Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Basquetebol

Afrobasket o sonho de Islando Manuel

21 de Dezembro, 2012

Jogador destaca papel do tcnico Paulo Macedo para a sua ascenso

Fotografia: Jornal dos Desportos

Islando Manuel, extremo que se tem destacado ao serviço do 1º de Agosto, quer constar da pré-selecção nacional e posteriormente figurar entre os 12 atletas que em 2013 vão procurar resgatar o Campeonato Africano das Nações de Basquetebol em seniores masculinos, vulgo Afrobasket, prova a ser disputada na Costa do Marfim. Depois de ter representado a selecção B nos últimos Jogos Pan-africanos, competição disputada em Maputo, em 2011, tendo ocupado o terceiro lugar, o extremo da equipa militar ambiciona agora atingir a selecção principal, que em 2013 vai à busca do passe de acesso à fase final do Campeonato do Mundo de Espanha, marcado para 2014.

Aos 21 anos de idade, Islando Manuel quer fazer parte do ciclo restrito de atletas que atingiram a Selecção Nacional antes dos 23 anos de idade. O tetra campeão africano de clubes pelo 1º de Agosto está consciente das dificuldades que tem para realizar o seu sonho, mas promete trabalhar arduamente para merecer a confiança do seleccionador nacional, José Carlos Guimarães, técnico que tem apostado em jovens com uma margem de progressão muito grande. Islando Manuel reconheceu que uma possível chamada à pré-selecção nacional vai depender muito do seu desempenho na equipa militar durante a presente temporada.

Aconselhado por familiares e amigos para abraçar a modalidade com o único propósito de diminuir o peso, hoje por hoje, é um dos jovens que se tem evidenciado no basquetebol angolano. “Fui parar ao basquetebol, isto em 2004, apenas para tirar peso, mas quando cheguei ao Petro de Luanda comecei a ganhar o gosto pela modalidade e felizmente hoje sou jogador de alta competição”, confessou o jovem jogador, que a 7 de Janeiro de 2013 completa 22 anos de idade. No mesmo ano, transferiu-se para o 1º de Agosto, onde se quer afirmar como um grande atleta.Apesar dos seus 21 anos, Islando Manuel aos poucos se vai impondo na equipa principal do Clube Central das Forças Armadas Angolanas. O ano de 2008 foi especial para o jovem atleta, que passou a fazer dupla categoria (júnior e sénior). “Foi marcante o ano de 2008, altura em que o professor Luís Magalhães me integrou na equipa principal, fazendo dupla categoria”, disse.


Taça de Clubes
“Título africano de Malabo foi especial”

Dos quatro títulos africanos a nível de clubes que possui, o recente troféu arrebatado em Malabo, palco da fase final da XXVII edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos, foi especial para o internacional angolano Islando Manuel. Depois de ter conquistado os últimos três títulos africanos de clubes ao serviço da equipa militar, na condição de suplente não utilizado, em Malabo, Islando Manuel mereceu a confiança do técnico angolano Paulo Macedo, treinador que o jovem atleta considera de principal responsável pela sua ascensão. “Este foi o meu quarto título africano de clubes.

Este último acaba por ser bastante especial para mim porque fui utilizado durante os oito jogos que realizámos em Malabo, que culminaram com a conquista do nosso sétimo título africano. Nos outros troféus fui suplente não utilizado”, afirmou Islando Manuel, que pretende tornar-se atleta de referência. Aos quatro títulos africanos de clubes juntam-se cinco campeonatos nacionais e três Supertaças Wlademiro Romero, troféus que o jovem jogador espera aumentar cada vez mais.

Islando Manuel atribuiu a derrota da sua equipa na estreia, frente ao arqui-rival, Petro de Luanda, ao cansaço da viagem. “Sem tirar mérito à vitória do Petro de Luanda na estreia, nós perdemos aquela partida devido ao desgaste físico que tivemos. Foram viagens atrás de viagens e obviamente a equipa no dia do jogo ressentiu-se. Nós estagiámos no frio e acabámos por jogar num clima bastante quente. Mas, felizmente, depois conseguimos superar todos os obstáculos e vencemos o título africano com toda a naturalidade”, disse.      
MC


Potencial

Atleta reconhece
qualidades do plantel


O extremo do 1º de Agosto reconheceu ser difícil para qualquer atleta impor-se na equipa principal da formação militar, dada a qualidade de jogadores existente naquela agremiação. Islando Manuel assegurou que a sua integração no conjunto rubro e negro tem sido possível graças à confiança que o técnico principal, Paulo Macedo, deposita em si, por um lado, e por outro, à abertura que tem encontrado por parte dos atletas mais experientes. “Não é fácil impor-se na equipa principal do 1º de Agosto porque é uma formação que reúne sempre os melhores atletas e para um jogador que vem das camadas jovens é sempre complicada a sua integração.

Mas graças a Deus, com o apoio dos meus colegas, sobretudo os mais experientes, casos de Armando Costa, Joaquim Gomes ‘Kikas’, Felizardo Ambrósio ‘Miller’, Regge Moore, Miguel Lutonda e fundamentalmente com a confiança que o técnico deposita em mim tem sido fácil a minha integração”.  Islando Manuel acredita que o grupo está bastante moralizado para reconquistar o título de Campeão Nacional, título perdido o ano passado a favor do Grupo Desportivo e Recreativo do Libolo do Kwanza-Sul.     
 MC


Revelação
Final histórica

Das oito partidas que disputou durante a fase final da taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol em seniores masculinos, o prélio da final, frente ao arqui-rival, Petro de Luanda, foi especial para o jovem jogador de 1,94 metros de altura. “Para mim, o jogo da final foi especial. Actuei durante 11 minutos e senti que consegui cumprir a tarefa que o treinador me incumbiu de fazer em campo. Estive bem quer a defender, quer a atacar. De um a maneira geral, a equipa esteve toda ela bem, razão pela qual conseguimos conquistar o nosso sétimo anel continental.”A finalizar, o internacional angolano mostrou-se regozijado pelo facto de ter jogado ao lado de uma das grandes referências do basquetebol angolano, Miguel Lutonda, que, segundo ele, foi um verdadeiro líder. “Aprendi muito com Miguel Lutonda, porque ele estava sempre disponível em aconselhar os mais jovens do grupo. Foi uma grande honra ter jogado ao lado de uma lenda do basquetebol angolano”, finalizou.        
MC


Durant dá vitória ao Oklahoma City
Os Oklahoma City Thunder alcançaram na madrugada de quinta-feira a 12.ª vitória consecutiva da temporada, depois de triunfarem por 100-92 no terreno dos Atlanta Hawks. Kevin Durant foi decisivo no triunfo dos Thunder, ele que com 41 pontos fez o melhor registo da temporada, juntando ainda 13 ressaltos para terminar a noite com um duplo-duplo. Do lado dos forasteiros destaque ainda para a prestação de Russell Westbrook, com 27 pontos e 11 assistências.