Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Basquetebol

Militares somam mais um triunfo

Melo Clemente - 31 de Maio, 2018

Base Emanuel Quezada voltou a ser o homem do jogo com 22 pontos.

Fotografia: VIGAS DA PURIFICAO|EDIES NOVEMBRO

Sem respeitar a capacidade de lotação do Pavilhão (900), a organização permitiu que mais de mil e quinhentas pessoas testemunhassem ontem a segunda vitória consecutiva da formação do 1º de Agosto sobre o arqui-rival, Atlético Petróleos de Luanda, por  93-78, em desafio a contar para a final da 40ª edição do Unitel Basket, a melhor de sete, ante o olhar do Secretário de Estado para o Desportos, Carlos Almeida, e do presidente de direcção da FAB, Helder Martins da Cruz “Maneda”.
Com este triunfo, a formação rubro e negra alargou para 2-0 a sua vantagem na eliminatória, alçando deste modo, a décima vitória da temporada, isto em onze clássico dos clássicos.
Com as duas equipas a mostrarem algum nervosismo no quarto inicial, foi a equipa forasteira que entrou primeiro na partida, ao contrário do seu opositor que fê-lo apenas a entrada do minuto quatro.
Assertivos do ataque e uma defesa organizada, os militares começaram a superiorizar-se e quando restavam dois minutos e 45 segundos o placar registava 17-6, a favor da equipa rubro e negra.
Dois triplos seguidos do veterano Domingos Bonifácio permitiu aos petrolíferos da capital se aproximarem da marcha do marcador, altura em que a partida foi interrompida, devido a troca de mimos entre as duas claques.
Os petrolíferos da capital apareceram completamente transfigurados no segundo período, fruto do maior rigor defensivo, obrigando o seu opositor a cometer sucessivos erros, com perdas sistemáticas de bola.
Liderado pelo pequeno grande jogador, Childe Dundão, uma das revelações da presente época desportiva, equipa tricolor conseguiu restabelecer a igualdade (32-32), quando restavam pouco menos de cinco minutos para o intervalo maior.
Nesta fase, Paulo Macedo, timoneiro principal da equipa militar, foi obrigado por diversas vezes a solicitar o desconto de tempo para serenar os “ânimos” da sua rapaziada.
Ainda assim os militares perderam no parcial, por 20-24, o que perfez 46-41, ao cabo dos primeiros 24 minutos.
Emanuel Quezada, do lado militar, e Leonel Paulo, Petro, foram os principais protagonistas nos primeiros dois períodos, com 12 e 9 pontos, respetivamente.
“Desgastados” fisicamente, o terceiro quarto foi pobre, comparativamente aos dois primeiros períodos, onde as duas equipas jogaram  com bastante intensidade.
Aliás, os militares conseguiram anotar 18 pontos,  contra 15 do conjunto tricolor, tendo a equipa rubro negra conservado uma vantagem de oito pontos (64-56).
Aboubakar Gakou esteve em grande destaque, com os seus lançamentos a longa distância, que permitiu a formação petrolífera discutir o jogo até praticamente o fim. Mas, a maturidade competitiva dos militares voltou a ser determinante para o triunfo por 93-78, quando no primeiro desafio a equipa caseira havia vencido por 87-73. Quezada voltou a ser o homem do jogo, ao marcar 22 pontos, contra 20 do Islando Manuel. Leonel Paulo terminou o jogo com 19 pontos.
As duas agremiações voltam a jogar amanhã, a partir das 18h00, no Pavilhão Arena do Kilamba.

Mundial/apuramento
Pré-Selecção trabalha fundamentos tácticos

O aprimoramento da condição física atlética, bem como a introdução de alguns aspectos de ordem táctica ofensiva, estão a dominar a primeira semana de preparação da Pré-Selecção Nacional de basquetebol em seniores masculinos, que projecta a sua participação na terceira janela de qualificação zona africana para a Copa do Mundo da China, em 2019, prova a decorrer de 29 Junho a 2 de Julho do ano em curso, no Cairo, capital do Egipto.
Sob comando de José Carlos Guimarães, um dos adjuntos do técnico norte-americano, Will Voigt, o combinado nacional realizou ontem, no Pavilhão Arena do Kilamba, a terceira sessão de treinos que contou com a participação de onze, dos doze atletas convocados nesta primeira etapa. A sessão do dia começou no ginásio do Sport Libolo e Benfica. Com a ausência do seleccionador nacional, que se encontra na sua terra natal, a tratar de assuntos familiares, José Carlos Guimarães assumiu as rédeas dos hendecacampeões africanos, que procuram a oitava presença numa fase final de uma Copa do Mundo, depois da estreia em 1986, a convite da Fiba-Mundo, seguindo-se as presenças em 1990, na Argentina, 1994/Toronto-Canadá, 2002, Indianápoli, Estados Unidos da América, 2006, Japão, 2010, Turquia, e 2014, em Espanha.
Hermenegildo Mbunga, poste do Sport Libolo e Benfica, adoentado (paludismo), continua ausente dos trabalhos do cinco nacional. O internacional angolano tem tido o acompanhamento da equipa médica, pelo que a sua integração no grupo deve acontecer nos próximos dias, de acordo com José Carlos Guimarães.
Em declarações a comunicação social José Carlos Guimarães mostrou-se satisfeito com a entrega da rapaziada.
\"Nós estamos a melhorar a condição física atlética, salvaguardando sempre a integridade do atleta. Alguns vieram com algumas mazelas e, por outro lado, introduzir alguns aspectos de ordem táctica ofensiva e princípios da nossa defesa pressionante homem a homem. Eventualmente trabalharemos também a defesa zona. Vamos desenvolver alguns aspectos da técnica individual, quer ofensiva, como defensiva, mas, sobretudo, aquilo que nós entendemos ser o calcanhar de Aquiles, que é a percentagem dos lançamentos. Como sabe, nós temos um grande défice neste particular, daí entendermos que, em todas as nossas unidades de treinos, para além da técnica individual, haverá muitos exercícios de lançamentos\", revelou o antigo internacional angolano, que fez parte da equipa técnica dos hendecacampões africanos que em 2006, no mundial do Japão, alcançou o honroso nono lugar, juntamente com Alberto de Carvalho \"Ginguba\" e Artur Casimiro Barros.
Hoje, quinta-feira, a Pré-Selecção Nacional volta a trabalhar no Pavilhão Arena do Kilamba.
Eis os atletas que estão as ordens do técnico José Carlos Guimarães: Gerson Domingos, Ngombo Rogério, Egídio Ventura, Alexandre Jungo, Pedro Bastos, Benvindo Quimbamba, Elmer Félix, Adelmiro João, Jilson Bango, Geraldo Santos e Yanick Moreira.
MC

AFROBASKET
Dizeko convocada
para a pré-selecção

A integração da base Aleixa Dizeko, de 17 anos de idade e atleta do Helios-Sion da Suiça, é o destaque da convocatória da pré-selecção nacional de basquetebol feminina de Sub-18 que projacta o Campeonato Africano a decorrer de 29 de Julho a 9 de Agosto, em Maputo, Moçambique, e os Jogos da SADC de 4 a 16 de Dezembro em Malawi.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, o seleccionador nacional, Aníbal Moreira, mostrou-se confiante nas 22 escolhidas. \"Esse é o grupo que temos. Estou fora do feminino há um bom tempo e, agora, fui chamado para orientar a selecção. Recebi a chamada com muito orgulho e satisfação. Tive o cuidado de observar a maior parte das jogadoras chamadas para a selecção. Vamos trabalhar afincadamente com elas e espero que posam dar uma resposta positiva\", disse.JUSCELINO DA SILVA

FICHA TÉCNICA
Pavilhão:
Victorino Cunha
Comissario: Agostinho Quinguaia
Arbitragem: Francisco Tando, Paulo Luvati e Francisco Pacheco

1º de Agosto:
Carlos Cabral ( 0 ), Mohamed Malick Cissé ( 6 ), Edson Ndoniema (  3), Armando Costa ( 9), Jone Pedro (4), Sebastião Quicuame (0), Mutu Fonseca (7  ), Emanuel Quezada ( 22 ), Leandro Conceição ( 3 ), Hermenegildo Santos ( 2 ), Islando Manuel ( 20 ), Eduardo Mingas ( 17 )
Treinador: Paulo Macedo

Petro: Cley Cabango ( 0 ), Childe Dundão (4), José António ( 4), Sekouba Conde ( 6), André Migue (0 ), Gerson Varanda ( 0 ), Leonel Paulo (19), Domingos Bonifácio (10), Aboubakar Gakou (16), Olalekam Adayi (0), Joaquim Pedro “Quinzinho” (4), Gerson Gonçalves “Lukeny” ( 15 )
Treinador: Lazare Adingono
Marcha do marcador:
26-17,  46-41, 64-56, 93-78