Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Clube Anzhi paga milhões a Eto´o

24 de Dezembro, 2011

Samuel Eto´o ganha um salário fabuloso no clube russo

Fotografia: AFP

Samuel Eto’o, que actua no Anzhi da Rússia, esteve em Angola, onde participou, durante três dias, em várias actividades sociais, com realce para um jogo de solidariedade entre os “seus” amigos e os de Akwá. Quatro vezes eleito melhor jogador africano (2003, 2004, 2005, 2010), Eto’o, de 30 anos, actuou, entre outros clubes, no Inter de Milão, de Itália, e Barcelona e Maiorca, ambos de Espanha. Eto’o chegou ao Real Madrid em 1997, mas, por ser menor, só poderia treinar com o Real Madrid B, a equipa reserva do clube. Acontece que, naquela temporada, o Real B disputava a terceira divisão nacional, conhecida como segunda divisão B, onde os jogadores não europeus não são permitidos.

Então, Eto’o foi emprestado ao Leganés para jogar a segunda divisão da temporada 1997-98, ficando em 13º lugar. Depois de fazer 30 partidas pelo clube e marcando apenas quatro golos, voltou ao Real Madrid no final daquela temporada. Em Janeiro de 1999, foi emprestado ao Espanyol, mas não conseguiu fazer qualquer aparição pelo clube. Na temporada seguinte, na janela de transferências de Inverno, foi para o Mallorca por empréstimo, marcando seis golos em 19 jogos. No final da temporada, Eto’o deixou o Real Madrid, assinando um acordo permanente com o Mallorca por um recorde de transferência do clube de 4,400 milhões de euros.

Eto’o saiu do Mallorca como maior artilheiro da história do clube, com 54 golos em competições nacionais, quando assinou com o FC Barcelona, no verão de 2004, por 24 milhões de euros, após longas negociações de três vias com Mallorca e Real Madrid. streou-se no Barcelona na abertura da temporada contra a equipa do Racing Santander, em 29 de Agosto de 2004. Depois do Barcelona ganhar o título da La Liga 2004-05, a equipa organizou uma festa no Camp Nou, durante o qual Eto’o exaltou aos fãs cantando “Madrid, cabrón, saluda al campeón” (Madrid, seus bastardos, saúdem os campeões).

A Real Federação Espanhola de Futebol multou Eto’o em 12 mil euros pelos seus comentários, sendo que depois ele se desculpou. O jogador lamentou e pediu perdão ao Real Madrid, seu primeiro clube profissional. O chefe da federação do clube de fãs do Real Madrid ficou impressionado no entanto, afirmando: “É um jogador fantástico, mas ele deixa muito a desejar como pessoa”. Eto’o assinou um contrato melhor com o Barcelona em Junho de 2005. Poucos dias depois, Messi fechou um acordo semelhante, Eto’o também era bastante conhecido pelas suas arrancadas de quase 30km/h.

Depois de perder o troféu Pichichi do ano anterior, que é dado ao artilheiro da La liga, Eto’o superou o atacante do Valência CF, David Villa na última jornada do campeonato, a 20 de Maio de 2006, quando marcou o seu 26° golo na temporada contra o Athletic Bilbao. Eto’o foi muito gentil com os seus companheiros após o jogo, dizendo: “Tem sido um esforço da equipa, embora apenas uma pessoa receba o prémio. Trabalhamos arduamente durante toda a temporada e agora recebemos a nossa justa recompensa.”

O avançado camaronês contribuiu com seis golos durante a corrida do Barcelona rumo ao título da Liga dos Campeões 2005-06. Na final, o guarda redes do Arsena, Jens, foi expulso logo no início da partida por derrubar Eto’o fora da área, os catalães esforçaram-se para tirar vantagem de um homem a mais na partida até que Eto’o marcou o golo de empate no segundo tempo. O Barcelona acabou por vencer a partida por 2-1 e Eto’o foi premiado como o Melhor Aavançado do Ano pela UEFA pelos seus feitos na campanha europeia.
O profissional também ganhou um histórico de ser premiado pela terceira vez consecutiva como Jogador Africano do Ano naquela temporada. Ele disse em seu discurso de agradecimento: “Acima de tudo, dedico isso a todos os filhos da África.”

As lesões
Eto’o rompeu o menisco do joelho direito durante a Liga dos Campeões pelo Barcelona, no jogo da fase de grupos da Liga contra o Bremen, em 27 de Setembro de 2006. O médico da equipa do Barcelona inicialmente estimou que a lesão o deixaria de fora por uns 2-3 meses. Após a operação, o tempo de recuperação de Eto’o foi prorrogado por cinco meses, mas ele voltou a treinar com o Barcelona no início de Janeiro de 2007. A lesão no menisco agravou-se em 28 de Agosto, durante um amistoso contra a Internaziionale, Eto’o foi afastado por tempo indeterminado.

Em 17 de Outubro, no meio do seu período de recuperação, ganhou a cidadania espanhola. Voltou a jogar em Dezembro na liga, na vitória do Barcelona por 2-1 sobre o Desportivo La Coruña. No dia 23 de Agosto de 2011, o Anzhi chegou a um acordo com a Internazionale, assinando um contrato válido para três temporadas, tornando-se o jogador mais bem pago do mundo, com um salário de 20,5 milhões anuais. O clube russo pagou 27 milhões à Internazionale pelo passe do jogador.