Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Drages porta dos ricos

11 de Março, 2010

O Real Madrid, pelo quinto ano consecutivo, o lder destacado

Fotografia: AFP

Dentro das quatro linhas, o FC Porto está entre as 16 melhores equipas da Europa - e com boas perspectivas de entrar, pelo segundo ano consecutivo, no restrito grupo das oito primeiras - mas quando se comparam as finanças os portistas jogam, claramente, noutro campeonato, surgindo apenas na parte baixa do top 50 dos mais ricos do mundo.

Ainda assim, o FC Porto apresenta receitas, na época 2008/09, de 68,1 milhões de euros, sendo o emblema português mais bem colocado (Benfica tem M€ 46,88 e o Sporting M€ 46, 82) na "Deloitte Football Money League", que analisa ao pormenor o valor dos proveitos operacionais dos clubes.

O Real Madrid, pelo quinto ano consecutivo, é o líder destacado, desta feita com 401,4 milhões de euros, seguidos de Barcelona e Manchester United. Sublinhe-se que nestes números não estão contabilizadas as verbas das transferências de jogadores, mas sim as receitas de bilheteira, a cedência dos direitos televisivos e os proveitos comerciais.

Pegando nos próximos dois adversários dos portistas, Olhanense e Arsenal, encontram-se em pólos opostos nas receitas. Os algarvios apresentaram uns modestos 212 mil euros de lucro em 2008 - competiam na II LIga - enquanto que o Arsenal, que na terça-feira afastou o FC Porto da Liga dos Campeões, aparece em quinto lugar dos mais ricos do mundo, com receitas na ordem dos 263 milhões de euros, quase quatro vezes mais das registadas pela SAD portista, conforme se pode ler no relatório e contas relativo à última época.

Benfica e Sporting
longe dos portistas

Os outros grandes do futebol nacional apresentaram proveitos operacionais quase iguais, mas abaixo dos registados pelo FC Porto. O Benfica, conforme apresentado no relatório e contas de 2008/09, obteve 46,88 milhões de euros de receitas, cujas maiores fatias foram provenientes da publicidade e patrocínios (11,5 milhões) e das receitas televisivas (10 milhões).

No Sporting, os proveitos foram quase os mesmos: 46,82. A parcela relativa à televisão foi idêntica. Os leões arrecadaram, ainda, outros dez milhões pela participação nas provas europeias e outro tanto com as receitas de bilheteira e de lugares anuais. A favor dos encarnados é o valor da quotização: o Benfica recebeu 8,2 milhões e o Sporting 4,4. Ainda assim, no total, tanto Benfica como Sporting alcançaram menos 19,3 milhões de euros do que o FC Porto.

"Noche latina" põe NBA a falar espanhol

O marketing da NBA não pára de encontrar novas criações destinadas a manter fiéis os fãs e atrair novos públicos. A exemplo do que já faz com o dia de St. Patrick, em que as equipas vestem de verde, ou em jogos revivalistas, com equipamentos antigos. Na época passada a competição criou um mês de "Noche Latina" e este ano a tradição repete-se.

Com 15% de público hispânico, a NBA designou um jogo por dia, até ao final do mês, em que os nomes das equipas passam a ser "latinizados", ou seja, na passada terça-feira, o jogo foi os "Nueva York" frente aos "Los Pistons". Mas haverá alturas em que poderão ser vistos, estampados nas camisolas, os nomes de "Los Bulls", "El Heat", "Los Mavs", entre outros.

"A 'Noche Latina' é uma oportunidade para agradecer à comunidade hispânica pelo apoio que tem mostrado. O seu apoio cria-nos a responsabilidade de nos manter ligados a ela", explicou o director de marketing para o mercado hispânico, Saskia Sorrosa que garantiu que "as equipas e os jogadores sentem o forte apoio dos hispânicos à modalidade". Espera-se também que com esta forma de fidelização, a grande comunidade hispânica nos EUA ajude a contrariar os 400 milhões de dólares de prejuízos acumulados pela NBA.

Espanha é a selecção mais cara no Mundial

Segundo o 'Futebol Finance', um sítio português especialista em economia e finanças do futebol, a selecção da Espanha é a mais cara de todas as selecções que vão alinhar no Mundial da África do Sul, com um valor de 565 milhões de euros.As selecções que se seguem na lista são Brasil, com um valor de 515 milhões e França, fechando o 'top 3', estimada em 450 milhões.

A selecção portuguesa aparece em sétimo lugar, com um valor de 340 milhões.A selecção espanhola lidera também nas principais casas de apostas como favorita para vencer o Mundial, enquanto Portugal se assume como sexto ou sétimo favorito.

Atlético e Chelsea
milionários, APOEL poupado


O Chelsea, é o sexto classificado deste ranking da Liga do Dinheiro - elaborado anualmente pela Deloitte -, com receitas na ordem dos 242,3 milhões de euros, ou seja, 3,5 vezes mais do que as do FC Porto.  Nada que surpreenda, já que os ingleses são, normalmente, os mais abastados. Mais interessante é a posição do Atlético de Madrid.

Apesar de os resultados desportivos não serem brilhantes na última década, beneficia do facto de estar no mercado espanhol, apresentando, por isso, proveitos bem acima dos do tetracampeão.Os colchoneros surgem no 22º posto, com 100, 3 milhões de euros de receitas em 2008/09, época em que foram eliminados pelo FC Porto da Champions.

Como se sabe, este duelo ibérico repetiu-se na presente edição da prova. O APOEL não aparece cotado neste estudo porque apresenta números bem mais modestos.