Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Lakers perdem com os Clippers

23 de Dezembro, 2011

Lakers perdeu mais uma vez com, os Clippers

Fotografia: AFP

O Los Angeles Lakers perdeu mais uma vez com o “parente pobre” da cidade, os Clippers, por 108 a 103, na segunda partida da pré-época da NBA, sem Kobe Bryant.

Após a tranquila vitória de segunda-feira, os Clippers entraram no Staples Center dispostos a ganhar vantagem no confronto, mas foram os Lakers que se adiantaram no marcador e o primeiro tempo terminou em 56 a 53 para o “parente rico” de Los Angeles.
O equilíbrio foi interrompido no terceiro período, quando os Clippers, com uma actuação arrasadora, conseguioram dez pontos de vantagem. Restou aos Lakers a tarefa de correrem atrás do resultado. Liderada pelo poste Andrew Bynum, a equipa reduziu a distância, mas não foi além disso.

O grande destaque dos Clippers foi o extremo Blake Griffin, que marcou 30 pontos e fez sete assistências. A estrela da equipa foi muito bem assessorada pelo base Mo Williams, com 16 pontos, e pelo extremo Caron Butler, com a mesma marca.
O recém-contratado base Chris Paul foi mais discreto que na primeira partida quer fez, com sete pontos e dez assistências.

Nos Lakers, Bynum chegou ao double-double de 26 pontos e 11 ressaltos. A marca quase foi alcançada pelo extremo-poste espanhol Pau Gasol, com 13 pontos e nove ressaltos. Além dos dois, o base Steve Blake também esteve bem e contribuiu com 20 pontos.
As duas equipas estreiam-se na época regular no domingo. Os Lakers defrontam o Chicago Bulls e os Clippers, o Golden State Warriors.

Kobe Bryant sofre lesão

O extremo base sofreu, na segunda-feira, quando as duas equipas se defrontaram pela primeira vez, uma ruptura nos ligamentos do pulso. Kobe Bryant não é operado, mas não deve jogar nos primeiros jogos da época regular, que começa no domingo. O extremo base está a ser acompanhado pelos médicos dos Lakers.

O atleta sofreu a lesão no terceiro período da primeira partida entre as duas equipas de Los Angeles, cujo resultado foi de 114-95 favorável aos Clippers, ao cair após ter um lançamento interceptado pelo poste DeAndre Jordan. Bryant foi examinado pelo médico Robert Klapper, um cirurgião ortopédico do Cedars-Sinai Medical Center, que descartou a hipótese de uma cirurgia. “Se o ligamento estiver completamente solto, pode levar um mês a regressar voltar à competição, mas se forem, como parece, hematomas nos ligamentos e no osso, é uma lesão menor”, avaliou Klapper.


Derrick
renova com Chicago Bulls

O base Derrick Rose renovou o contrato com os Chicago Bulls por mais cinco anos, a três dias do início da época 2011/2012 da NBA. Rose, com 23 anos, já é uma das maiores estrelas da NBA, tendo sido eleito o jogador mais valioso (MVP) de 2011, galardão que só outro jogador dos Bulls, Michael Jordan, conquistou.

Na última época, o mais jovem MVP de sempre da NBA registou as médias de 25 pontos e 7,7 assistências, números muito semelhantes às médias totais desde que foi “resgatado” pelos Bulls no “draft” de 2008 (20,9 pontos e 6,7 assistências). “Estamos extremamente satisfeitos com esta renovação.

Além de ser um bom jogador, Derrick Rose tem grande carácter e capacidade de liderança”, declarou o director-geral da formação de Chicago, Gar Formans. Na época passada, Rose, cujos pormenores da renovação não foram revelados, foi dos grande pilares da boa época dos Bulls, somente travados pelos Miami Heat (vice-campeões) na final da Conferência Este, o que não sucedia há 13 anos.


Barcelona
garante a liderança

O Barcelona superou o Galatasaray Medical Park, da Turquia, por 79-50, e consolidou a liderança na fase inicial da Euroliga - 2011/2012.  A vitória colocou a equipa espanhola, ao fim de dez jornadas, em primeiro lugar no Grupo D, com nove vitórias e uma derrota. A jogar diante do adeptos, o Barcelona dominou o jogo por completo e conseguiu impor-se facilmente diante dos turcos.

O primeiro tempo terminou com 51-30 a favor dos catalães, o que deu transquilidade à equipa para conseguir marcar os pontos necessários e vencer o duelo com facilidade. “Marcámos bem as melhores opções ofensivas da equipa turca e com isso conseguimos vantagem e controlamos bem a partida”, disse Marcelinho, que apontou nove pontos e ganhou dois ressaltos e três assistências. Huertas, mesmo com uma boa actuação, não esteve entre os cestinhas da partida. Ndong, com 16 pontos, e Lorbek, com 13, foram os melhores marcadores do Barcelona e Ozer, com 11, liderou a pontuação do Galatasaray.