Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Ainda não ganhei nada no desporto

Sardinha Teixeira - 16 de Novembro, 2010

Fernando Muhongo brilha na classe T 13

Fotografia: Nuno Flash

Fernandes Muhongo está ligado à modalidade há sete anos e já sonha ser campeão africano. No seu palmarés, constam três títulos de vicecampeão nacional dos 100, 200 e 400 metros.“Ainda não ganhei nada no desporto, mas considero a minha participação benéfica porque fez com que corresse sem qualquer pressão e dominasse a nível dos integrantes do meu clube o primeiro lugar”, disse.

Muhongo, como é carinhosamente tratado pelos colegas, afirmou que, embora a sua equipa não esteja nos lugares cimeiros em provas oficiais, os objectivos já foram alcançados no cômputo geral das competições realizadas no país, em que conseguiu manter sempre a unidade entre todos os integrantes do grupo.

Visivelmente satisfeito, Muhongo assegurou que a experiência que granjeia vai ajudá-lo a continuar engajado para manter a vantagem sobre os seus colegas de equipa. O atleta pretende agora festejar um título nacional da modalidade a nível dos paralímpicos. Ele afirmou que a sua instituição tem prestado apoio à modalidade.

“A equipa tem bons atletas. Estou surpreendido com a qualidade deles. É de louvar o esforço dos atletas e treinadores. A equipa mostra que, com mais dedicação e trabalho contínuo, pode atingir outros níveis”, frisou. Falando do valor dos atletas de outros clubes, ele vê resultados significativos desse esforço. “A qualidade técnica das equipas aumenta a cada ano”, declarou.

Muhongo afirmou ainda que a sua “curta carreira tem sido muito positiva, os meus companheiros gostam muito de mim”. Para o atleta do Comité Paralímpico, esta “é a melhor experiência que alguma vez tive como atleta, ter o privilégio de pertencer a um grupo de atletas bons e depois ir competir com outras equipas do país é muito bom. Dá-me satisfação para trabalhar mais e fazer os meus colegas evoluírem”. O desportista tem o funge com calulú, como seu prato preferido. Gosta de ouvir semba e música romântica.

>> Altos & Baixos

A convivência

”A coabitação em provas entre colegas marcou-me muito. A minha participação foi sempre benéfica. Corri sempre sem qualquer pressão e terminava as provas como o melhor atleta”, disse.

Falta de preparação

“Existem alguns atletas que não têm tempo suficiente para se preparar para a sua participação em provas oficiais. Já vi casos em que atletas acabavam por desistir por falta de condições nos seus clubes. Por isso, é necessário reverter este quadro cinzento para bem do nosso desporto”, sublinhou. 

>> Por dentro

Nome: Fernando Tavares Muhongo
Data de nascimento: 28/10/86
Estado civil: Solteiro
Natural: Luanda
Nacionalidade: Angolana
Peso: 74 Kg
Altura: 1,78 m
Modalidade: Atletismo
Clube: Comité Paralímpico
Categoria: Sénior
Prato preferido: Calulú
Tabaco: Não
Bebida: Sumos
Número de calçado: 42
Hobbyes: Leitura e filmes
Filmes: Acção
Religião: Católica
Cor: Azul
Poligamia: Respeito
Perfume: Diversos
Música: Semba
Esplanada ou discoteca: Esplanada
Droga: Contra
País: Angola
Cidade: Luanda
Campo ou praia: Campo
Deus: O homem maravilhoso
O que mais detesta: Roubar
Maior sonho: Ser um papão na categoria de T 13, em África
Estuda: 10ª classe, no INE/Garcia Neto