Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Bispos preparam nota pastoral

20 de Novembro, 2009

(CEAST) está a preparar uma nota pastoral sobre o Campeonato Africano

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) está a preparar uma nota pastoral sobre o Campeonato Africano das Nações (CAN 2010), sublinhando a “honra e a responsabilidade” de organizar no país a maior competição desportiva africana.
Esta nota está a ser trabalhada no âmbito dos trabalhos da última reunião da CEAST este ano, que termina amanhã, sexta-feira, anunciou o bispo de Cabinda, D. Filomeno Vieira Dias, porta voz deste órgão da igreja católica de Angola e São Tomé e Príncipe.
Filomeno Vieira Dias sublinhou, numa declaração na rádio católica Ecclésia, que é a primeira vez que Angola realiza uma competição desta grandeza, lembrando que vão estar no país as “melhores orquestras” para “um grande concerto”.
“Teremos aqui um grande concerto com as melhores orquestras. É uma honra porque se reconhece a Angola a capacidade para organizar uma competição desta grandeza, uma honra pelo reconhecimento, maturidade, e pelo crescimento desportivo e técnico”, disse.
“O desporto é o que mais irmana os povos, é uma linguagem universal e estes valores não podem ser ignorados”, disse, apelando aos angolanos para que partilhem esse momento “com alegria” e para que exaltem “o sentimento de Nação”.

Embaixada do Egipto admite
receber adeptos de países vizinhos

O embaixador egípcio acreditado em Angola, Alla Eldin Mohamed Kashen, admitiu a possibilidade de receber muitos concidadãos provenientes de países limítrofes de Angola, com vista a apoiar a sua selecção para o CAN-2010, em Janeiro próximo.
O embaixador falava em exclusivo à Angop, no quadro da organização e preparação  da Taça de África das Nações Orange-Angola’2010, a ser disputada em Angola.
Disse esperar receber cidadãos egípcios da República Democrática do Congo, Namíbia e da Zâmbia.
Neste quadro, disse o diplomata, “a embaixada prevê traçar um plano de recepção, visando criar condições de hospedagem (reservas nos hotéis) para viabilizar e facilitar o processo de acomodação dos que vierem para esta competição”.
Disse ainda que os 150 cidadãos egípcios residentes em Angola se preparam para apoiar os actuais detentores do título continental.
“Temos uma pequena comunidade egípcia de 150 pessoas que trabalha em Angola, nos sectores privado e no ramo de petróleo que está a preparar-se para apoiar a selecção”, informou.

Lubango conta com seis novos hotéis

Seis novas unidades hoteleiras devem entrar em funcionamento em Dezembro na província da Huíla, para fazer face à demanda da Taça de África das Nações que o país acolhe e que o Lubango é o palco do grupo D. Estas vão juntar-se a 41 outras já disponíveis.
Em entrevista à Angop, o chefe de departamento provincial de hotelaria e Turismo, João Silvestre, que prestou a informação, disse que se tratam dos hotéis Serra da Chela, Primor, Lubango, Chick-Chick, Império e Novo Hotel, todos localizados na cidade do Lubango.
Disse também que, estas unidades vão proporcionar mais 300 novos quartos, que se vão juntar aos actuais 580 disponíveis, perfazendo quase mil cómodos e mil e 540 camas.
João Silvestre afirmou que a província está preparada para receber os visitantes por ocasião do CAN-2010, pois se regista um amplo crescimento no sector hoteleiro, que, de certeza, vai ser acompanhado pela formação de quadros, para que prestem um serviço de qualidade.
“Em princípio as necessidades oficiais do CAN estão garantidas. Ainda não temos uma previsão de quantas pessoas devem visitar a província fora das delegações oficiais, mas garantimos desde já que há onde ficar”, – assegurou.

Agentes do desporto em Malanje expectantes com sorteio da prova

Malanjinos acreditam numa boa campanha de Angola na Taça das Nações
Sérgio V. Dias, em Malanje
 
Os agentes do desporto em Malanje, província da região Norte do país, estão expectantes com o sorteio da Taça de África das Nações Orange-Angola’2010, de Janeiro próximo. Para a lotaria da 27ª edição da prova, marcada para as 16h30’ desta sexta-feira, no Centro de Convenções de Talatona (CCTA). Os entrevistados do “Jornal dos Desportos” mostram-se confiantes numa boa campanha dos Palancas Negras, orientados tecnicamente pelo português Manuel José.
Mário Machado, presidente da Associação Provincial de Futebol (APF) de Malanje, sublinha que a grande cimeira do futebol que Angola acolhe em 2010 “há-de mover paixões a nível de África”.
O número um do órgão que rege o “desporto-rei” na terra da palanca negra gigante acredita que a Taça de África das Nações Orange-Angola’2010 vai decorrer num ambiente “bastante entusiasta e de optimismo”. “É a primeira vez que o país alberga uma Taça de África das Nações, daí que as atenções do continente e do mundo vão estar viradas para esse sorteio”, sublinha Mário Machado.
O presidente da APF de Malanje avança ainda que se Angola conseguir transpor a segunda fase deste Campeonato Africano das Nações (CAN) “será como ouro sobre o azul” e acrescenta ainda que o 12º jogador, no caso o público, pode ser um factor catalisador para a boa prestação que se espera do conjunto.
Para Mário Machado, o Egipto, o Ghana, a Côte d’Ivoire e Angola podem vir a encabeçar os quatro grupos deste sorteio que se realiza hoje no Centro de Convenções de Talatona (CCTA), em Luanda.
Já em relação aos candidatos à conquista do certame, coloca o Egipto na linha da frente. Apesar dessa crença, o responsável da APF em Malanje, junta ainda o Ghana, que na sua óptica teve uma boa prestação no CAN em que jogou como anfitrião em 2008, a Côte d’Ivoire, os Camarões, por serem colossos do futebol continental, e Angola, por ser o organizador da edição actual. “Quem se propõe a organizar uma prova como esta, naturalmente, entra com a disposição de a vencer”, assinala Mário Machado.     
À voz de Mário Machado associa-se a de Manuel Martins “Bula”, técnico principal do Ritondo de Malanje. Como angolano e adepto confesso do desporto-rei, o homem que conduz os destinos da equipa campeã provincial malanjino sustenta que a “expectativa em torno deste sorteio da 27ª edição da Taça de África das Nações que o país vai realizar é muito grande”.
“Todos os angolanos estão ansiosos em ver os adversários que vão sair da rifa para a Selecção Nacional. Como angolano e treinador de futebol, espero que os Palancas Negras calhem numa série, onde consigam transpor a segunda fase da competição. Portanto, penso que Angola deve estar preparada para enfrentar qualquer adversário que calhar no seu grupo”, avança Manuel Martins “Bula”.
O técnico do Ritondo considera o futebol uma “caixinha de surpresas” e “onde fica difícil apontar vencedores antecipados”. Não obstante isso, deixa escapar que a Tunísia, o Mali, o Egipto, os Camarões, a Argélia, a Côte d’Ivoire e Angola, como anfitriã, podem disputar o galardão desta prova.  
Em relação aos possíveis “cabeças-de-série” do sorteio desta tarde, no Centro de Convenções de Talatona (CCTA), coloca o Ghana, Nigéria, Camarões, Egipto e Angola na lista da frente.

Director provincial do MINJUD
realça anseio dos angolanos

O responsável máximo do Ministério da Juventude e Desportos (MINJUD) em Malanje, Francisco Inock, destacou ontem, em entrevista ao “Jornal dos Desportos”, o grande anseio dos angolanos em relação ao sorteio da 27ª edição da Taça de África das Nações, que acontece hoje em Luanda,
“Todos os angolanos estão expectantes em ver a Selecção Nacional a calhar numa das melhores séries. Normalmente nesse tipo de competições não se escolhem os adversários, mas ainda assim, se calhássemos numa série ao lado de Moçambique, Gabão e Togo acho que seria vantajoso para nós”, disse.
E porque “quem está na chuva se molha”, como atesta a velha máxima, o responsável do MINJUD sublinha que à partida Angola tem de se preparar convenientemente para que, efectivamente, enfrente os adversários que lhes caírem da rifa sem qualquer problema.
“Na edição de 2008, realizada no Ghana, Angola chegou aos quartos-de-final, agora na condição de anfitriã os Palancas Negras podem fazer mais e melhor, porque em casa mandámos nós. Acredito que a Selecção Nacional está a fazer o seu melhor durante esta fase de preparação. Penso que o técnico Manuel José está a procurar reunir aqueles que são os melhores jogadores da praça nacional e até a fase da disputa do CAN poderemos ter uma equipa a corresponder com as expectativas criadas no seio de todos os amantes do futebol no país. Acho também ser oportuno que se mude o sistema de jogo”, realça Francisco Inock, que aponta ainda Angola como favorita à conquista do troféu da Taça de África das Nações em 2010, pelo facto de actuar nas vestes de anfitriã.
 Inock aponta também alguns dos papões do futebol africano, casos do Egipto, os Camarões, a Nigéria, a Côte d’Ivoire, como sérios candidatos à conquista do título da 27ª edição do CAN. “Angola só por organizar o campeonato já ganhou e por isso pode travar o ímpeto dos chamados papões do futebol africano”, completou o titular da pasta do MINJUD em Malanje. SVD, em Malanje

Responsável do xadrez considera
o escrutínio "um feito de relevância"

O presidente da Associação Provincial de Xadrez (APX) de Malanje, Inácio Faria, considera o escrutínio da Taça de África das Nações Orange-Angola’2010, marcada para esta tarde, “um feito de grande relevância”.
“É um feito relevante para o país, por se tratar do escrutínio de uma prova que o país vai albergar pela primeira vez no seu historial, nestes sete anos de paz efectiva que o país atravessa. Enfim, é um momento histórico para os angolanos”, reafirmou Inácio Faria.
O responsável do xadrez malanjino disse esperar que Angola calhe numa série em que consiga transpor para o segundo turno da Taça de África das Nações, tal como aconteceu na edição de 2008, no Ghana, onde chegou aos quartos-de-final.
Relativamente a possíveis candidatos a conquista da prova, Nigéria, Ghana e os Camarões são, na sua óptica, as selecções que surgem na fila da frente. “Angola talvez possa lutar para uma prestação honrosa, como por exemplo atingir um terceiro lugar que já seria muito bom para o país”, disse.
É de recordar que para a grande cimeira do futebol continental que o país acolhe em Janeiro próximo estão qualificadas além de Angola as selecções da Argélia, Benin, Burkina Faso, Camarões, Côte d’Ivoire, Egipto, Gabão, Ghana, Moçambique, Mali, Malawi, Nigéria, Togo, Tunísia e da Zâmbia. SVD, em Malanje