Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Benfica gastou mais de 30 milhões de euros

12 de Maio, 2010

O Benfica já prepara a nova temporada

Fotografia: reuters

O Benfica já prepara a nova temporada e há algum tempo. Apesar do enorme esforço financeiro feito esta época, gastando mais de 30 milhões de euros, a verdade é que a direcção dos encarnados já fez saber ao actual treinador, Jorge Jesus, que no próximo ano haverá saúde financeira para voltar a investir "à grande". Primeiro que tudo, contudo, há que renovar com Jorge Jesus.

O contrato que o técnico negociou no início desta época contemplava este ano desportivo e outro de opção para as águias. No entanto, a direcção de Luís Filipe Vieira não se quer limitar apenas a exercer esse direito. Quer, isso sim, segurar Jorge Jesus por mais tempo - segundo o DN apurou, até 2012. O antigo treinador do Sp. Braga tem um contrato na ordem dos 500 mil euros por ano, sendo que no novo vínculo o seu salário subirá, mas não muito, segundo informações recolhidas. A ideia da direcção encarnada é, mais uma vez, contemplar Jesus com chorudos prémios por objectivos.

Sabe o DN que de Inglaterra já chegaram sondagens a Jorge Mendes, empresário do técnico português, mas este fez saber ao seu agente que deseja continuar na Luz na próxima temporada, tendo em conta que participará pela primeira vez na Liga dos Campeões, em que quer fazer figura. Depois, no próximo ano, estará aberto a propostas do exterior (há algum tempo que estuda inglês, como o DN noticiou), mesmo que rubrique, como tudo indica, um novo vínculo até final da temporada 2011/2012.

Di María é única venda inevitável

Após a conquista do título, paira no ar uma grande dúvida: como será o Benfica da próxima época? A grande temporada realizada pelos encarnados, quer a nível interno quer na Europa, valorizou muitos jogadores do plantel e colocou-os na órbita de vários colossos do futebol europeu.

Di María, Cardozo e David Luiz são apenas os alvos mais apetecíveis do plantel encarnado. Porém, o presidente das águias, Luís Filipe Vieira, sossegou todos os benfiquistas no final da partida com o Rio Ave. "Tenho contactos de vários clubes europeus. Mas os jogadores só saem pelas cláusulas de rescisão", assegurou.

Para já o única venda inevitável é Angel Di María. O argentino tem uma cláusula de 40 milhões de euros, valor que deverá ser batido neste verão. Recorde-se que ainda há dias o Real Madrid ofereceu cerca de 35 milhões de euros pelo atleta e o Mundial pode inflacionar ainda mais o passe do prodígio argentino.

Outro dos atletas muito cobiçados no velho continente é Cardozo. O paraguaio também rubricou uma grande temporada mas será mais complicado alguém bater a sua cláusula: 60 milhões de euros. No entanto é provável que as águias cedam se o valor for apetecível para os cofres da Luz.

O brasileiro é o mais acarinhado entre os adeptos encarnados. A entrega, dedicação, qualidade e carisma conquistaram a difícil massa associativa. Ninguém quer ver partir o camisola 23 e David Luiz parece querer ficar na Luz, tal como Record adiantou em primeira mão. O defesa, de 23 anos, confessou o seu amor pelo clube e o desejo de permanecer de águia ao peito. Só uma proposta irrecusável, que bata a cláusula de 50 milhões, pode levá-lo para outras paragens.

Lyon dá 15 milhões por Bruno Alves

O Olympique Lyon está mesmo disposto a juntar Bruno Alves a Lisandro López e Aly Cissokho no plantel da próxima época, correndo a notícia na imprensa francesa de que o clube liderado por Jean-Michel Aulas já terá avançado com uma proposta na casa dos 15 milhões de euros para garantir a contratação imediata do capitão do FC Porto.

O valor está muito distante dos 30 milhões que constam da sua cláusula de rescisão e que eram exigidos há um ano, mas enquadra-se na desvalorização de que foi alvo o central numa época em que os dragões ficaram aquém das expectativas na Liga e na Champions, onde, apesar de terem alcançado os oitavos-de-final, saíram vergados com uma contundente derrota aos pés do Arsenal.
Aos 28 anos, e com ligação ao FC Porto até 2012, Bruno Alves está praticamente no limite para se transferir para um clube com alguma dimensão internacional, como é o caso do OL, que ainda esta temporada atingiu as meias-finais da Liga dos Campeões.

Não sendo propriamente um campeonato com o mediatismo da liga inglesa, espanhola ou italiana, a verdade é que o potencial económico dos principais clubes franceses encontra-se muito acima da realidade portuguesa. Aliás, não foi à toa que Lisandro López e Lucho González nem olharam para trás quando se depararam com as propostas irrecusáveis que Lyon e Marselha lhes apresentaram no verão passado.

Com a necessidade de fazerem um ou outro encaixe financeiro considerável, os dragões terão dificuldades em segurar um dos seus principais símbolos. Bruno Alves tem ainda o Mundial para subir um pouco mais a sua cotação internacional, até porque dificilmente não fará parte das opções iniciais do seleccionador Carlos Queiroz.