Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Yanick termina no top dez

Melo Clemente, em Las Palmas - 06 de Setembro, 2014

Poste (número 12) foi a grande revelação da Selecção Nacional no Campeonato do Mundo de basquetebol seniores

Fotografia: José Cola

O internacional angolano Yanick Moreira terminou no topo dez dos melhores marcadores da fase preliminar da 17ª edição do Campeonato do Mundo de basquetebol em seniores, que hoje agendou as primeiras partidas dos oitavos-de-final nas cidades de Barcelona e Madrid.

Depois de ter sido fundamental na vitória do combinado nacional frente a Austrália, por 91-87, no qual marcou 38 pontos e quebrou o recorde do espanhol Pau Gasol (33), o poste da Selecção Nacional é o nono na lista do campeonato do mundo com 89 pontos marcados, em cinco jogos.

O jovem Yanick Moreira de 23 anos de idade é o único atleta angolano que teve o privilegio de integrar a lista dos dez mais muito por causa das grandes exibições patenteadas na fase de grupos.

O senegalês Georgui Dieng com 90 pontos marcados à entrada dos oitavos-de-final ocupa o oitavo lugar na lista dos melhores “artilheiros”.

A lista dos melhores marcadores é liderada pelo porto-riquenho Jose Barea com 110 pontos, seguido do argentino Luis Alberto Scola, dos Indiana Parcers, com 108 pontos. Andray Blateche (Filipinas) e o espanhol Pau Gasol ocupam as posições imediatas, ambos com 106 pontos.

O angolano Yanick Moreira, o porto-riquenho Jose Barea e o filipino Andray Blateche viram as respectivas selecções eliminadas dos oitavos-de-final.

Ainda na enorme lista dos melhores marcadores, o veterano angolano Eduardo Mingas 35 anos de idade ocupa o 35º lugar com 56 pontos, em cinco partidas com uma média de 11,2 pontos por cada desafio. Em termos de selecções, os Estados Unidos da América é o conjunto mais concretizador da fase preliminar com 511 pontos marcados em cinco partidas, o que perfaz uma média de 102,2 pontos marcados por cada encontro.

O país anfitrião dos irmãos Gasol, está em segundo lugar com 440 pontos (média de 88), seguido da Eslovénia com 425 (85), ao passo que a Argentina que ocupa o quarto lugar, anotou  420 pontos (84). Brasil e Croácia marcaram cada 416 e 414 pontos.

Os campeões africanos terminaram a prova com 375 pontos marcados e ocupam o 14º lugar. Das 24 selecções, o Egipto, vice-campeão africano, é a que menos pontos marcou, com 311. A selecção da Austrália fez parte do grupo D na fase de grupos e detém a melhor percentagem nos lançamentos a longa distância, com 51,9 por cento, ao passo que a Lituânia, equipa que fez igualmente parte da série D, está na segunda posição com 40,9 por cento.

A selecção dos craques Nene e Varejão, o Brasil, que foi repescado para esta competição, tem um percentual de 40.5.


APÓS 40 ANOS
Filipinas alcançam a primeira vitória


A selecção das Filipinas conseguiu a sua primeira vitória numa fase final de um Campeonato Mundo, depois de vencer na última quinta-feira o Senegal por 81-79, em partida referente à última jornada do grupo A.

Apesar de falharem a passagem para os oitavos-de-final da competição, os filipinos festejaram de forma eufórica o triunfo frente aos senegaleses, medalha de bronze do continente africano.

Demorou mais de 40 anos para que as Filipinas vencesse uma partida, facto que pode servir de catalisador, com vista os  próximos campeonatos do mundo.

O extremo das Filipnas Jim Alapag marcou 18 pontos e o posto Andray Blatche anotou 18 pontos, para além de ter capturado 14 ressaltos. “É incrível, especialmente a forma como este torneio já passou. Não sei se alguém realmente nos deu a oportunidade de competir com algumas das principais selecções do mundo. Mas o nosso país esperou tanto para esta vitória”, disse Alapag.

Alapag vai completar 37 anos de idade, em Dezembro e provavelmente jogou o seu último Campeonato do Mundo.

“Tentei não ficar muito emocionado antes do jogo. Felizmente, consegui e muito sinceramente espero que esta vitória venha a sensibilizar os mais jovens para a prática do basquetebol”, disse. MC


DRAFT’2015

Poste angolano
às portas da NBA


O poste angolano Yanick Moreira está às portas de entrar na NBA, a maior liga norte-americana de basquetebol, segundo o site da Associação americana de basquetebol. Yanick Moreira consta do grupo de candidatos ao draft da NBA de 2015 e ocupa a 35ª posição, ,entre os 45 eleitos.

A escolha do angolano deve-se à exelente campanha feita na NJCCA, onde foi eleito MVP (jogador Mais Valioso), depois de levar o Texas à competição com uma vitória de 81-68 sobre Northwest Florida State College.

Em 35 jogos, o angolano teve uma média de 12,1 pontos, oito ressaltos e 2,1 bloqueios por jogo. No último jogo de Angola, Yanick Moreira bateu o recorde do campeonto mundial de Espanha  ao marcar 38 pontos, superando Pau Gasol, de Esapanha.


FEITO
Mexicanos festejam
passagem história


A selecção do México apurou-se pela primeira vez para os oitavos-de-final de um Campeonato do Mundo, depois de terem vencido na última jornada a selecção da Coreia do Sul por 87-71.

Para o técnico Sergio Valdeolmillos, o feito vai motivar os dirigentes e as equipas a apostarem cada vez mais no basquetebol para que o México possa afirmar-se no contexto mundial.

“Ganhamos o ouro no pré-campeonato das Américas e graças a Deus conseguimos o apuramento aos oitavos-de-final do mundial de Espanha. Gostava de dar os parabéns aos meus jogadores que muito fizeram para estar na próxima fase”, disse.

O México levou um susto, quando Angola derrotou a Austrália por 87-91.  Mc


SAUDADE
Moore recorda
Ilhas Canárias


O internacional angolano  Reggie Moore  regressou à cidade de Las Palmas,  onde militou durante vários anos na formação da UB Las Palmas, antes de rumar para Portugal, de onde saiu para Angola.

Em declarações à comunicação social, o extremo poste do 1º de Agosto afirmou que viveu uma emoção muito grande na cidade que o lançou para o basquetebol europeu.

“Foi uma emoção muito grande ter regressado a uma cidade que durante muitos anos me acolheu. Fiz grandes amizades e parte do que sou hoje deve-se a este povo que me acolheu de forma calorosa enquanto joguei cá”,revelou o internacional angolano que mostrou a sua frustração pelo facto de Angola não ter conseguido o apuramento aos oitavos-de-final da 17ª edição Campeonato do Mundo de Espanha, prova que termina a 14 do mês em curso. Mc