Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Mark Webber parte frente no Grande Prmio da Malsia

04 de Abril, 2010

Webber corre em primeiro lugar no Grande Prmio da Malsia

Fotografia: AFP

A chuva trouxe um pouco mais de emoção para a Fórmula-1 no GP da Austrália e repetiu a proesa no treino de classificação para o GP da Malásia. Depois de tirar da corrida à "pole position" Felipe Massa, Fernando Alonso - ambos da Ferrari-, Lewis Hamilton e Jenson Button - da McLaren-, a chuva possibilitou que a Red Bull conquistasse a sua terceira "pole position", desta vez com Mark Webber.

O australiano, com pneus intermediários e o mais rápido no terceiro treino livre, terá ao seu lado o alemão Nico Rosberg, da Mercedes. Sebastian Vettel, o seu companheiro de equipa, ficou com a  terceira posição. A disputa pela "pole position" não foi tranquila. A última parte do treino teve de ser interrompida, quando faltavam pouco mais de sete minutos para o término da sessão, porquanto a chuva aumentou de intensidade e tirou a visibilidade da pista.

A chuva da Malásia, além de dificultar a vida dos pilotos da Ferrari e da McLaren, proporcionou voltas e algumas ultrpassagens Robert Kubica, da Renault. Apesar de a fila de saída das box ter sido formada, o poloco passou à frente de todos. A tática durou pouco já que o treino foi intenrompido. Na volta, os dois carros da Force India, prejudicados pela malandragem de Kubica, posicionaram-se lado a lado para não terem o comando roubado.

Ferraris e McLarens longe dos primeiros lugares

Depois de três treinos com pista seca, a temida chuva da Malásia deu as caras no circuito de Sepang minutos antes de a prova de classificação para a corrida de hoje começar. E o que se viu foi um festival de voltas e mudança de tudo o que foi visto nos treinos livres. Lewis Hamilton, o mais rápido de sexta-feira e o segundo melhor no treino livre de sábado, girou no circuito, viu a pista ficar mais molhada e só conseguiu o 20º tempo.

Quem também vai largar atrás na grelha de partida é Fernando Alonso, quarto melhor no início da madrugada de sábado, e Felipe Massa. Os dois pilotos da Ferrari também demoraram para entrar na pista, não conseguiram se manter na pista e largam em 19º e 21º, respectivamente. Jenson Button também está fora da luta ela "pole position". O atual campeão da categoria fazia o 17º melhor tempo quando ficou preso na caixa de brita.

Massa divide
culpa com a equipa

Felipe Massa terá de se desdobrar para tentar continuar na senda de pódios na Fórmula-1. O piloto brasileiro ficou prejudicado pela chuva que caiu no início do treino de classificação para o GP da Malásia e terá de largar do fundo de grelha. Massa, Lewis Hamilton, Jenson Button e o seu companheiro de Ferrari, Fernando Alonso demoraram a entrar na pista, a chuva piorou e todos sairam prejudicados.  "Todos erraram. Choveu antes da prova de classificação. A chuva caia com muita força, depois parou e achamos que era a hora de sair. Mas daí choveu forte de novo. Hoje, todos pensaram da mesma forma", disse Felipe Massa, dividindo o erro com a equipa.

Troca de lugares

A pista molhada em Sepang provocou uma série de trocas de liderança durante a segunda parte do treino classificativo para o Grande Prémio da Malásia. Porém, a liderança ficou com Sebastian Vettel, da Red Bull. Rubens Barrichello, que chegou a liderar, ficou em nono lugar e ainda luta pela "pole-position". Michael Schumacher, por sua vez, também ficou no limite e classificou-se em décimo lugar.

Depois de ficar com o carro enterrado na brita, depois de uma volta ainda na primeira corrida, Jenson Button sequer foi à pista e será o 17º posicionado na grelha. Foram eliminados também Timo Glock, Heikki Kovalainen, Jaime Alguersuari, Sebastien Buemi, Pedro de la Rosa e Vitaly Petrov.

                                                                        Grelha de partida


Pos         Pos                             Piloto                          Construtora                    Parte 1                   Parte 2       Parte 3                 Gird

 1           1                 Mark Webber            Red Bull-Renault           1:51.886           1:48.210     1:49.327              1    
 2           2                 Nico Rosberg             Mercedes                     1:52.560           1:47.417     1:50.673              2           
 3           3                 Sebastian Vettel        Red Bull-Renault           1:48.945           1:46.828     1:50.789              3     
 4           4                 Adrian Sutil               Force India-Mercedes     1:49.479           1:46.828     1:50.914              4
 5           5                 Nico Hülkenberg        Williams-Cosworth          1:49.664            1:47.085     1:51.001             5             
 6           6                 Robert Kubica            Renault                        1:46.283            1:47.346     1:51.051             6 
 7           7                 Rubens Barrichello     Williams-Cosworth          1:50.301            1:46.951     1:51.511             7            
 8           8                 Michael Schumacher   Mercedes                      1:52.239            1:48.371     1:51.717             8
 9           9                 Kamui Kobayashi       BMW Sauber-Ferrari        1:48.467            1:47.792     1:51.767             9
10         10                Vitantonio Liuzzi         Force India-Mercedes     1:49.922            1:48.238      1:52.254             10 
11         11                Vitaly Petrov               Renault                        1:47.952            1:48.760                               11             
12         12                Pedro de la Rosa        BMW Sauber-Ferrari        1:47.153           1:48.771                                12
13         13                Sébastien Buemi        Toro Rosso-Ferrari          1:48.945            1:49.207                                13
14         14                Jaime Alguersuari       Toro Rosso-Ferrari          1:48.655           1:49.464                                 14  
15         15                Heikki Kovalainen       Lotus-Cosworth              1:52.875            1:52.270                                 15
16         16                Timo Glock                Virgin-Cosworth              1:52.398            1:52.520                                 16   
17         17                Jenson Button            McLaren-Mercedes          1:52.211           Sem tempo                              17      
18         18                Jarno Trulli                 Lotus-Cosworth              1:52.884                                                         18
19         19                Fernando Alonso         Ferrari                          1:53.044                                                          19
20         20                Lewis Hamilton            McLaren-Mercedes         1:53.050                                                          20
21         21                Felipe Massa               Ferrari                          1:53.283                                                          21            
22         22                Karun Chandhok          HRT-Cosworth               1:56.299                                                           22             
23         23                Bruno Senna                HRT-Cosworth               1:57.269                                                          23         
24         24                Lucas Di Grassi             Virgin-Cosworth             1:59.977                                                          24

 "Vou correr com o coração"

Lewis Hamilton foi um dos pilotos favoritos que erraram na estratégia e vão largar nos últimos lugares no Grande Prémio da Malásia de hoje. O piloto da McLaren será o 20º lugar na grelha de partida. "Acho que começamos um pouco tarde, mas fomos à pista quase ao mesmo tempo de outras equipas do topo, mas tivemos falta de sorte. Fomos os mais rápidos no fim-de-semana e foi a minha sorte, mas o que posso fazer? Amanhã vou correr com o coração outra vez", prometeu o inglês.

O piloto simplesmente optou por ir um pouco mais tarde à pista e não deu tempo para fazer uma volta competitiva. "No momento em que deixei os boxes, não conseguia sentir nada, estava muito, muito liso. Estava fácil sair da pista. Saí na primeira volta, mas fiz o melhor trabalho que pude diante dessas circunstâncias. Foi um dia daqueles... Tem sido um bom fim-de-semana, mas não esperávamos por mais chuva. Hoje farei o meu melhor", disse.

"Muitas coisas irão acontecer"

Um erro de previsão, e o 19º lugar para Fernando Alonso no grelha de partida do Grande Prémio da Malásia. O piloto da Ferrari errou de estratégia no treino de classificação. "Tínhamos a previsão de que não choveria e esperamos alguns minutos para sair, pensando que a pista seca iria melhorar. Começou a chover e ninguém conseguiu melhorar os tempos e nós ficamos fora", explicou o espanhol.

O piloto ainda se conformou pelo facto de a corrida ser apenas hoje. "Felizmente, a corrida é hoje e muitas coisas irão acontecer. No horário marcado para a corrida sempre chove aqui e a mesma terá muitas variáveis. Precisamos de fazer tudo para recuperar muitas posições", disse.

A terceira corrida da temporada

O Grande Prémio da Malásia de 2010 será a terceira corrida da temporada de 2010 da Fórmula-1 e ocorrerá no Circuito Internacional de Sepang, Malásia, hoje. Os pilotos da Ferrari, Fernando Alonso (com 37 pontos) e Felipe Massa (com 33 pontos) lideram o mundial de pilotos com o campeão mundial Jenson Button em terceiro (com 31 pontos) com a sua McLaren.

Dentre os competidores aptos a correr na Malásia estão três campeões do circuito: Michael Schumacher, Fernando Alonso e Jenson Button. Ainda sob os eflúvios da corrida australiana, o espanhol Fernando Alonso rechaçou as críticas de Michael Schumacuer segundo as quais os pilotos da Ferrari obstruiu uma das voltas rápidas do alemão durante o treino oficial em Albert Park.

Para o actual líder do campeonato, os reclames do hepta-campeão mundial deveriam ser dirigidos aos comissários da FIA e não aos jornalistas, o que para Alonso denotava a intenção do seu rival em não esclarecer o incidente e sim em encenar uma "pantomima" para a imprensa. Recordista de vitórias na prova malaia, Schumacher deu o título de construtores para a Ferrari ao triunfar em 2000 e não satisfeito subiu ao topo do pódio novamente em 2001 e 2004, mantendo ainda a insígnia de ter pontuado em todas as provas que disputou em Sepang.

Para Fernando Alonso, a pista serviu como local do seu primeiro pódio em 2003 e de vitórias em 2005, ano do seu primeiro título mundial, e em 2007 quando fez a dobradinha com Hamilton na McLaren. A pista de Sepang foi o palco do primeiro ponto na carreira de Felipe Massa nos seus tempos de Sauber.