Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Milagre: uma pedra em lapidação

09 de Dezembro, 2009

Milagre Francisco João ou simplesmente "Milagre",

Fotografia: Jornal dos Desportos

Milagre Francisco João ou simplesmente "Milagre", um talento que se desponta na equipa de iniciados do Rodoviário de Luanda. Começou a jogar futebol aos cinco anos de idade, na famosa zona do Antonov, ao bairro do Cazenga.
Segundo filho de um grupo de seis, do casal Milagre João Francisco e Anita Manuel, “Milagre” foi incentivado a praticar futebol por um vizinho que tinha uma equipa infantil de futebol no bairro que lhe viu nascer, isto no ano de 2000.
“Nós tínhamos um vizinho que tinha formado uma equipa de futebol infantil lá no nosso bairro. Em 2000, o mesmo vizinho chamado Simão viu-me a jogar e gostou das minhas habilidades. Convidou-me então a integrar a equipa que ele orientava”.
Em função dessas mesmas habilidades e também da disciplina que lhe caracterizam, que o pequeno “Milagre”, com apenas 14 anos de idade, ostenta já o braçal de capitão da equipa do Rodoviário de Luanda, onde actua na posição de médio-central.
Aliás, fala-se mesmo em cobiça por parte das grandes equipas de Luanda sobre este petiz, como deu a saber um dos dirigentes desse grémio desportivo, mas, infelizmente ainda é cedo fazer-se essa cedência, porque não têm sido cumpridos na íntegra as cláusulas dos contratos de formação.
“Temos recebido vários convites das equipas grandes do nosso futebol luandense como são os casos do 1º de Agosto, Petro e Interclube. Aliás, uma dessas equipas já tinha levado um dos nossos jogadores, mas até agora não conseguiu honrar o contrato-promessa de formação”, afirmou o dirigente do Rodoviário.

Por dentro

Nome: Milagre João Francisco
Filiação: Milagre João
Francisco e Anita
Manuel Francisco
Naturalidade: Cazenga/Luanda
Data de nascimento: 14/10/1995
Peso: 38 kg
Clube: Rodoviário de Luanda
Altura: 1,56 m
Posição: Médio-central
Música: Kizomba
Bebida: Sumo
Filmes: Acção
Prato preferido:
Caldeirada de cabrito
Cor: Azul
Sonho: Ser médico

"Medicina constitui o
grande sonho do jogador"

Estudante da sexta classe no Colégio Sambo, “Milagre” sonha com um futuro de salvar vidas. O seu maior objectivo é doutorar-se em medicina, porque considera essa profissão a sua grande paixão.
“Além do futebol, na minha vida gosto muito da medicina. É uma das ciências que me fascina muito. Gosto muito de tratar da saúde dos outros, por isso espero formar-me futuramente nesse ramo do saber, que é extremamente importante para mim”.
Treinador reconhece grandes dotes  no seu pupilo
“É um talento em lapidação. Tem um futuro promissor e brilhante no futebol. Fomos alertados por alguém que lhe viu jogar que ele é um craque e nós fomos buscá-lo”. Assim começou por dizer Nicolau Viegas “Varga”, treinador dos iniciados da equipa do Rodoviário.
Nicolau Viegas “Varga” avançou ainda que constitui objecto social do Rodoviário, a integração da rapaziada em actividades socialmente úteis, razão pela qual se deu oportunidade a este menino que, por sinal, está a dar-se muito bem.
“Haviam nos dito que ele já fazia parte dos grupos de parte garrafas nas ruas. E como um dos objectos sociais do Rodoviário é tirar os petizes dessa vida, e integrá-los em actividades socialmente úteis, achamos por bem integrá-lo na nossa equipa, onde já é notável o seu talento. Aliás, fruto disso, ele já faz a dupla categoria, jogando nos iniciados e nos juvenis”.