Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Com olhos no futuro

José Chaves, no Andulo - 26 de Julho, 2010

Administradora municipal Maria Lúcia Chicapa

Fotografia: José Chaves

Vários passos estão a ser dados para ressurgir o desporto de alto rendimento no Andulo, apesar do município não se fazer representar nas competições nacionais. Novos clubes surgem, mas, à nascença, deparam-se com a falta de algumas condições como recintos desportivos e de material para a prática desportiva. O futebol, andebol, basquetebol e judo fazem parte das quatro modalidades escolhidas nesse pólo de desenvolvimento que serão estendidas a todas as comunas do conclave. A intenção é voltar aos tempos de glória, no qual o desporto se fazia respeitar no panorama nacional com a conquista de títulos e o surgimento de grandes estrelas, de acordo com a Admnistradora municipal, Maria Lucia Chicapa. O desporto esteve inactivo nessa zona do território nacional durante vários anos devido ao conflito armado que assolou o país. Desde o ano de 2002, ano da implementação da paz definitiva, foram realizados vários investimentos na recuperação e construção de inúmeras infra-estruturas sociais, entre os quais, constam os desportivos. FUTEBOL ESTÁNO BOM CAMINHO O futebol é um dos desportos que está no bom caminho. Actualmente, decorre o torneio Girabairro “Taça do Presidente”, no qual participam 13 equipas. À semelhança de outras localidades do mundo, indiscutivelmente, o futebol assume a primazia no universo das várias modalidades desportiva no município do Andulo. Maria Lúcia Chicapa, Administradora municipal, disse a esse Jornal que a modalidade ‘rainha’está a dar o “ar da sua graça”. No ano transacto, o Benfica local participou no campeonato provincial de futebol unificado senior/junior.“Sem sombra de dúvidas, a disciplina desportiva que mais sobressai no Andulo é o futebol onze. Existem várias equipas não federadas no município, mas a falta de agentes e de dirigentes desportivos que impulsionem o movimento tem estorvado a iniciativa dessas agremiações”, disse.Lúcia Chicapa afirmou que “existem jovens que tentam marcar alguns passos na vertente desportiva, particularmente, no futebol, mas em contra-senso faltam treinadores e outros agentes que possam dar corpo a iniciativas”. Em consequência, diz a administradora, a prática do futebol resulta de uma iniciativa da camada juvenil da região sem obedecer os padrões definidos. A título de exemplo, citou o torneio Girabairro “Taça do presidente” que decorre na localidade. Participam as equipas de Real Sport IMA, Arsenal, Vitória Atlético, 1º de Agosto, 1º de Maio, Juventus, Kabuscorp, Sporting, Recreativo do Andulo, Desportivo Santo António e Desportivo Comerciantes. Independentemente do Girabairro, também se disputam jogos inter-bairros e de inter-mistos dos municípios da província do Bié. Massificação sem materialO responsável da secção municipal dos desportos do Andulo, Joaquim César Ribeiro, disse que a falta de material desportivo inviabiliza a massificação do desporto, principalmente, as modalidades de salão, nos clubes e instituições escolares no município. “Há escassez do material no mercado local”, acusa. O responsável assinala que a equipa do IMA (Instituto Médio Agrário do Andulo) é a única colectividade que tem as modalidades de andebol, basquetebol e voleibol, mas a falta de materiais e de outros incentivos por parte das entidades que gerem o desporto dificulta o desenvolvimento.De acordo com Joaquim César, o município tem vários elementos (professores) que podem ajudar na massificação das diferentes  modalidades nas escolas e nos clubes, pois o Andulo já teve participações nos campeonatos provinciais nas décadas de 80 e 90 do século XX.Por ser uma circunscrição com instituições académicas de nível médio e de actividades turísticas, diz Joaquim César, Andulo precisa de ter o desporto quer do ponto de vista competitivo quer recreativo. SPORT ANDULO E BENFICA REFERÊNCIA DA VILA O Sport  Andulo e Benfica é a principal agremiação desportiva da vila, cuja sede social necessita de reabilitação urgente para contribuir no desenvolvimento do desporto na urbe. Actualmente, o clube movimenta o futebol, andebol e basquetebol.O principal clube luta pelo resgate da mística desportiva. Apesar das dificuldades por falta de patrocinador, os responsáveis esmeram-se em proporcionar aos amantes do desporto bons momentos de lazer. No ano passado, a equipa principal de futebol disputou o campeonato provincial de futebol.  Desporto escolar revigora jovens A revitalização do desporto escolar, principalmente, no Instituto Médio Agrário local é um facto. Em quase todas as escolas no Andulo, o desporto escolar é uma realidade. No Instituto, a Educação Física é uma cadeira obrigatória para todos os alunos. O Sub-director pedagógico do Instituto Médio Agrário, José Tsava Bumba, confirma: “A Educação Física é ministrada por especialistas”.Nesse momento, os professores orientam as equipas desportivas escolares para que tenham sempre presente a importância através da análise dos factores de risco da prevenção e do combate ao consumo de substâncias dopantes. Outrossim, dão a conhecer aos alunos, ao longo do processo de formação, as implicações e benefícios de uma participação regular nas actividades físicas e desportivas escolares, valorizá-las do ponto de vista cultural e compreender a sua contribuição para um estilo de vida activa e saudável.No decurso das aulas, os professores oferecem aos alunos um leque de actividades que na medida do possível reflicta e dê respostas às motivações intrínsecas e extrínsecas, proporcionando-lhes actividades individuais e colectivas que sejam adequadas aos diferentes níveis de prestação motora e de estrutura corporal.José Bumba disse que, actualmente, o Instituto Médio Agrário do Andulo possui um leque de 400 atletas que praticam o futebol onze, futebol de salão, andebol, basquetebol e voleibol.No passado mês de Maio, a formação de basquetebol do IMA participou no campeonato provincial escolar realizado na cidade do Kuito, capital da província do Bié.Apoio da Administração vai continuar no desportoA Administração municipal vai continuar a apoiar o sector do desporto, apesar das dificuldades. Lúcia Chicapa, Administradora local, reconhece a importância da prática do desporto na sociedade e promete alteração para melhor nos próximos tempos.“O quadro actual poderá inverter-se, tão logo a Administração consiga verbas próprias alocadas para o sector desportivo, porquanto o actual movimento no Andulo é razoável”, disse. De acordo com a responsável máximo da Administração, “a localidade ainda vive as profundas marcas da guerra e experimenta dificuldades em várias áreas”. Lúcia Chicapa garante que o seu pelouro vai continuar a apoiar o desporto, porque “as autoridades locais têm em perspectivas uma série de metas para retirar o sector do estado letárgico”. Historial do Município Andulo é um dos nove municípios da província do Bié que dista a 130 Km da cidade do Kuito e ocupa uma área de 10 700 Km quadrados, com uma população estimada em 312 mil habitantes. O município está dividido administrativamente em cinco comunas, designadamente, Andulo (sede), Calussinga, Chilesso Kassumbi e Chivaulo. Andulo faz fronteira a Norte com a província de Malanje, a Sul com o município do Kunhinga, a Oeste com as províncias do Kwanza-Sul e Malanje e a Este com o município de Nharea. A localidade possui um aeroporto terraplanado com 3.200 metros de comprimento. É rico em solos e subsolos férteis com inertes e diversos recursos minerais por explorar para além de uma rica flora e  fauna. A agricultura constitui a actividade principal da população que produz diversidade de rendimentos tais como milho, ginguba, feijão, batata-doce, mandioca, etc. Infra-estruturas desportivas são incapazes para demandaO responsável interino da secção municipal dos Desportos do Andulo, Joaquim Ribeiro, considera que o défice de infra-estruturas na localidade preocupa os agentes desportivos locais. A recuperação e a construção de novas estruturas podem alterar o quadro actual.O município tem um campo polivalente situado no Instituto Médio Agrário do Andulo (IMA), construído pelo Governo angolano no âmbito dos projectos integrados de desenvolvimento. É o principal palco das competições dos desportos de salão. Juntam-se ao campo do IMA, uma quadra de jogos da Escola de Formação de Professores, um campo polivalente no  bairro  Chivili, construído pela Administração local, e o Estádio Municipal reabilitado pelo Governo Provincial do Bié. Apesar de poucas infra-estruturas desportivas, o número de modalidades em movimento é satisfatório. Praticam-se o Futebol onze, futebol de salão, Andebol, basquetebol, voleibol, atletismo, judo, Karaté-Dó e capoeira. A secção municipal local controla um total de 650 praticantes de diferentes desportos. Estádio Municipal está em bom estado O Estádio da Paz do município do Andulo está em condições de receber partidas de futebol  do Torneio Girabairro "Taça do Presidente", jogos amistosos inter-municipais, inter-provinciais  e  do campeonato provincial de futebol, depois da reabilitação que o Governo Provincial do Bié efectuou, em 2008,  no âmbito do programa de melhoria das infra-estruturas sociais das populações. A exibir um rosto novo e pela exuberância das cores, Estádio da Paz está vedado com fios de arame,  bancada e portões. Os próximos passos serão o arrelvamento, colocação de torres de iluminação e reparação de outras áreas não menos importantes.