Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Federação Angolana de Ginástica perspectiva expansão da modalidade

16 de Fevereiro, 2010

Assembleia-geral Ordinária, realizada nos dias 5 e 7 deste mês, na cidade do Sumbe

Fotografia: Jornal dos Desportos

O futuro pode ter começado a dar os primeiros passos na Assembleia-geral Ordinária, realizada nos dias 5 e 7 deste mês, na cidade do Sumbe, onde pela primeira vez a família da ginástica se reuniu para traçar estratégias de trabalho.Segundo apuramos, o grande desafio é levar a ginástica de competição às 18 províncias do país. Mas o problema é o mesmo de sempre, ou seja, a falta de dinheiro. É que a Federação Angolana de Ginástica "FAG" tem menos de 50 mil dólares para gerir todas as actividades desportivas deste anos. Ainda assim, isso não desmoraliza os associados.

"Recebemos uma verba que é do conhecimento de todos os sócios da federação. É com a mesma, e com mais algum apoio ou patrocínios, que vamos trabalhar. O dinheiro não é desculpa para ficarmos de braços cruzados", disse Auxilio, Jacob presidente de direcção, à margem da realização da Assembleia-geral. Por falar em dinheiro, ele foi o ponto mais discutido pelos associados, pois alguns tiveram de gastar do seu bolso para se deslocarem das suas províncias e poderem fazer parte da assembleia magna da ginástica.

Levar a ginástica de competição em todo o país é a meta para estes quatro anos. Realizar os campeonatos províncias, zonais e nacionais é a primeira fórmula para se encontrar atletas de qualidade, uma vez que um é qualificativo para as provas seguintes.
Auxílio Jacob sabe das dificuldades que a modalidade vai encontrar em algumas províncias, mas encorajou as associações e núcleo a trabalhar duro para alcançar o objectivo comum.

"Sabemos que não vai ser fácil, principalmente por falta de dinheiro. Mas possuímos algo mais valioso do que o dinheiro que é a nossa capacidade de raciocínio. Temos de pensar como arranjar dinheiro em vez de lamentarmos a falta dele”, exorta.
Para além de campeonatos províncias, zonas e nacionais, a FAG tem agendo para este ano a participação em dois campeonatos africanos, um na Namíbia, em Março, e outro no Zimbabwe, em Dezembro.

Associados saem satisfeitos
da Assembleia-geral

Os associados participantes da Assembleia Ordinária da Federação Angolana de Ginástica "FAG" saíram do Kwanza Sul satisfeitos com as resoluções finais da mesma. Depois de aprovado pela assembleia o relatório de balanço e prestação de contas, com algumas emendas, os membros anuíram ainda a proposta para a criação da vice-presidência para os assuntos institucionais, cargo que é ocupado pela senhora Maria Bessa.

João Gabriel, presidente da Associação de Ginástica de Benguela, considerou proveitosa a realização da Assembleia-geral, já que, segundo diz, veio a esclarecer algumas dúvidas que existiam na interpretação dos regulamentos de provas.Por sua vez, a recente empossada presidente da Associação do Kwanza Sul, Elsa Sara Lialunga, considerou o acto de positivo, por ser o primeiro da federação com os seus associados.
 
"Foi uma assembleia aberta e franca. Tivemos conhecimento das dificuldades que vive a federação e do orçamento que recebeu do Ministério da Juventude e Desportos para este ano. Pensamos que daqui adiante temos muito trabalho, mas aceitamos o desafio", disse Elsa. "Para mim, a inclusão de todas as províncias no conselho técnico desportivo é um passo muito importante para a expansão da modalidade, uma vez que este conselho terá reuniões periódicas para analisar o andamento, sobretudo a formação, nas províncias", disse Juca Fernandes, presidente da Associação de Ginástica da Huíla.


Associação do Kwanza-Sul toma posse

Com a tomada de posse dos órgãos sociais da Associação de Ginástica do Kwanza Sul, está concluído o processo que levou a criação da mesma. Eleita presidente da associação, Elsa sara Lialunga tem dois anos para provar que é a pessoa ideal para dirigir a ginástica, já que o próximo ciclo olímpico inicia em 2012.Durante o discurso de tomada de posse, Elsa Liluanga prometeu muito trabalho para fazer da ginástica um desporto de referência na província. Agradeceu o apoio do Governo do Kwanza Sul que não tem poupado esforço para que a modalidade ganhe espaço ao nível local.
 
"Agradeço a todos os quantos aceitaram fazer parte deste desafio que é dirigir a ginástica no Kwanza Sul. Estamos cientes do trabalho que há pela frente e contamos com o apoio de todos", agradece.Elsa Sara tem Elche de Almeida como vice-presidente, Francisco Pereira é o secretário-geral e  Bernardo Januário o vogal de direcção.

A Mesa da Assembleia-geral é presidido pela senhora Arlinda Francisco, Joaquim Francisco Lima é o vice-presidente e Maria Dumbo a secretaria-geral. O Conselho Fiscal tem a testa Ananias Cabral. António Andrade é o presidente do Conselho Jurisdicional, ao passo que o Concelho Disciplinar é coordenado pelo senhor Daniel Cortezão e tem como adjunto Ermelindo Vaia Chintilante. Madaleno Paim coordena o Conselho de Arbitragem e o Conselho técnico desportivo é coordenado por Inês António. 


Huambo cria núcleo  


A província do Huambo criou um núcleo para dinamizar a ginástica. Cinco pessoas fazem parte do mesmo, entre professores de educação física e jornalistas. Os senhores André Eduardo, João Paulo, Dias Marque, João Mário Baptista e ainda um representante a indicar pela Direcção Provincial da Juventude e Desportos têm a missão de levar a ginástica do Huambo a Alta-competição.

Os membros do referido núcleo participaram, como primeira actividade, na primeira Assembleia-geral da Federação Angolana de Ginástica, que decorreu na província do Kwanza Sul, entre os dias 5 e 7 deste mês.Como plano de acção, segundo Dias Marque, o elenco vai trabalhar, durante o primeiro semestre deste ano, na preparação dos atletas que vão representar a província nos campeonatos zonais e nacionais em todas as categorias.

Mais disse que é meta do núcleo realizar dois cursos de superação para treinadores durante o ano em curso, tendo para isso manifestado por escrito a pretensão à direcção da Federação Angolana de Ginástica.Depois de realizar a primeira edição da Taça de Angola em Ginástica, o Huambo vira-se para relançar a modalidade em toda a província. Para isso, conta já com atletas na cidade e no município da Caála.


Selecção nacional vai estagiar na província 


A Selecção Nacional de Ginástica, que se prepara para o Campeonato Africano, na República da Namíbia, de 5 a 7 de Março, vai estagiar na cidade do Huambo, conforme deu a conhecer o presidente da Federação Angolana de Ginástica, Auxílio Jacob.Composta por cinco atletas, juniores e seniores (três masculinos e duas feminina), a selecção nacional tem chegada marcada para o dia 18 e permanecerá até o dia 24 de Fevereiro.

Os técnicos nacionais Semba Tango e Jandira Anciã de Sousa vão, na cidade do Huambo, aprimorar aspectos físicos e tácticos dos atletas, "numa província que reuni condições de trabalho", segundo Auxílio Jacob.Os ginastas Gil Martis, Márcio Kilapanza (do clube AGEFIR), Bruno Silva, Emanuel Ambriz e Ana Panzo (do clube  Petro de Luanda) são os escolhidos para elevar o nome do País no "Africano" da Namíbia, no próximo mês de Março.

Para além do Campeonato Africano de Seniores, consta do calendário de provas da federação a participação no Campeonato Africano de Juniores, a disputar-se na República do Zimbabwe, no mês de Dezembro deste ano. Uíge, Bié e Namibe acolhem provas zonais
As províncias do Uíge, do Namibe e do Bié vão acolher, este ano, os campeonato zonais de ginástica nas disciplinas de tumblimg e ginástica rítmica, em  ambas as classe e nas diversas categorias, segundo o calendário de provas da federação aprovado na última Assembleia-geral Ordinária.

Assim, o Uíge vai organizar, no fim de Fevereiro, o Zonal Norte, em que vão participar as províncias Luanda, Uige, Cabinda e Kwanza Norte. A prova será realizada em todas as categorias (em ambos os sexos), em ginástica rítmica e tumblimg.Por sua vez, o Zonal Centro vai acontecer em Abril, no Bié. Além da província organizadora vão participar o Huambo e o Kuando Kubango.

O Namibe vai realizar, de 24 a 25 de Abril, o Zonal Sul, do qual Benguela, Namibe e a Huíla são os restantes participantes.
De realçar que todas as províncias deverão realizar os seus campeonatos até fim de Março.Segundo o vice-presidente desportivo da Federação Angolana de Ginástica, Rubem de Carvalho, os campeonatos zonais apuram os três melhores atletas de cada especialidade e estes participam nos campeonatos nacionais.