Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Homem do futebol ao serviço da literatura

Sardinha Teixeira - 24 de Setembro, 2010

Filipe Mascarenhas tem uma reputação consolidada no futebol angolano

Fotografia: Mota Ambrósio

A transferência para um grande era inevitável e aconteceu em 1971, para o clube Atlético de Luanda, a actuar como defesa central, onde permaneceu apenas 12 meses. Transferiu-se depois para o Recreativo da Caála, onde jogou até 1974. Mascarenhas, como era tratado pelos mais próximos, foi um defesa central dotado de uma técnica extraordinária, potência, mudança de ritmo e habilidade para o remate. Seus tiros livres de média e longa distância foram famosos pela precisão com que os executava.

Nos fins de Setembro de 1974, devido ao clima de instabilidade reinante no país, deixou o Recreativo da Caála, e, partiu para Luanda, onde continuou sempre ligado ao futebol. Participou em vários torneios na capital do país, numa das equipas dos deslocados do Huambo, organizados pela organização juvenil do partido MPLA. Em 1976, integrou a selecção de Angola que enfrentou a do Congo Brazzaville.

E, em Maio de 1977, foi mobilizado para a selecção militar, que no mesmo ano, disputou alguns desafios contra a selecção cubana. Como atleta, a sua despedida oficial foi em 1985, pelo Mambrôa do Huambo, depois de vinte anos a jogar futebol, numa partida memorável onde participaram diversas estrelas da província ficou lesionado neste jogo.

Carreira de treinador
Afastado dos campos, Mascarenhas manteve o sonho de ser treinador. Em 1986, depois de ter passado pelos Palancas do Huambo, passou a treinador adjunto, da equipa do Mambrôa, treinada por Kassoma Lutukuta. Ainda no mesmo ano, passou a treinador principal. Na perspectiva de ampliar os seus conhecimentos, Mascarenhas beneficiou de um curso para treinadores na Alemanha, em 1987, com a duração de 12 meses. Concluída a sua formação, continuou na senda técnico do futebol.

No seu currículo desportivo, acrescenta-se a de técnico-adjunto, das selecções de Sub-20, 23 e de Honras, dirigidas por Arlindo Leitão, entre os anos de 1988 e 90. Outrossim, a de técnico do Progresso do Sambizanga e por último, chefe do departamento das selecções nacionais.Nota curiosa é que Mascarenhas foi um dos grandes impulsionadores do futebol feminino. Em tempos idos, o futebol feminino deu alegrias a este país.

Estamos recordados da selecção liderada pelo malogrado Chico Ventura (treinador) e Filipe Mascarenhas (dirigente da comissão instaladora). Era uma equipa muito profissional, porque era conduzida por pessoas profissionais e de boa vontade, isto é, treinadores com gabarito. Esse profissionalismo ficou bem patente nos jogos disputados diante da África do Sul, em que vimos uma selecção à altura.

Nova obra está em forja

O antigo chefe do departamento das selecções nacionais, Felipe Mascarenhas, hoje, fora dos campos, dedica o seu precioso tempo à literatura. Recentemente, lançou o livro “Memórias de Icolo e Bengo – figuras e famílias”, que retrata a história de famílias de Icolo e Bengo (Bengo). A obra literária vai servir para as pessoas conhecerem mais sobre a cultura angolana, já que o “Memórias de Icolo e Bengo – figuras e famílias” não é só uma obra dessa região, mas também de todo o país.

O autor, Filipe Mascarenhas, disse que o livro vai servir como material de apoio aos estudantes, historiadores e a todos os que queiram tomar conhecimento da realidade de Icolo e Bengo. "A bibliografia deste povo é vasta nos vários sectores da vida, como a agricultura, educação e desporto, onde deram muito do seu saber em prol da região. Aliás, o primeiro Presidente da República de Angola, António Agostinho Neto, nasceu na localidade de Icolo e Bengo", frisou. Neste momento, Felipe Mascarenhas está engajado na edição da próxima obra literária, que retratará, "os usos e costumes das gerações do passado e presente".

>> Por dentro

Nome: Filipe Martins Barbosa de Mascarenhas
Data de Nascimento: 29/5/1951
Natural: Luanda
Nacionalidade: Angolana
Estado civil: Casado
Filhos: 7
Peso: 86 Kg
Altura: 1,78 Cm
Modalidade: Futebol
Clube do coração: 1º de Agosto e Recreativo da Caála
Prato preferido: Canjica e cozido de bacalhau
Tabaco: Não
Bebida: Sumos
Número de calçado: 43
Conduz: Sim
Tem casa própria: Sim
Filmes: Acção
Religião: Católica
Música: Semba e Rumba
País: Angola
Cidade: Luanda