Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Domant FC negoceia um novo treinador

Augusto Panzo - 15 de Junho, 2015

Dirigente da formação do Bengo considera que a equipa tinha condições para ganhar mais jogos na primeira volta do Campeonato Nacional

Fotografia: M.Machangongo

"Não cumprimos o programa
traçado para a primeira volta"



Por aquilo que produziu na primeira volta do Girabola pode-se dizer que o Domant FC atingiu os objectivos traçados?
Digo que não,  se virmos bem o que foi traçado antes do arranque do Girabola de 2015, em comparação ao quadro actual da classificação que o Domant FC do Bula Atumba apresenta, de facto não foram cumpridos os objectivos delineados para a primeira volta. Os resultados produzidos pela equipa neste primeiro turno ilustram  quão mal esteve a equipa.

O que a direcção pensa fazer para a inversão desse quadro?
Precisamos de trabalhar muito, para que na segunda volta o Domant FC de Bula Atumba  encare   cada jogo que disputar como se de uma final da competição se tratasse.
Quero dizer, que precisamos de redobrar esforços, reforçar o plantel em alguns sectores, senão mesmo em todos, com jogadores maduros que possuam uma certa rodagem no Girabola, para que o Domant FC de Bula Atumba possa sonhar com a manutenção no Girabola.

Como explica a crise de resultados, não obstante ser estreante na competição, o Domant FC do Bula Atumba nunca teve problemas administrativos de realce, como a falta de pagamento de salários ou perda de jogos por falta de comparência?
 
O que faltou foram bons resultados, que não surgiram na devida altura. Estamos bem em termos administrativos. Não temos razões de queixa, não temos atrasos no pagamento de salários, nem de prémios.
Faltaram os resultados positivos, porque a equipa não somou o número de vitórias desejadas. Perdemos a maioria de jogos, num total de dez, dos 15 que compõem a  primeira volta do Girabola.
Então, faltaram-nos as vitórias, sobretudo. Aí, é onde esteve o grande empecilho, porque tal como a direcção, os jogadores também comungam do mesmo desiderato. Precisamos de apenas de trabalhar melhor, para que invertamos o quadro sombrio.


APOSTA
"Estamos a negociar com um técnico
que conhece bem o nosso campeonato"


Existe alguma preocupação da parte da direcção em contratar um treinador que possa trazer tranquilidade à equipa com bons resultados?
Sim. Apesar do voto de confiança depositado no professor Joan Oliva, estamos a envidar esforços no sentido de reforçarmos a nossa equipa técnica com um treinador experiente, que tenha  caminhado no Girabola e conheça muito bem as exigências da competição.

Pode já avançar o nome desse treinador?
Infelizmente não, porque valorizamos o ditado que diz que o segredo é a arma do negócio. E como nada ainda está definido, porque são apenas conversas adiantadas, o melhor é não adiantarmos o nome, porque isso não fica bem, nem a nós, nem mesmo ao próprio técnico. É melhor esperarmos até que as coisas fiquem devidamente esclarecidas. Nesse contexto, tão logo estejam concluídas as negociações, vamos estar em condições de avançar o nome. 

As dispensas e aquisições feitas foram por orientação da equipa técnica, a pedido dos jogadores ou  fim de contrato dos jogadores?

São todas as hipóteses. Umas por orientação da equipa técnica, outras a pedido dos jogadores e ainda outras por acordo de direcções dos clubes.

Neste último caso refiro-me concretamente ao Yamba Asha.


É um dos jogadores que não constavam da nossa lista de dispensas da segunda volta, mas apareceu um interesse da direcção do clube Recreativo da Caála,  queriam o jogador no seu plantel nessa segunda volta. As duas direcções chegaram a acordo e o Yamba Asha vai representar essa formação no segundo turno deste Girabola.

Mas fala-se em troca de jogadores...


Exactamente, porque o Recreativo da Caála vai mandar o ponta-de-lança Fofuco para a equipa do Domant.

Quais são os jogadores que saem de livre vontade?

O David. Ele apresentou uma questão pessoal à direcção do clube, analisamos o facto, chegamos à conclusão de que não existem razões que pudessem impedir a saída, em função da razão evocada.
Sabemos, que o David é um jogador com um bom poder de concretização, que ia ajudar muito o Domant FC no Girabola, em que a nossa meta é  fazer o melhor para conseguir a manutenção. Mas como tem os seus projectos pessoais, nós conversámos com ele e  a direcção do clube rescindiu com o jogador, em função da necessidade que apresentou. Os demais, cujos nomes não interessa aqui mencionar, foram mesmo dispensados à pedido da equipa técnica.

TREINADOR

"Saída de Saraiva

influenciou na prestação"

A saída do técnico Paulo Saraiva teve alguma influência na situação classificativa da equipa?
Acho que sim, teve alguma influência, porque os jogadores estavam acostumados com esse treinador. A direcção tomou a medida que tomou, ao afastar o referido treinador por razões óbvias. A equipa passou a trabalhar com os assessores espanhóis. É verdade que isso alterou os moldes de treinos, com a implementação de alguns sistemas novos. Parte dos jogadores não conseguiu impor-se à nova filosofia. Acredito que teve alguma influência negativa.

Quando fala em razões óbvias, que levaram o afastamento de Paulo Saraiva, o quer dizer concretamente?

Nós fizemos um comunicado, em que foram esclarecidas as razões fundamentais, que estiveram na base do afastamento do treinador Paulo Saraiva. Mas como nem todos tiveram a possibilidade de ver ou ler o comunicado, deixa-me dizer-vos que se tratou de uma insubordinação da parte do treinador.
Na altura, o treinador discordou da assessoria proveniente do 1º de Agosto, uma assessoria que resultou de um convénio que temos com a direcção do clube central das Forças Armadas Angolanas. Esse acordo abrange a prestação de serviços, assessoria técnica e cedência de jogadores. Naquela altura o treinador Paulo Saraiva não concordou.

A actual equipa técnica sofreu dez derrotas, em onze jogos que orientou. Ainda merece voto de confiança para dirigir a equipa na segunda volta?   
A direcção do Domant FC de Bula Atumba, apesar de tudo, continua a acreditar na actual equipa técnica, com o intuito de que no arranque da segunda volta, a equipa vai compenetrar-se na filosofia da actual equipa técnica. 

Em função do reconhecimento que faz ao treinador Paulo Saraiva, existe alguma intenção de reconsiderar a posição tomada pela direcção, abrindo a possibilidade para que possa regressar à frente do comando técnico do Domant FC?

Não sei se isso, ainda é possível. Nós temos um líder do qual dependemos. Isso ia passar  primeiro por uma ideia do nosso presidente, que é igualmente o dono do clube. Mas ainda assim, conhecendo-o como o conheço, essa hipótese é remota.

Mesmo por ser a voz mais alta do clube?
Está certo que ele é a voz que dita as regras, aqui no clube, mas por aquilo que temos abordado nas nossas reuniões, nunca ele nos transmitiu a hipótese de um dia o professor Paulo Saraiva regressar no comando da equipa do Domant FC de Bula Atumba

"Apostámos
na experiência"
Na segunda volta, a fim de superar a penúltima posição em que terminou
na primeira, o Domant FC pensa entrar com jogadores de maior valia.
A direcção já está no mercado à procura de reforços, com uma lista esboçada

Existem nomes sonantes na lista?

A direcção do Domant FC do Bula Atumba não fez grandes contratações para esta segunda volta, mas  de jogadores que têm uma certa experiência do Girabola, porque notámos que em determinados aspectos que o Domant FC disputou na primeira volta, precisava de jogadores experimentados, apesar de ter alguns como David, Yamba Asha, Abel, Negra, Ayala, Cabetula, Solange, enfim, mais outros. Mas ainda assim, precisávamos de facto de reforçar a equipa com outros atletas com maturidade.

Quais são esses reforços?
Nós estamos no mercado interno, conseguimos o defesa central Zé, que no ano passado representou o Interclube, o lateral esquerdo História que veio do Progresso do Sambizanga, o atacante Fofuco veio do Recreativo da Caála e mais outros dois jogadores, para ver se conseguimos uma segunda volta com alguma tranquilidade e os objectivos de nos mantermos no Girabola.

Nessas aquisições não foi tido em conta o sector da baliza?

A baliza foi um dos sectores mais fragilizados que tivemos na primeira volta, estamos a negociar também no mercado interno com alguns guarda-redes experientes, para na segunda volta ter aquela zona melhor guarnecida, em comparação ao que foi na primeira volta.

Há nomes a avançar já?
Nesta altura estão em observação os guarda-redes Toy, vindo do Interclube, Henrique, saído do Desportivo da Huíla e um terceiro, cujo nome ainda não dá para anunciar, porque continuamos a negociar. Acho que com esses três, vamos ter a nossa baliza bem protegida.

E quanto ao meio campo, onde a equipa perdia-se sempre, principalmente nos últimos 20 minutos da segunda parte, que novidades existem?
Também fizemos algumas aquisições para a linha intermediária. Estamos a trabalhar com Yuri, um jogador angolano que esteve a disputar o Moçambola nas últimas épocas. De facto, está a dar boas mostras de que podemos contar com ele no segundo turno. Para além do Yuri, ainda temos outros em observação, para integrarem o nosso meio-campo, desde que cheguemos a acordo com os mesmos.


AVANÇADO
"Preferimos manter
o Abel no plantel"

A direcção do Domant FC não recebeu nenhuma proposta de um clube, para a transferência ou cedência de Abel, em função do seu faro ao golo?

Em função daquilo que o Abel fez na primeira volta, em termos de concretização de golos se eu dissesse que não tem clubes interessados, estava a mentir. Nós fomos contactados por alguns clubes de renome no mercado interno, no sentido de ver se podíamos emprestar ou mesmo rescindirmos com o Abel, para que fosse para um outro clube.
Tivemos de analisar minuciosamente as propostas, porque em primeiro lugar nós também precisamos de um homem-golo naquela posição. É o nosso melhor marcador e um dos melhores do próprio Girabola até ao momento. Não podemos largá-lo para o seu próprio bem e também do clube, porque é um jogador que está a despontar.

E o próprio jogador não foi contactado pelos clubes?
Ele confessou-nos que foi contactados por certos clubes, com propostas concretas, apesar de não ter revelado os nomes. Para o seu próprio bem, nós aconselhámo-lo  a não ter pressa e manter-se firme, porque ainda tem muito a dar no futebol e ganhar com o futebol.  

Com essas aquisições todas, que Domant FC teremos na segunda volta?
Um Domant não muito diferente do que tivemos na primeira volta, em termos de estrutura, mas muito audaz no que toca aos resultados. Como se viu, a equipa não está tão mal no que diz respeito à qualidade de jogo, embora tenha perdido a maioria dos jogos, uns por inexperiência e outros por mero acidente de percurso, porque até nos batemos de igual para igual com algumas equipas rotuladas do Girabola.

O que esperam os adeptos do Domant FC de Bula Atumba?
A nossa massa associativa, os nossos adeptos, por não alcançarmos o número de vitórias desejadas, andam de costas viradas com o Domant FC. Nós entendemos isso, porque o adepto, o sócio ou o simpatizante quer sempre ver a  equipa ganhar. Nessa ordem de ideias, pedimos para que  continuem a acreditar no nosso trabalho, a apoiar a equipa do Domant FC, porque o apoio também  nos fortifica. É aí, que queremos contar com o apoio da massa associativa.
AP