Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Arrasador de tabelas

09 de Julho, 2012

Atualmente Michael Jordan é dono do time da NBA Charlotte Bobcats

Fotografia: AFP

Michael Jeffrey Jordan é um ex-jogador profissional de basquetebol norte-americano. Ele é considerado pela maioria dos especialistas como o melhor jogador de basquetebol de todos os tempos e por muitos como um dos mais importantes desportistas masculinos da história. Os seus fãs vêem em Jordan uma combinação singular de graça, velocidade, raça, força, talento artístico, habilidade e um forte desejo de competição. Não há dúvidas de que Jordan redefiniu o conceito de "superstar" da NBA.

Jordan estudou na Universidade da Carolina do Norte e tornou-se jogador do Chicago Bulls e estrela da NBA em 1984. Era conhecido pela sua incrível capacidade de pontuar, as suas participações marcantes nos concursos de enterradas Essas enterradas, pulando da linha do lance-livre, renderam-lhe os apelidos de Air Jordan e His Airness. Além de tudo, Jordan foi um dos melhores marcadores que o basquetebol já viu. Venceu o seu primeiro título da NBA em 1991, e depois em 92 e 93. Antes da temporada 93-94 iniciar-se, Jordan se aposentou do basquetebol para jogar Baseball, mas rapidamente voltou às quadras em 1995 e liderou o Chicago Bulls a mais 3 títulos consecutivos: 1996, 1997 e 1998. Em 1999 anunciou outra aposentadoria, mas voltou em 2001, dessa vez para o Washington Wizards, onde jogou até 2003.

Foi eleito o MVP (jogador mais valioso) da temporada por cinco vezes, MVP das finais por seis vezes, 10 vezes para a primeira equipa da NBA, nove vezes para a primeira equipa defensiva da NBA. Participou de 14 jogos das estrelas e foi MVP deles em três oportunidades. Foi cestinha da liga em 10 temporadas, maior “ladrão” de bolas por três vezes e eleito defesa do ano em 1988. A sua pontuação máxima num único jogo foi de 69 pontos, contra os Cleveland Cavaliers no dia 28 de Março de 1990. Um dos seus recordes mais marcantes e uma das provas da sua superioridade no basquetebol, é a sua média de pontos durante toda a carreira: 30,1 pontos em quinze temporadas.

participação
Vitória nos Jogos Olímpicos


Michael Jordan participou em dois Jogos Olímpicos, ganhando a medalha de ouro em ambos. Primeiro foi em Los angeles, 1984, derrotando a Espanha na final ainda como universitário, e posteriormente, em 1992 em Barcelona, liderando a Dream Team original, provavelmente a melhor equipa de basquetebol da história. A equipa contava com lendas como Magic Johnson e Larry Bird, juntamente com estrelas actuais como Scottie Pippen, Charles Barkley, Karl Malone David Robinson, John Stockkton, Patrick Ewing, Clyde Drexler. Há rumores de que Jordan teve influência na não convocação de Isian Thomas para a equipa, devido a problemas entre ambos no All-Star de 1985 e pela rivalidade entre os Pistons e os Bulls no final dos anos 80 e princípio dos 90

Palmarés
Marcas da carreira


Em 1981 entrou para a equipa de basquetebol da Universidade Carolina do Norte, onde jogou até 1984. Foi escolhido pelo Chicago Bulls no Draft da NBA, como terceiro jogador no geral (depois de Hakeem Olajuwon e Sam Bowie. Na sua primeira temporada, foi eleito novato do ano. Na temporada seguinte quebrou o pé e perdeu 64 jogos antes de voltar para os playoffs. Em 1987 foi eleito MVP como melhor jogador da temporada pela primeira vez, mas durante essa temporada e as duas seguintes os Bulls perderam para o agressivo Detrot Pistons. Entre 1990 e 1993, sob comando do técnico Phil Jackson e ajudado pelos jovens Scottie Pippen e Horace Grant, Jordan liderou os Bulls para três títulos consecutivos, sendo eleito MVP em 1991 e 1992 e melhor jogador das finais em todas as três temporadas.

Em 1994, depois de perder o pai, Jordan anunciou que deixava o basquetebol para jogar beisebol. Jogou uma temporada na equipa da liga menor Brimingham Barons e Scottsdale Scorpions antes de voltar para as quadras. Trocando o seu número 23 - que os Bulls haviam aposentado - pelo 45 do beisebol, Jordan jogou os últimos 17 jogos da temporada 1994-95 e ajudou o Bulls a se classificar para os playoffs. Pegando de volta a camisa 23 para a segunda fase, perderam nas semifinais da conferência Leste para oOrlando Magic de Shaquille O’Neal.

Após a derrota Jordan treinou duro para a próxima temporada, que os Bulls, reforçados por Dennis Rodman, fecharam com o recorde de 72 vitórias a caminho de mais um título. Mais dois se seguiram, e Jordan foi eleito MVP em 1996 e 1998 e melhor das finais em todas as três ocasiões. Anunciou a aposentadoria em Janeiro de 1999. Em 2000 virou executivo do Washington Wizards, e em 2001 expressou interesse em voltar ás quadras. Jogou duas temporadas para o Wizards antes de se aposentar de vez em 2003.