Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Kwanza-Norte d luz verde realizao do campeonato

Simo Kibondo, em Ndalatando - 14 de Junho, 2013

A prova deste ano de ciclismo de estrada tem como novidade o regresso de um Campeo Nacional absoluto

Fotografia: Jornal dos Desportos

Uma das províncias com mais tradições na modalidade de ciclismo é o Kwanza-Norte, que ao longo dos tempos teve quatro campeões nacionais nas mais das duas dezenas de edições disputadas, um pouco por todo o País.

Talvez por isso, o actual vice-presidente desportivo da Federação Angolana de Ciclismo (FACI), Justiniano Araújo, ele próprio filho de Ambaca e  recordista dos campeões nacionais da modalidade, com 13 títulos, agora nas vestes de dirigente, conseguiu ganhar a batalha de levar este ano o Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada (CNCE 2013) àquelas paragens.

As negociações para a realização deste campeonato unificado (em todas as categorias), que pela primeira vez vai ser disputado em quatro dos municipios do Kwanza-Norte, Cazengo, Lucala, Golungo Alto e Samba Caju, em 347 quilómetros divididos em quatro etapas, decorrem a um bom ritmo, com o aval definitivo das autoridades governamentais lideradas, pelo governador Henrique André Junior e Justiniano Araújo, pela FACI e devem encerrar ao longo desta semana. hoje, as duas personalidades têm conversações pela terceira vez para fechar o caderno de encargos.

Até agora, a organização efectuou três visitas de trabalho à província, mantendo igual número de encontros com as comissões locais indicadas, a última das quais na passada terça-feira, com resultados bastante animadores, desde a mobilização dos responsaveis reitores do desporto local, empresariado, incluindo as estruturas de apoio que garantem a segurança das vias e dos participantes, ou seja, assistência hospitalar e nas vias rodoviárias, particularmente ao longo dos circuitos internos da cidade de Ndalatando, que alberga as últimas provas.

Para acompanhamento dos trabalhos preparativos, nesta fase da organização do CNCE 2013, o governador do Kwanza-Norte, Henrique Júnior,  delegou o vice-governador José Alberto Quipungo, que tem estado sempre acompanhado do seu chefe de gabinete, Miguel João Vunge,  e o chefe do departamento dos Desportos, Miguel Alves Clemente, em representação do director provincial da Juventude e Desportos.

Do lado da FACI, além do vice-presidente desportivo, a delegação envolve os vice-presidentes administrativo, Gilcrist Adolfo, para a cooperação e marketing, João Francisco, e o presidente do Conselho Técnico Desportivo, José Mucanza.


NOVIDADE
Campeão Nacional Absoluto de estrada


A prova deste ano de ciclismo de estrada tem como novidade o regresso de um Campeão Nacional absoluto (de velocidade e resistência) apurado entre os melhores ciclistas. A direcção da FACI realça que está na base da escolha da província do Kwanza-Norte para a disputa do Campeonato Nacional de Ciclismo “as excelentes condições naturais e a qualidade das estradas existentes na região (…)”, de acordo com o dossier entregue aos governantes locais.

A estes requisitos junta-se a necessidade das autoridades do Kwanza-Norte concederem apoio institucional indispensável para a organização de uma prova desta envergadura, cuja participação se estima em 160 participantes, entre ciclistas, dirigentes e membros da FACI, em representação das províncias do Bengo, Benguela, Cabinda, Cunene, Huíla, Huambo, Kwanza-Norte, Kwanza-Sul, Luanda, Lunda-Norte e Uíge.

Em termos de alojamentos para os participantes foi assegurado o Instituto Agrário do Kwanza-Norte (IMA), como um espaço com excelentes condições para albergar os ciclistas, devendo-se igualmente utilizar o refeitório para satisfazer a demanda alimentar, de acordo com a organização do Campeonato.

“O director do Instituto Médio Agrário do Kwanza-Norte, Luis Manuel Barradas, que também está integrado nas Comissões locais de trabalho para a organizaçção do CNCE 2013, além de assegurar-nos 30 lugares numa das instalações que albergam igualmente estudantes em regime de internato naquela instituição, concedeu-nos uma das casas protocolares e espaços onde ficam as tendas de auxílio à comodidade dos participantes, o que nos garante que estes Campeonatos têm as condições necessárias em termos de alojamento e alimentação”, conclui o vice- presidente desportivo Justiniano Araújo.


AS ETAPAS
Ciclistas vão pedalar na prova
mais de trezentos quilómetros


As competições do CNCE 2013 compreendem os contra-relógios individuais das categorias de Cadetes/Juvenis (15 km) e Juniores/seniores (29 km), um contra-relógio por equipas (63 km), outra prova em linha com 60 km para Cadetes/Juvenis e outra de 160 km Juniores/seniores e os circuitos fechados de consagração de 30 e 50 km, respectivamente, para os escalões de formação e os mais graúdos, entre os dias 27 e 30 deste mês.
Da revista efectuada pelas equipa da FACI aos troços, foram confirmadas as distâncias e a qualidade das estrradas dos contra-relógios individuais, a serem disputados no dia 27, com partida no Instituto Agrário (IMA), em direcção ao município do Golungo Alto e chegadas  onde forem assinaladas as metas, em todas as categorias.

O contra-relógio por equipas do dia 28 é disputado no troço Lucala-Samba Caju.  A prova em linha de 60 km, para cadetes/juvenis, começa no Golungo Alto e termina em Ndalatando, enquanto a prova rainha de 160 km parte da capital da província, passa por Lucala, Golungo Alto e volta a Ndalatando, para terminar quase em simultâneo com a etapa dos escalões de formação.

Os campeonatos de Ciclismo de Estrada de 2013 encerram com um circuito fechado de 50 e 30 km, respectivamente, para as duplas categorias sénior/júnior e cadetes/juvenis, nas principais artérias da cidade de Ndalatando.


PARTICIPANTES
Campeão Igor Silva é o “chefe
de fila” do Benfica de Luanda


Como referimos, a organização aguarda com bastante expectativa que estes Campeonatos tenham uma participação na ordem dos 160 participante e com um pelotão efectivo de 60 ciclistas nas estradas do Kwanza-Norte.

O grosso dos participantes é proveniente de Luanda, representado pelo Benfica da capital, com três Cadetes/Juvenis e seis ciclistas seniores/juniores, entre os quais o bi-campeão nacional em título, o benguelense Igor Silva, a escola David Ricardo (com cinco Cadetes/Juvenis e seis Juniores/Seniores), Santos Futebol Clube (3/6), Núcleo do Rangel (4/3), Núcleo do Cazenga (3/3) e Kilamba Kiaxe (3/3).

O Kwanza-Norte apresenta-se com três equipas em representação do Dondo, IMA e Hotel Miradouro, Benguela com três cadetes/juvenis e seis juniores/seniores, Cabinda (2/4), Huíla (2/4), Huambo (2/4), Lunda-Norte (2/4) e Uíge (2/4). Cada uma dessas equipas tem na sua delegação três dirigentes. As participações das províncias do Bengo (2/4), Cunene (2/4) e Kwanza-Sul (2/4) estão em dúvida.