Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

"Fui para o associativismo desportivo ligada à Jmpla"

João Francisco - 11 de Janeiro, 2013

Quando se fala da mulher angolana e o desporto, o nome de Teresa Filomena Fragoso Quarta

Fotografia: Jornal dos Desportos

Quando se fala da mulher angolana e o desporto, o nome de Teresa Filomena Fragoso Quarta, ou simplesmente Tété Néna, como é conhecida pelas pessoas mais próximas, é incontornável. A actual Presidente da Associação Mulher e Desporto de Angola (AMUD), de 51 anos, começou a liderar os movimentos desportivos femininos em 1984, quando passou a integrar o Gabinete Jurídico do Ministério da Juventude e Desportos (Minjud), no consulado do então ministro Sardinha de Castro, hoje um dos Administradores do Porto de Luanda.

Podemos dizer que Teresa Quarta se viu envolvida nos assuntos jurídicos desportivos um tanto ou quanto por acaso, uma vez que, enquanto quadro da JMPLA, foi para o Minjud para trabalhar em questões da juventude e não do desporto. Tété Néna tinha acabado de chegar de Kinshasa (RDC), onde nasceu ocasionalmente, devido ao facto dos seus pais se terem exilado naquele país, devido às perseguições políticas de que eram alvo por parte do regime colonial português. “Na altura, a Directora do Gabinete Jurídico do Minjud foi fazer um estágio a Lisboa e, ao substitui-la, tive em mão um caso envolvendo duas agremiações dos desportos náuticos,  uma das quais o clube Naval e a outra já não me recordo, e fui forçada, a pedido do Ministro da Juventude e Desportos, a dar um parecer jurídico.

Devido às investigações sobre o assunto que tive de fazer, acabei por ganhar o gosto  por assuntos do género”, conta. “Como o trabalho efectuado em prol  do caso que envolveu aquelas associações desportivas agradou ao Ministro da Juventude e Desporto, Sardinha de Castro, este enviou-me  a Lisboa  para fazer um estágio, em 1994, e no meu regresso fui nomeada directora do Gabinete Jurídico do Minjud”, acrescentou. Em 1996, foi convidada pelo  dirigente desportivo Geovetty Barros, quadro superior do Minjud, na altura secretário-geral da Federação Angolana de Futebol (FAF), a fazer parte do elenco da mesma, na área jurídica, o que lhe permitiu aperfeiçoar as questões relacionadas com o Direito Desportivo, que tinha acabado de obter em termos teóricos, na acção formativa efectuada em Portugal.


DESAFIO
Manter os cargos internacionais que Angola ostenta

Como Angola nunca teve representantes nas instituições africanas e mundiais que defendem a mulher no desporto, como é o caso dos cargos que ocupa Teresa Quarta, o desafio passa por consolidar estas posições no futuro, nem que para isso concorra, nos próximos tempos, aos cargos de direcção nas instituições desportivas mais importantes de Angola, incluindo o COA. Continuar a ser membro da Comissão do COI para a “Mulher e Desporto”, por exemplo, segundo ela, exige que, se não for um dia presidente do COA, se mantenha como membro da Comissão Executiva desta mesma instituição.

“A Comissão Mulher e Desporto do COI é a instituição que se encarrega de solicitar os nomes de individualidades de todos os países-membros, com contributos relevantes para o desenvolvimento do desporto feminino às candidaturas ao troféu internacional “Mulher e o Desporto”, pelo que é muito importante que Angola se mantenha representada neste e outros organismos internacionais com mulheres angolanas”, explicou.  Foi graças à presença de representantes nossos nestes organismos, entre os quais Teresa Quarta, que Angola, através da Primeira-Dama da República, Ana Paula dos Santos, e o próprio Presidente da República, entre outras figuras ligadas à vida política, teve galardoados na última década, com o troféu “Mulher e o Desporto” para África do COI e medalha de ouro do ACNOA. 

Embora o nosso país não tenha indicado candidata (os) para a gala deste ano do COI, a ter lugar em Março em Lausane (Suíça), o Jornal dos Desportos soube que Angola vai estar representado com Teresa Quarta, na qualidade de membro da Comissão Internacional Mulher e Desporto daquela organização.


RECONHECIMETO
Trajectória na FAF e no COA


Na FAF, Teresa Quarta cumpriu, até agora, três mandatos, depois de ter entrado durante a presidência de Armando Machado  e continuado até ao primeiro mandato do General Pedro Neto (2011/2012), durante o qual ocupou a vice-presidência, no elenco cessante,  e toma agora posse como uma das vogais da direcção no segundo mandato ( 2012-2016). Ainda em 1996, é convidada para representar a Federação Angolana de Judo (FAJ), presidida por Rodrigues de Castro, no Comité Olímpico Angolano (COA).

No olimpismo angolano acabou por ser proposta para a Comissão Executiva (Direcção) no elenco do presidente Rogério Silva e, no primeiro mandato de Gustavo da Conceição assumiu  a coordenação da Comissão do COA “A Mulher e o Desporto”, tendo trabalhado, entre outras iniciativas, para a criação, em 2009, da Associação Mulher e Desporto, da qual é candidata à sua própria sucessão, na renovação de mandato da instituição para o ciclo olímpico 2012- 2016.

Ainda como representante do COA em eventos internacionais, é nomeada membro da Comissão Jurídica da Associação dos Comités Olímpicos Africanos (ACNOA) e membro do Comité Executivo da Confederação Africana de Basebol e Softbol. Actualmente, é vice-presidente do ACNOA, e atende as questões humanitárias. A última distinção de Teresa Quarta nos organismos desportivos internacionais, aconteceu em Março de 2011, ao ser nomeada membro do Comité Olímpico Internacional (COI) para a Mulher e o Desporto, cargo vitalício, desde que se mantenha em cargos de direcção no associativismo desportivo angolano.


Por dentro

Nome completo: Teresa Filomena Fragoso Quarta
Filiação: Joaquim Fragoso Nogueira e Maria da Conceição Alves de Castro
Data e local de Nascimento: 2 de Dezembro de 1961 em Kinshasa (RDC)
Filhos: Quatro
Altura: 1,63m
Estado Civil: Casada
Calçado: 38,5
Filmes: Históricos e científicos
Hobby: Ver novelas
Prato Preferido: Dieta
Bebida: Água
O que mais teme: Nada
Defeito: Trabalhar muito
Religião: Católica
Cor:  Vermelho e branco