Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Mark Webber o :pole no Grande Prmio do Mnaco

16 de Maio, 2010

O piloto australiano Mark Webber da Red Bull

Fotografia: AFP

O piloto australiano Mark Webber da Red Bull assegurou, este sábado, a "pole position" no Grande Prémio do Mónaco. Fernando Alonso, da Ferrari, falhou a qualificação devido a um acidente e vai partir da última posição. Mark Webber (Red Bull) conquistou a “polé” em Mónaco, sexta etapa da temporada de Fórmula 1, ao fazer a volta mais rápida no treino de classificação deste sábado. O piloto da Red Bull conquistou a terceira pole position da temporada depois de ter partida da última posição no GP de Espanha.

Robert Kubica, piloto polaco da Renault, foi o segundo mais rápido nos treinos de qualificação com um tempo de 1:14.120. Kubica ficou em segundo nos treinos oficiais, gastando mais três décimos de segundo que Webber, que há uma semana, em Espanha, juntou a "pole position" à vitória na corrida. O alemão Sebastian Vettel, companheiro de equipa de Webber, ficou em terceiro lugar nos treinos de qualificação ao fazer um tempo de 1:14.227.

O pilloto da Ferrari, Felipe Massa, assegurou o quarto lugar na grelha de partida enquanto o seu companheiro de equipa, Fernando Alonso, parte do último lugar da grelha de partida depois de ter falhado o treino de qualificação devido a um acidente. O espanhol terá de partir da última fila, por não ter conseguido participar na sessão oficial, em virtude de ter danificado o monolugar durante os treinos livres de manhã.

O parceiro de Webber na Red Bul, o alemão Sebastian Vettel, e o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, fecham a segunda linha de partida para a clássica prova monegasca. A terceira linha será formada pelo britânico Lewis Hamilton (McLaren) e o alemão Nico Rosberg (Mercedes), que mais uma vez ficou à frente do companheiro de equipa, o compatriota e hexacampeão mundial Michael Schumacher (7º). O brasileiro Rubens Barrichello (Williams) conseguiu o nono melhor tempo no treino de qualificação. Já Lucas Di Grassi (Virgin) e Bruno Senna (Hispania) vão formar a 11ª fila da grelha de partida.

Grelha de partida
1. Mark Webber (Austrália/Red Bull-Renault), 1.13,826
2. Robert Kubica (Polónia/Renault), 1.14,120
3. Sebastian Vettel (Alemanha/Red Bull-Renault), 1.14,227
4. Felipe Massa (Brasil/Ferrari), 1.14,283
5. Lewis Hamilton (Reino Unido/McLaren-Mercedes), 1.14,432
6. Nico Rosberg (Alemanha/Mercedes GP), 1.14,544
7. Michael Schumacher(Alemanha/Mercedes GP), 1.14,590
8. Jenson Button (Reino Unido/McLaren-Mercedes), 1.14,637
9. Rubens Barrichello (Brasil/Williams-Cosworth), 1.14,901
10. Vitantonio Liuzzi (Itália/Force India-Mercedes), 1.15,170
11. Nico  Hulkenberg (Alemanha/Williams-Cosworth), 1.15,317
12. Adrian Sutil (Alemanha/Force India-Mercedes), 1.15,318
13. Sébastien Buemi (Alemanha/Toro Rosso-Ferrari), 1.15,413
14. Vitaly Petrov (Rússia/Renault), 1.15,576
15. Pedro de la Rosa (Espanha/Sauber-Ferrari), 1.15,692
16. Kamui Kobayashi (Japão/Sauber-Ferrari), 1.15,992
17. Jaime Alguersuari (Espanha/Toro Rosso-Ferrari), 1.16,176
18. Heikki Kovalainen (Finlândia/Lotus-Cosworth), 1.17,094
19. Jarno Trulli (Itália/Lotus-Cosworth), 1.17,134
20. Timo Glock (Alemanha/Virgin-Cosworth), 1.17,377
21. Lucas di Grassi (Brasil/Virgin-Cosworth), 1.17,864
22. Bruno Senna (Brasil/HRT-Cosworth), 1.18,509
23. Karun Chandhok (Índia/HRT-Cosworth), 1.19,559
24. Fernando Alonso (Espanha/Ferrari), sem tempo 

Australiano exalto trabalho

O australiano Mark Webber não conteve a alegria e comemorou bastante a "pole position" do Grande Prémio do Mônaco, conquistada neste sábado. O piloto da Red Bull, que larga na primeira posição pela terceira vez na temporada 2010 da Fórmula 1, exaltou o trabalho da equipa, dona de todas as seis "pole positions" até o momento. "Ter a  "pole-positions" em todas as corridas é muito bom para nós e para a equipa. É um grande resultado e temos que aproveitar amanhã (hoje)", disse Webber, que já havia largado na primeira posição no Grande Prêmio da Malásia e da Espanha.

"O carro estava uma beleza, o pessoal trabalhou incrivelmente bem e  duro", afirmou. O companheiro do australiano na equipa Red Bull, o alemão Sebastian Vettel, também teve um bom desempenho neste sábado e confirmou o terceiro lugar no "grid" de largada.
Vencedor da última etapa da Fórmula 1, na Espanha, quando também largou na primeira colocação, Webber demonstrou muito optimismo para a corrida deste domingo em Mônaco, onde, tradicionalmente, ocorrem poucas ultrapassagens. "Vou acordar feliz amanhã (hoje). É uma corrida longa e eu sei disso. Estou optimista. Posso ter uma corrida limpa e fazer o melhor trabalho possível”, disse o australiano.  

Jason Button poderia ter
substituído Mark Webber 

O piloto inglês Jason Button poderia ter o substituído o australiano Mark Webber na Red Bull, segundo o jornal britânico "Telegraph Sport".  De acordo com a publicação, Button chegou a estar em negociações com a Red Bull para ocupar a vaga de Webber, na metade da última temporada da Fórmula 1. Na ocasião, Button tinha contrato de apenas um ano com a Brawn GP e com possibilidade de renovação, mas preferiu acertar com a McLaren.

Já o chefe da Red Bull, Christian Horner, afirmou que chegou a receber uma oferta de Button, que pretendia pilotar um de seus carros em 2010, mas diz-se feliz com os dois pilotos da equipa (Vettel e Webber). Na temporada de 2009, Button venceu cinco das seis primeiras corridas e assumiu de imediato a liderança da Fórmula 1, conquistando o título no final do ano. O britânico teria exigido cerca de 3 milhões de libras para renovar com a Brawn, o que não foi aceite, ocasionando sua saída da equipa.

Hamilton diz que pode
vencer hoje no Mónaco

O inglês Lewis hamilton mostrou-se ansioso e confiante para o GP de Mónaco. O piloto da Mc Laren contou ao diário inglês "The Sun" que aprecia muito em corrida, em particular e que para vencê-la é preciso dar tudo. Apesar de ser o sexto colocado na classificação, 21 pontos atrás do seu compatriota Jenson Button, Hamilton afirmou que o seu carro está anos luz melhor em relação ao da última temporada e que o desempenho nas primeiras corridas do ano não interferem nessa corrida tão única.

Hamilton, que já venceu o GP em 2008, destacou a atmosfera especial que cerca esta prova e que não há como alguém entender a importância dessa corrida sem nunca tê-la disputado. Para ele, em Mónaco é preciso andar sempre no limite, concentrado, pois, com qualquer descuido o piloto pode ir parar nos muros. Button, líder da classificação e actual campeão, seguiu a mesma linha e brincou que uma boa volta em Mónaco emociona ao ponto de derramar uma lágrima. 

Alonso parte em último
mas sonha com pontos

O espanhol Fernando Alonso iniciará o Grande Prémio de Mónaco dos boxes neste domingo, mas optimista de que poderá terminar entre os primeiros colocados. Apesar de a corrida em Monte Carlo ser marcada por poucas ultrapassagens, o piloto da Ferrari lembrou um feito do alemão Michael Schumacher em 2006. Alonso bateu com a sua Ferrari durante o treino livre deste sábado, quebrando as suspensões dianteira e traseira. Como os mecânicos da escuderia não conseguiriam arrumar o veículo do espanhol a tempo do treino classificativo, o bicampeão terá que largar dos boxes, ao final do "grid" de partida.

Em entrevista ao site Autosport, Alonso reconheceu que terá uma missão difícil no Principado do Mónaco, mas disse que tem como objectivo conquistar alguns pontos. Para mostar optimismo, o piloto espamhol lembrou que, há quatro anos, Schumacher iniciou a prova no final do “grid” e terminou no quinto posto. Entretanto, o vice-líder da temporada 2010 da F1 reconheceu que imprevistos como a sua batida em Monte Carlo podem acontecer e admitiu que torcerá para um bom desempenho do seu parceiro de equipa, o brasileiro Felipe Massa.

Melhor
sábado de Kubica

O polaco Robert Kubica teve o seu melhor sábado na temporada 2010: depois de liderar o último treino livre para o Grande Prémio do Mónaco, o piloto da Renault conquistou o seu melhor "grid" da temporada . Kubica fez 1min14s120 e ficou atrás apenas do australiano Mark Webber, da Red Bull, que cravou 1min13s8216. Antes de firmar presença na primeira fila de Monte Carlo, Kubica teve como melhor “grid” em 2010 o sexto lugar no GP da Malásia, em Sepang. 

Button aconselha Massa
a olhar para o retrovisor 

O inglês Jenson Button atribuiu à má escolha de pneus o seu resultado decepcionante no treino classificativo deste sábado para o Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1, mas reclamou de uma manobra do brasileiro Felipe Massa. Líder da temporada, o piloto da McLaren ficou apenas na oitava colocação e teve uma das suas voltas rápidas atrapalhadas após levar uma fechada do brasileiro da Ferrari no Q3. 

Em entrevista ao jornal "Autospor", Button disse não ter entendido a atitude de Massa e lembrou que haviam apenas dez pilotos na pista - logo, deveria ser mais fácil para que o caminho fosse deixado livre. O inglês admitiu ter ficado chateado e sugeriu que Massa não teria olhado o espelho retrovisor. Button, entretanto, não esteve bem durante toda a sessão de treinos classificativos. Na parte final da actividade, ele foi mais rápido apenas que Rubens Barrichello, da Williams, e Vitantonio Liuzzi, da Force India.

"O carro estava bom no Q1 com os penus mais duros, mas não os usamos no Q3. Acho que seria uma opção melhor. Fomos com os pneus macios, como todo mundo, e eu lutei com eles. Não gostei", resumiu o piloto, actual campeão do mundo de Fórmula 1. Ao comentar o desempenho do seu companheiro de equipa, Button mostrou-se decepcionado por ter ficado para trás, mas ressaltou que Hamilton também não deve estar satisfeito com a quinta posição obtida. "Não acho que Lewis esteja particularmente feliz. Ele é quinto, eu sou oitavo, claro que há uma boa diferença, mas mesmo assim é um pouco frustrante".