catorze (14) atletas convocados para “Operação” Foshan.
Olímpio Cipriano já integrou o grupo, ao passo que o poste Eduardo Mingas foi dispensado, em virtude de ter perdido o pai.
Para a Copa do Mundo, foram convocados Gerson Domingos (base), Leandro Conceição (extremo-base), Gerson “Lukeny” Gonçalves, Malick Cissé, Carlos Morais, Benvindo Quimbamba, José António e Júlio Clever Afonso (extremos), Reggie Moore e Leonel Paulo (extremo-postes), Eduardo Mingas, Yannick Moreira, Hermenegildo Mbunga, Jone Pedro, Bruno Fernando e Sílvio Sousa (postes).
Angola joga o Mundial na cidade de Foshan, e defronta, na primeira fase, as similares da Sérvia, com quem estreia, a 31 de Agosto, Itália, adversário da segunda jornada, dia 2 de Setembro, e Filipinas, no encerramento, isto no dia 4. Costa do Marfim, Polónia, Venezuela e China fazem parte do Grupo (A).
Rússia, Argentina, Coreia do Sul e Nigéria (B); Espanha, Irão, Porto Rico e Tunísia (C); Turquia, República Checa, Estados Unidos e Japão (D); Grécia, Nova Zelândia, Brasil e Montenegro (F); República Dominicana, França, Alemanha e Jordânia (G) e Canadá, Senegal, Lituânia e Áustria (H).
Nanjing, Wuhan, Foshan, Shenzhen, Dongguan, Guangzhiu, Beijing e Shanghai são as oito cidades, que vão acolher a Copa do Mundo.