Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Cabinda aposta na construção de infra-estruturas desportivas

Joaquim Suami em Cabinda - 13 de Junho, 2012

Governo de Cabinda e Minjud estão preocupados com a qualidade das infra-estruturas em Cabinda

Fotografia: Jornal dos Desportos

O governo da província de Cabinda está apostado na construção e reabilitação de várias infra-estruturas desportivas para tornar a região num dos principais pólos de desenvolvimento do desporto em Angola, anunciou em entrevista ao Jornal dos Desportos, o secretário provincial da Juventude e Desportos. Óscar Dilo referiu que o governo da província tem vários projectos em curso, como a conclusão das obras de construção do centro de estágio desportivo do Mbaca, que vai ser um dos maiores empreendimentos na região.

Outro projecto em curso é a reabilitação completa do estádio municipal do Tafe (que beneficiou de algum melhoramento aquando da realização do CAN 2010) e do restauro do campo do Chibodo com a implantação de relva sintética. O secretário provincial dos Desportos acrescentou que o executivo local está ainda apostado em construir um campo de futebol com relva sintética e um pavilhão multi-uso, no município do Belize, como já o fez no Buco-Zau. O dirigente sublinhou que, além dos projectos do governo da província, o Ministério da Juventude e Desportos, no âmbito do seu programa “Despontar”, está a criar vários campos comunitários pelados do tipo A e B, com o objectivo de massificar o futebol em todas as localidades da região.

Cabinda conta já com o estádio nacional do Chiazi, com capacidade para 20 mil espectadores, construído para albergar os jogos do CAN 2010, os pavilhões multi-uso do Tafe, do Sporting de Cabinda, Lombolombo, Gika, Comandante Dangeroux, Barão Puna e Cabassango, construídos e reabilitados no quadro da realização dos campeonatos africanos de basquetebol e andebol. Óscar Dilo realçou que o maior problema tem a ver com a manutenção das infra-estruturas desportivas existentes, por não haver verbas cabimentadas no orçamento do Estado para esse fim. O dirigente referiu que está a ser levado a cabo pelo Ministério da Juventude e Desportos um estudo sobre a manutenção das infra-estruturas. O responsável do Minjud em Cabinda garantiu que o governo local vai continuar a trabalhar para desenvolvimento do desporto na província.


Apoio aos clubes

O secretário provincial dos Desportos garantiu que o governo de Cabinda desenvolve esforços para garantir apoio às associações desportivas e clubes, com vista ao desenvolvimento do desporto na região. “Podemos afirmar que, nos próximos dias, vamos anunciar o apoio financeiro aos clubes, de modo a darmos vida ao desenvolvimento do desporto na província de Cabinda para que as equipas possam competir de forma condigna nas provas nacionais, porque esta região sempre esteve presente em todas as provas do país”, disse. O responsável afirmou que o maior problema tem a ver com o desporto federado, mais exigente que o desporto de recreação. “Temos problemas com o desporto federado, em que há maior exigência. Enquanto os clubes continuarem a depender do governo, a crise vai persistir. O governo tem outras prioridades escritas no Orçamento do Estado e não pode desviar verbas destinadas à construção de infra-estruturas económicas e sociais para apoiar o desporto federado. Existe um esforço para encontrarmos soluções com vista a suprir as dificuldades que os clubes e as associações atravessam na concretização dos seus planos”, referiu.

REUNIÃO
Encontro provincial pode acontecer este ano

O principal responsável dos Desportos em Cabinda, Óscar Dilo, avançou que o sector que dirige está a trabalhar com afinco na criação de condições essenciais para a realização do primeiro Encontro Provincial dos Desportos, ainda este ano. Óscar Dilo disse que a secretaria provincial da Juventude e Desportos tem trabalhado com vários sectores da província para que o encontro decorra sem sobressaltos. “A realização do Encontro Provincial dos Desportos é uma matéria que temos vindo a tratar. A princípio, está marcado para este ano, mas temos de encontrar o momento próprio, porque vamos receber muita gente da família desportiva do país e do exterior, para nos transmitir experiências no campo desportivo. Por isso, temos de estudar bem esta ideia de realizarmos este encontro. Temos ouvido muitas opiniões sobre a realização do encontro e agora, para a sua realização, devemos definir as principais metas que vão permitir o desenvolvimento do desporto na região”, concluiu.

Projecto Promade
Alargado a outras modalidades

O Projecto de Massificação Desportiva (Promade), criado em 1999 pelo governo da província de Cabinda, para o desenvolvimento do desporto, está a ser revisto. A intenção é torná-lo mais abrangente, deixando de formar apenas atletas na modalidade de basquetebol. Óscar Dilo disse que a ideia é enquadrar no projecto o andebol, atletismo, basquetebol, boxe e futebol, as cinco principais modalidades praticadas em Cabinda. O dirigente referiu que, além dessas modalidades, outras vão ser contempladas no programa e frisou que tudo está a ser feito para que o projecto seja revitalizado. Lembrou que, por falta de verbas, a secretaria provincial da Juventude e Desportos ainda não definiu como vai ser executado. “Estamos a pensar em que modalidades o projecto vai ser revitalizado e por falta de verbas estamos com dificuldades, porque as que temos não são suficientes para avançarmos com este projecto. Para iniciarmos a execução, temos de pensar na formação dos técnicos e monitores que vão trabalhar na massificação dos atletas”, disse, referindo que a secretaria da Juventude e Desportos vai trabalhar com o sector da educação, no âmbito do programa do Desporto Escolar, o que vai permitir a formação de jovens em várias modalidades, com o objectivo de garantir futuros talentos.