Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Inspiro-me na Italee Lucas

Melo Clemente - 24 de Janeiro, 2019

Jogadora vai reforar a equipa de juniores para os nacionais que arrancam hoje em Luanda

Fotografia: DR

Aos 15 anos de idade, Sara Jael Caetano, é hoje, uma das principais referências do Clube Escola Desportiva Formigas do Cazenga, agremiação que, nos últimos tempos, tem se destacado a nível dos escalões de formação, nas duas classes.
Depois de ter se destacado em 2017, ao serviço da sua colectividade, no Campeonato Nacional feminino de Sub-14, prova realizada na província do Namibe, tendo ajudado a sua equipa a conquistar o inédito título nacional, arrebatando o troféu de MVP (Jogadora Mais Valiosa), impondo também a marca de 63 pontos numa só partida, culminando a competição com duzentos e quarenta e oitos pontos (248), a estrela do Clube Escola Desportiva do Formigas do Cazenga voltou a brilhar no recém terminado Campeonato Nacional de Sub-16, em Malanje, ajudando a sua agremiação a arrebatar o título, para além de ter conquistado dois troféus individuais, nomeadamente, o troféu de MVP e de melhor marcadora.
Em oito partidas disputadas no recém terminado Campeonato Nacional, Sara Jael Caetano, marcou nada mais, nada menos do que 135 pontos, o que representa uma média de 16,8 pontos por cada desafio.
Com um metro e 75 centímetros de altura, 51 kg, Sara Jael Caetano considera-se uma jogadora polivalente, ou seja, actua em todas as posições, apesar de ter como preferência a posição de extremo.
Influenciada pelos irmãos, Sara Jael Caetana, começou a prática da modalidade aos oito anos de idade, no Clube Escola Desportiva Formigas do Cazenga, conjunto que jura fidelidade.
Fruto das suas qualidades, a jovem jogadora, que tem como principal referência a internacional angolana, Italee Lucas, foi chamada para reforçar a sua equipa que vai disputar o Campeonato Nacional de juniores feminino, que a capital do país, Luanda, acolhe a partir de hoje, quinta-feira.
O sucesso que vem somando nos últimos tempos, atribui as suas colegas, treinadores, dirigentes, sem esquecer o seu pai, que muito tem feito para se manter com os índices motivacionais em alta.
\"Os meus irmãos tiveram uma influência muito grande, para que eu começasse a praticar o basquetebol, mas, o papel do meu pai, acabou por ser determinante. Quando ingressei no Clube Escola Desportiva Formigas do Cazenga, o meu treinador João Paulo e as minhas colegas, receberam-me muito bem. Na altura, eu tinha apenas oito anos de idade\".
Apesar dos seus 15 anos de idade, Sara Jael Caetano,  é uma das principais referências do clube adstrita ao município do Cazenga. \"Treino todos os dias de forma afincada, para que, no futuro, me torne uma grande jogadora e ajudar o meu clube a conquistar vários troféus\".
Os troféus individuais recém conquistados no Campeonato Nacional de Sub-16, prova que decorreu na província de Malanje, enche de orgulho a pequena Sara Jael Caetano.
\"Estou extremamente orgulhosa, pelo facto de ter mais uma vez, ajudado a minha equipa a conquistar o título de campeã nacional, para além dos dois troféus individuais que arrebatei. Vou continuar a trabalhar, para que estas conquistas continuem e deixar a minha família, em particular o meu pai, cada vez mais orgulhosa de mim\".
Para além de praticar o basquetebol, Sara Jael Caetano, frequenta a nona classe e, pretende, no futuro, ser uma médica. \"Tenho conciliado a prática do basquetebol com a formação académica, porque no futuro gostaria de ser médica\", augurou a pequena grande jogadora do Clube Escola Desportiva do Formigas do Cazenga.
A pequena guarda com alguma tristeza o facto de ter não ter jogado, o ano passado, o Campeonato do Mundo da Bielorrússia, em Sub-16, devido a problemas administrativos, apesar de ter embarcado para o local da competição com o grupo. O filme voltou a acontecer nos Jogos da SADC, no Botswana.

PEQUENA JURA
FIDELIDADE A EQUIPA

Sem praticamente recursos, o Clube Escola Desportiva Formigas do Cazenga sobrevive graças a força de vontade dos seus dirigentes, treinadores e encarregados de educação, que tudo fazem para manter a equipa.
Apesar das dificuldades que o clube enfrenta, Sara Jael Caetano acredita em dias melhores para a sua colectividade. Sara acredita que, futuramente, o clube poderá abrir os escalões de seniores, para dar continuidade a sua carreira desportiva.
\"Espero muito sinceramente continuar a representar o meu clube. Tenho a plena certeza, que o futuro da nossa equipa será bastante promissora. Acredito que um dia teremos o escalão de seniores, porque pretendo representar ao mais alto nível este clube, que me viu nascer para o basquetebol\", asseverou a pequena grande jogadora.
A polivalente jogadora lançou um apela a sociedade civil, particularmente a classe empresarial  do município, no sentido de apoiarem cada vez mais o clube.
\"O nosso clube enfrente inúmeras dificuldades. Os nossos treinadores e dirigentes são autênticos heróis. É nós, como atletas, temos sabido corresponder as expectativas, conquistando títulos atrás de títulos. Nós treinamos numa quadra de cimento, por isso, gastaria de ver a nossa quadra melhorada, com novas tabelas, transporte e material desportivo. Faço aqui um apelo a sociedade civil, particularmente, a classe empresarial do município, no sentido de nos apoiarem cada vez mais, porque hoje somos uma referência no desporto nacional\", finalizou a pequena Sara Jael Caetano.