Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Amigos lançam iniciativa

Valódia Kambata - 10 de Julho, 2014

Equipa vencedora do torneio de demonstração organizado pelos Amigos de Cambambe recebe o troféu correspondente

Fotografia: José Soares

O município de Cambambe, província do Cuanza Norte, regista  um declínio acentuado em relação à prática das mais variadas modalidades desportivas. A falta de incentivos é uma das condicionantes. Em face disso um grupo de jovens do município decidiu criar um plano de massificação dos desportos para a região.

 Tudo começou há uma semana no pavilhão gimnodesportivo do Dondo, onde mais de 500 jovens participaram numa série de jogos amigáveis de futebol de salão, judo, capoeira e andebol em masculinos e femininos.

Numa iniciativa de um grupo de jovens do município de Cambambe, o projecto de massificação do desporto na cidade do Dondo tem como principal objectivo  formar jogadores de diferentes modalidades e de ocupar os tempos livres de crianças e adolescentes residentes locais.

O responsável da iniciativa e mentor do projecto, Vallenkampp Machado Carvalhais, acredita que o Dondo tem jovens com grandes potencialidades, mas infelizmente não são aproveitados. “Durante muito tempo tivemos aqui bons praticantes de futebol de onze e de salão, andebol, entre outras modalidades, coisa que hoje não acontece, deixando um vazio entre a juventude do nosso município”, salientou o responsável do projecto. 

 E para que o plano de relançamento do desporto local tenha um rumo certo, ele conta com a ajuda e apoio moral da administração municipal. Entretanto, clama por outras ajudas materiais, quer de instituições públicas quer  privadas, visto que algumas equipas  estão incapacitadas para adquirir equipamentos e outros meios  para a prática desportiva.

Para já o grupo espera  que  o plano que  começou agora não morra  e que os resultados  ajudem a engrandecer o desporto  no Cuanza Norte  em particular e no país  em geral.

EXPECTATIVA
Munícipes de Cambambe
acreditam em futuro melhor


O responsável da Secção dos Desportos do Município de Cambambe, Sebastião Henriques, mostrou-se bastante satisfeito com a realização do evento. Pois, acredita que vai ajudar a juventude local à pratica desportiva. “Penso que é uma boa iniciativa que vai ajudar a massificar o desporto aqui no município. Desde já espero que haja outras iniciativas semelhantes de forma a se criar o gosto pelo desporto por parte da juventude local”.

Por outro lado o representante do Ministério da Juventude e Desporto no Dondo, disse que já é hora de a província do Cuanza Norte participar nos movimentos desportivos do país e ainda lembrou que o Dondo, no passado, já  teve muitas andebolistas.
“O nosso maior desejo é relançar o desporto aqui em Cambambe, e nós, representantes do desporto na região, estamos dispostos a dar ajuda quer moral quer material”. salientou o responsável do MINJUD no município.

Falando sobre a evolução desportiva  no município, Sebastião Henriques apontou o futebol como a modalidade de maior relevo, praticada de forma recreativa.

Indicou que o município conta com seis clubes organizados, agregando 227 atletas, que participam actualmente dos torneios do “Girabairro”, contrariamente às edições anteriores, em que concorriam mais de dez equipas.

O decréscimo, explicou, resulta da falta de incentivos, quer do governo, quer do empresariado local, facto que tem contribuído para a fraca participação dos jovens em actividades de desporto amador e federado.

Entre as modalidades que ainda congregam jovens citou a natação, com apenas dois clubes que se limitam a realizar treinos numa única piscina, pertencente à Empresa Nacional de Electricidade-  ENE.

Entre as modalidades praticadas de forma espontânea, consta o basquetebol de rua, praticado por jovens, sobretudo em período de lazer, tornando inexpressiva a massificação em consequência da desorganização, bem como a falta de recintos apropriados.

O andebol, voleibol e futsal são as menos praticadas, no passado acolhiam um número considerável de executantes. Quanto ao desporto de luta, Sebastião Henriques disse existirem duas academias de judo, onde estão integrados 58 atletas que também clamam por apoios para a promoção de eventos, ao contrário da forma recreativa para a qual se ocupam actualmente.

REACÇÃO
Actividade satisfaz
administrador municipal


Já o administrador municipal, Francisco Manuel, classificou a actividade de salutar para o bem da comunidade e em particular para os jovens.  “Esta iniciativa   serve acima de tudo para afastar os jovens das práticas menos boas. Acreditamos que se  revitalizarmos o desporto aqui no Dondo vamos ter jovens com mais saúde e com mais disposição para a vida.”

O responsávelmáximo do município do Cambambe mostrou-se disponível para apoiar iniciativas do género pois também acredita que já é hora de o Dondo ter competições desportivas em grande escala. “Estamos aqui para apoiar este iniciativas por isso apelamos a todos os empresários e não só a contribuírem para a massificação do desporto no município.”

O plano de relançar o desporto de alta competição na cidade do Dondo mereceu vários elogios por parte dos jovens.  Pedro Maria, de 22 anos, praticante de judo, acredita que o Dondo já tem atletas capazes de competir nos campeonatos nacionais. “Aqui há muitos jovens praticantes de judo. Eu tenho a certeza de que se este projecto andar o judo tem muitas hipóteses de se impor a nível nacional”, disse o jovem praticante de judo.

Outro atleta que valoriza este projecto é Luís António, que disse    ser hora de haver grande competição na cidade. Atleta da modalidade de futebol de salão, tem a certeza de que se todos trabalharem  pode-se dar outra imagem ao desporto local.

FUTSAL
Quatro equipas
na linha da frente


PD, Jaco, Amigos do Diba e Ginzéu são quatro equipas  de futsal que podem  disputar o próximo campeonato nacional de futebol de salão, segundo  Vallenkampp Machado Carvalhais, responsável do grupo de amigos de Cambambe.

“O futebol de salão  é a modalidade  que congrega mais  equipas neste  nosso plano de expansão do desporto   em Cambambe. Temos aproximadamente  doze  equipas sendo quatro  bem estruturadas”.  O responsável do grupo de amigos de Cambambe disse que já enviou várias cartas à federação de futsal, mostrando  interesse em ter as quatro equipas a competir.

“Infelizmente a federação ainda não respondeu às nossas cartas, prejudicando assim o plano de expansão do desporto no município”.