Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Escola Kikuxi Villas Club acolhe crianças carenciadas

Melo Clemente - 28 de Dezembro, 2015

Hedviges Wongo Tuluca de apenas 11 anos de idade é uma das refeências da Escola

Fotografia: M. Machangongo

Situada no bairro do Kikuxi, no município de Viana, a Escola Kikuxi Villas Club é hoje uma das instituições de grande referência a nível de Luanda, que acolhe crianças carenciadas que sonham com a prática do desporto. Criada inicialmente para actividades desportivas de recreação no seio familiar, a direcção da instituição decidiu em Janeiro do ano em curso, estender a sua acção, acolhendo crianças carenciadas para a prática do desporto.

O projecto  iniciou com crianças daquela circunscrição e hoje, o raio de acção da Escola Kikuxi Villas Club se alargou completamente, inserindo petizes de outros bairros de Luanda. A instituição acolhe crianças dos cinco aos dez anos de idade. A Escola Kikuxi Villas Club possui infra-estruturas desportivas de ponta, onde os petizes desenvolvem as suas actividades sem sobressaltos, com o acompanhamento de professores e técnicos especializados.  A escola conta nesta altura com um campo relvado, uma quadra para as modalidades de sala (basquetebol, andebol, futebol de salão) e uma quadra de ténis de campo. 

 A instituição movimenta apenas duas disciplinas, designadamente, o ténis de campo e o futebol de onze,  estando em perspectiva a abertura de mais disciplinas nos próximos tempos, conforme apurou a reportagem do Jornal dos Desportos.  Para além do acompanhamento  aos petizes na prática desportiva, a direcção da Escola Kikuxi Villas Club assumiu a responsabilidade de acompanhar em consonância com os encarregados de educação, o desempenho académico dos meninos.
 O aproveitamento escolar, é dos pressupostos que a instituição exige dos petizes, para que  possam frequentar sem restrições a Escola Kikuxi Villas Club.
 
“Assumimo-nos no  acompanhamento académico dos nossos alunos. O aluno que apresenta nível de aproveitamento baixo, fica vetado de frequentar as nossas instalações e felizmente, esta medida tem sortido efeito, porque todos eles gostam de praticar o desporto, daí que, têm mesmo de  aplicar-se na escola para poderem fazer uma das coisas que eles mais gostam, que é a prática do desporto”, asseverou José Almeida, professor de ténis de campo, uma das disciplinas que mais petizes movimenta.

 Com o termo das aulas, o movimento torna-se cada vez mais frenético na Escola Kikuxi Villas Club, ao contrário dos outros períodos, em que o movimento  verifica-se aos fins de semana.  “Nós temos mais movimento, nos períodos de férias, como deve calcular. Nesta fase treinamos quase todos os dias, para mantê-los sempre ocupados. Já em períodos de aulas treinamos normalmente aos fins de semana”, disse.

Entretanto, José Almeida enalteceu, por outro lado, a direcção da instituição, pelo facto de ter direccionado a sua acção para rianças carenciadas.   “Como sabe o nosso país ainda enfrenta dificuldades de vária ordem. Criar uma escola e dar primazia a crianças carenciadas, é de facto uma atitude louvável e deste ponto de vista, o nosso patrono tem sido impecável na criação de condições, desde alimentares, transporte e acomodação. Os encarregados de edução não pagam nada, porque como disse o projecto está virado para as famílias carenciadas”, asseverou José Almeida responsável máximo do ténis de campo daquela instituição.

 PARCERIA
Instituição absorve
petizes  do Projecto
em Movimento


A Escola Kikuxi Villas Club conta nesta altura com oito tenistas, provenientes do “Projecto Criança em Movimento”, programa lançado há três anos em Luanda, inserido no projecto de massificação do ténis de campo, cuja madrinha é a Primeira Dama da República de Angola, doutora Ana Paula dos Santos. Hoje por hoje, as oito crianças,  quatro de cada sexo, constituem as principais figuras da Escola Kikuxi Villas Club no que  respeita ao ténis de campo. Depois de aprenderem o ABA da modalidade no “Projecto Criança em Movimento”,  aprimoram os seus níveis de conhecimentos sobre a disciplina na Escola Kikuxi Villas Club.

Entretanto, a instituição situada na zona do Kikuxi, foi a primeira escola na capital do país a absorver crianças vindas do “Projecto Criança em Movimento”, uma parceria que se pretende duradoira.  “Nós este ano decidimos ir buscar oito crianças ao projecto Criança em Movimento e inserimos na nossa escola. Como sabe somos os pioneiros e pretendemos manter esse vínculo no sentido de contribuirmos também para o crescimento do ténis em Angola”, assegurou José Almeida, responsável pela modalidade na Escola Kikuxi Villas Club.

Fruto do excelente trabalho desenvolvido, a Escola Kikuxi Villas Club conta  nas suas hostes com quatro campeões nacionais nas categorias de sub-10, em masculino, sub-12 e sub-14, nas duas classes, facto que enche de orgulho José Almeida.  “Felizmente a nossa escola é hoje uma grande referência. Já conseguimos fazer campeões nacionais nas categorias de sub-10, sub-12 e sub-14. Os nossos atletas têm representado o país nas mais diferentes competições internacionais, sobretudo a nível do nosso continente,  temos obtido resultados satisfatórios”, revelou o jovem professor.

DESPORTO REI
 Jorge Plácido
coordena o futebol


O antigo jogador do Futebol Clube do Porto e do Sporting de Portugal, Jorge Plácido, coordena o departamento de futebol da Escola Kikuxi Villas Club.
Mais de três dezenas de petizes, que  sonham em ser grandes craques do futebol mundial, trabalham às ordens do professor Jorge Plácido.  Plácido reconheceu a vontade dos petizes em aprenderem rapidamente o ABC do futebol, tendo destacado as condições de trabalho que a direcção da instituição oferece.

  “Nós aqui trabalhamos com cerca de 35 crianças dos cinco aos 12 anos de idade. As crianças gostam de praticar futebol e nós temos estado a trabalhar para formarmos grandes atletas para  servirem o nosso futebol e porque não, o mundial. Temos na nossa escola miúdos com  talento”.

Questionado sobre as condições de trabalho, Jorge Plácido foi peremptório “temos excelentes condições de trabalho, desde  infra-estruturas desportivas, transporte e alimentares”, revelou o professor Plácido que tem a missão de ensinar o ABC aos petizes da Escola Kikuxi Villas Club.  As crianças são na maioria provenientes de famílias carenciadas da zona do Kikuxi, local onde foi erguida a referida escola.

 
FUTURO
Projecto Criança em Movimento
pode atingir outros pontos do país


Criado há três anos no bairro do Kifica, zona de Benfica, o “Projecto Criança em Movimento”,  que tem como mentora a engenheira Ana Balbina, tendo como madrinha a Primeira Dama da República de Angola, a doutora Ana Paula dos Santos, o projecto de massificação tem surtido o efeito desejado, com o surgimento de novos praticantes da modalidade.
 O projecto foi concebido para  Luanda, um dos maiores pólos de desenvolvimento da modalidade dos últimos tempos, pode atingir outros pontos do território nacional, de acordo com João Almeida, coordenador do “Projecto Criança em Movimento”.

  “O Projecto Criança em Movimento cujo o lançamento teve lugar há três anos em Luanda tem como mentora a engenheira Ana Balbina, tendo como madrinha a Primeira Dama, a doutora Ana Paula dos Santos. Como é do vosso conhecimento o ténis atravessou momentos críticos nos últimos tempos, e era imperioso o surgimento de um projecto cuja base assentasse na massificação, daí a razão do lançamento do Projecto Criança em Movimento, cujos  frutos são mais do que visíveis. O projecto foi concebido para Luanda mas  não significa que fique apenas por aqui, porque se estamos a falar em massificação, temos de pensar nas 18 províncias que compõem o nosso país”.

 O Projecto Criança em Movimento conta com mais de oito dezenas de petizes nos escalões de sub-10, sub-12 e sub-14 anos, em ambas as classes. Virado essencialmente para a formação de talentos, a coordenação do projecto tem encontrado dificuldades  em encaminhar os petizes para os clubes e escolas da capital.  “O projecto Criança em Movimento está essencialmente virado para a formação de novos talentos para posteriormente encaminha-los para os clubes. João Almeida enalteceu a iniciativa da Escola Kikuxi Villas Club, que decidiu acolher oito crianças vindas do Projecto Criança em Movimento.

“Felizmente temos uma boa relação com a Escola Kikuxi Villas Club, razão pela qual estão aqui crianças vindas do projecto Criança em Movimento.  Por isso, gostaria de agradecer à direcção do Kikuxi Villas Club por ter sido a primeira escola a absorver petizes do nosso projecto. Gostaria de fazer um apelo aos demais clubes e escolas de Luanda no sentido de seguirem o exemplo do Kikuxi Villas Club”, apelou João Almeida.  O coordenador do “Projecto Criança em Movimento” mostrou-se ainda maravilhado com as infra-estruturas desportivas da Escola Kikuxi Villas Club.

SONHO
Tenistas querem brilhar 


Aos dez anos de idade, Gabriela Gizela Cabral Martins, é  uma das referências do ténis nacional. Campeã nacional de sub-10, Gabriela como é tratada no seio dos seus colegas, sonha pisar os grandes palcos do ténis mundial.

 Apesar da sua idade, Gabriela Gizela Cabral Martins que começou a praticar a modalidade aos cinco anos de idade, através do “Projecto Criança em Movimento”, quer torna-se uma das referências do ténis mundial.   A adolescente, tem como referência a tenista norte-americana, Serena Williams.   “Este ano ganhei o campeonato nacional de sub-10, por isso vou continuar a trabalhar, para ganhar mais títulos. Gostaria de um dia  ser como a Serena Williams”, alvitrou a adolescente de 10 anos de idade.

O mesmo pensamento é partilhado pela Níria Calonga, de 12 de idade, campeão nacional da sua categoria.  “Este ano ganhei vários troféus, acredito se eu continuar a treinar bem, serei um boa atleta porque o meu sonho é jogar nos grandes palcos internacionais”, revelou a pequena Níria, produto do “Projecto Criança em Movimento”.  Já o pequeno Marcelo de Almeida Ambriz Rade, campeão nacional de sub-13, é fã  confesso do tenista espanhol Rafael Nadal.  

“Eu admiro muito Rafael Nadal. Quero no futuro atingir os níveis dele para poder conquistar vários títulos ao serviço da Selecção Nacional”, augurou o adolescente. Por sua vez, o pequeno Hedviges Wongo Tuluca, de apenas 11 anos de idade, é admirador do suíço Roger Federer.   “Eu quero ser como Roger Federer no futuro para conquistar troféus para Angola. Para atingir esse patamar sei que tenho de continuar a treinar bem”, disse.
 M.C
 








Djokovic e Ledecky
campeões dos campeões

O tenista sérvio Novak Djokovic e a nadadora norte-americana Katie Ledecky, foram eleitos os "campeões dos campeões" de 2015, pela agência noticiosa espanhola EFE. Aos 28 anos, Djokovic lidera o “ranking” mundial e venceu três dos quatro “Grand Slam” de 2015, casos de Open da Austrália, Wimbledon e US Open.
O galardão feminino foi atribuído a Katie Ledecky, que aos 18 anos conquistou cinco medalhas de ouro (200, 400, 800 e 1.500 metros livres e 4x200 metros livres) e bateu três recordes do mundo (800 e 1.500 metros livres, este último por duas vezes) nos Mundiais disputados em Kazan, na Rússia.