Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Anelka troca Chelsea por negócio da China

15 de Dezembro, 2011

O avançado de 32 anos integra o Shenhua em Janeiro

Fotografia: AFP

O Shanghai Shenhua chegou a acordo com o clube de Londres para a transferência do francês para os próximos dois anos, que deve ganhar perto de um milhão de euros por mês.O avançado de 32 anos vai juntar-se ao Shenhua em Janeiro, anuncia o clube chinês no seu site oficial. O Chelsea também já confirmou a saída do jogador, num comunicado no qual conta ter chegado a “acordo para a saída definitiva de Nicolas Anelka na janela de transferências em Janeiro”.

Shanghai terminou no 11º lugar do campeonato esta temporada e está ainda ligado ao interesse na contratação de Didier Drogba, companheiro de Anelka no Chelsea. Vários clubes chineses já demonstraram também interesse na contratação do avançado da Costa do Marfim.No último mês, Drogba recusou estender o seu contrato com o Chelsea por mais um ano, sabendo que o vínculo do jogador de 33 anos termina no próximo ano.

A imprensa local avança que Anelka terá sido aliciado com um contrato lucrativo que envolve uma operação comercial com o clube chinês, duplicando o salário mensal que o atleta auferia em Londres (800 mil libras por mês, mais de 930 mil euros).Além do Chelsea, Anelka já jogou em outros clubes ingleses como Manchester City, Liverpool e Bolton, além do Real Madrid, equipa com a qual conquistou a Liga dos Campeões em 2000.O francês seria a segunda contratação de peso do futebol chinês depois do argentino Dario Conca, que saiu do Fluminense para assinar com o Guangzhou Evergrande por 10 milhões de dólares, valor recorde pago pelo passe de um jogador no país.Anelka marcou 59 golos pelo Chelsea desde que em Janeiro de 2008 trocou o Bolton Wanderers pelo clube londrino.

“Milionários”
dipostos a investi
r

Além dos desejos para reforçar a frente de ataque, com a contratação de um nome grande, Matias Almeyda, treinador do River Plate, pretende também reforçar o meio campo, de preferência com jogadores que já tenham passado pelos “milionários”, segundo refere o jornal “Clarín”.É aí que entra o nome de Fernando Belluschi, que jogou duas temporadas na equipa de Buenos Aires, antes de se transferir para o Olympiacos, onde também alinhou durante dois anos, para depois se mudar para o FC Porto.

Sem grandes oportunidades no Dragão, tapado por um meio-campo composto na maioria das vezes por Fernando, Moutinho e Defour, o médio é apontado para reforçar uma equipa em que até foi capitão.A complicar a possível mudança pode estar a ligação contratual aos dragões, até Junho de 2015, blindada por uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros.

Os homens mais ricos
do futebol britânico


Entre proprietários, dirigentes e accionistas de clubes, passando por jogadores e mesmo artistas pop, são inúmeros os milionários ligados de alguma forma ao futebol britânico. Com as suas fortunas construídas nos mais diversos ramos profissionais e provenientes de diversas nacionalidades, são raras as fortunas alcançadas em exclusivo através da indústria do futebol.

Ainda assim, a indústria do futebol continua a ser uma das mais atractivas para os investidores mundiais, como a Premier League, que continua a envolver alguns dos homens mais ricos do planeta. A revista “FourFourTwo”, divulgou esta semana as fortunas dos milionários ligados ao futebol Britânico, com destaque para a fortuna de Lakshmi Mittal com uma fortuna estimada em mais de 20 mil milhões de euros. No entanto, fazem parte da lista, além dos habituais Sheikh Mansour e Abramovich, jogadores como David Beckham, artistas pop como Elton John e Robbie Williams e o agora ex-Formula1 Flavio Briatori.

Kun Aguero foi a maior
transferência do verão


O argentino Kun Aguero e a sua transferência do Atlético de Madrid para o Manchester City por 45 milhões de euros, fica registada com a maior transferência do mercado de verão da temporada de 2011.12. No entanto, através dos cada mais utilizados pagamentos por objectivos, a mudança de Radomel Falcão do FC Porto para o Atlético de Madrid pode atingir os 47 milhões de Euros e destronar o primeiro lugar do argentino.

Num período de transferências marcado pelas cada vez mais numerosas movimentações e contactos por parte de clubes e agentes, registou-se um decréscimo no valor máximo pago por um jogador em relação ao ano anterior, onde a mudança de Torres do Liverpool para o Chelsea por 58.5 milhões de euros ocupou o primeiro lugar.Após o recorde estabelecido por Cristiano Ronaldo em 09.10 (94 milhões de euros), as maiores transferências anuais fixaram-se num patamar entre os 40 e os 60 milhões de euros, não sendo expectável que nos próximos anos esta fasquia venha a ser ultrapassada, tanto pelo rigor económico que a europa atravessa, bem como pelos programas de equilibro financeiro planeados pela UEFA.