Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Nhemba clama por recintos

Sérgio V. Diase José Chaves-Nhemba - 29 de Abril, 2014

Sede do Nhemba quer mais por infra-estruturas para impulsionar a prática do desporto entre a juventude daquela parcela do território

Fotografia: Jornal dos Desportos

A embala do Nhemba, localizada na comuna de Calussinga, no município do Andulo, no Bié, ganhou recentemente  infra-estruturas sociais inauguradas pelo governador Álvaro Manuel de Boavida Neto, no âmbito do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza (PMIDRCP). Apesar da aposta do governo na melhoria de infra-estruturas  a nível do sector desportivo o quadro é ainda sombrio.

Por essa razão, os jovens do Nhemba clamam por recintos que possam impulsionar a prática do desporto naquela circunscrição do Bié. A tarde do dia 21 de Abril tornou-se memorável para os habitantes da embalala do Nhemba, situada a cerca de 50 quilómetros da sede comunal de Calussinga e a 125 da do Andulo, um dos nove municípios do Bié, a inauguração de escolas. Manuel Ngunga, 21 anos, Valentim Guiato, 22 testemunharam o facto, prestaram declarações ao Jornal dos Desportos.

Além de novas infra-estruturas no âmbito do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, a região recebeu a ilustre visita do governador provincial. A razão  dessa situação explica-se pelo facto de o Nhemba ter sido fortemente arrasado pela guerra que assolou o país e a região, em particular, durante quase 30 anos.

«Hoje há uma reviravolta na história da embala do Nhemba», segundo a administradora de Calussinga, Faustina Nbundo Martins, que destaca as acções desenvolvidas pelo Governo do Bié, encabeçado por Álvaro Boavida Neto. Manuel Ngunga frequenta aulas numa das escolas do ensino primário da embala do Nhemba, tem assumido a coordenação de algumas actividades desportivas que ocorrem na circunscrição da comuna de Calussinga, particulramente no que se refere a jogos de futebol de salão em campos «pelados», improvisados para o efeito.

TRUMUNOS
INTERBAIRROS


 Manuel Ngunga, adepto confesso da equipa de futebol do Petro de Luanda, revela que é o impulsionador de vários jogos de futebol salão entre bairros do Nhemba, particularmente os da Palestina, Capalete, Boavista e Efeço, designadamente. Tal como Manuel Ngunga, Valentim Guiato, outro jovem que frequenta o ensino primário numa das escolas improvisadas  de pau-a-pique da embala do Nhemba, realça o facto de esta região de não possuir qualquer recinto para promover a prática do desporto.

Por essa razão, solicitam  as autoridades de Calussinga que intercedam junto da administração do Andulo e do Governo do Bié para a concretização desse anseio que os jovens amantes do desporto muito aspiram. A embala do Nhemba tem uma população estimada em de quatro mil e 600 habitantes e conta com seis aldeias. A localidade situa-se a cerca de 75 quilómetros da sede comunal de Calussinga  faz fronteira com a comuna de Cassumbe, bem  como com as embalas de Demba, Ulimba e da Sandonda.

OPTIMISMO
Desporto escolar pode mudar o quadro actual

Num outro ângulo de abordagem feita pelo  Jornal dos Desportos, a partir da embala do Nhemba, em Calussinga, no Andulo, Manuel Ngunga e Valentim Guaito mostram-se convictos de que a partir das escolas da região pode promover-se a prática do desporto. Manuel Ngunga  promove a organização de alguns jogos de futebol de salão inter-bairros na  circunscrição, realça o facto de ser nas escolas o local onde aparecem jovens que podem ajudar a impulsionar a prática do desporto no Nhemba.

O interlocutor do JD disse que apesar da inexistência de recintos desportivos na localidade, mesmo assim, «com apoio de toda comunidade podia-se» promover alguns jogos de futebol  em campos de terra batida .  No que se refere às modalidades de salão, como o basquetebol, andebol e outras, justifica que a prática «só é possível  em recintos adequados».

A exemplo do que disse Manuel Ngunga, Valentim Guiato sugere que a massificação do desporto na circunscrição de Calussinga pode ser feita a partir das escolas, sobretudo,  na nova  recentemente inaugurada pelo governador Boavida Neto. «Essa escola, por ter um espaço vasto na sua parte trazeia, podia projectar-se um pátio  no seu arredor para a prática das modalidades de salão», justificou o interlocutor do JD.

De resto, enquanto tal não acontece a juventude do Nhemba  sacia o desejo  com algumas actividades esporádicas, sobretudo com jogo de futebol salão em campos de terra batida, improvisados para o efeito. Nesta altura, o Benifica do Andulo conta com infra-estruturas próprias, é o clube de maior referência nestas paranges.
SVD E JC- NHEMBA

Infra-estruturas
Governador  do Bié
aposta na construção

No âmbito do quadro negativo com que se confronta o desporto no Bié em termos de infra-estruturas, em finais de 2013, o governador provincial  Boavida Neto deixou no ar a promessa  da construção de novos recintos para relançar a actividade do sector. Nessa esteira, Anastácio Severino Sambowe, director da Juventude e Desportos do Bié, assegurou que o Governo da Província vai apostar na reabilitação física das infra-estruturas desportivas existentes nos municípios da região.

Nesse momento a atenção está voltada para a recuperação em curso das sedes dos clubes, Benfica do Chinguar e do Desportivo da Nharea.
A implementação dos centros desportivos comunitários é um projecto que tem o respaldo do Ministério da Juventude e Desportos (MINJUD), que  também consta da prioridade do elenco dirgido por Boavida Neto.
SVD E JC, NO NHEMBA

ESTÍMULO
Boavida Neto
oferece bolas

Como forma de estimular a prática do futebol, o governador Álvaro Manuel de Boavida Neto ofereceu algumas bolas à juventude da embala do Nhemba, um gesto que mereceu aplausos quer do administrador do Andulo, Moisés Américo Cachipaco, quer da administradora de Calussinga, Faustina Nbundo Martins.

O gesto do governante foi também  ovacionado pela juventude do Nhemba, durante o acto massas que este dirigiu na localidade. De acordo com Manuel Ngunga que tem promovido alguns jogos, a oferta feita pelo  mais alto mandatário da província vem em boa hora, porquanto permite suprir alguma escassez que se verifica nessa vertente.

Manuel Ngunga  solicitou às autoridades do Andulo e de Calussinga, particularmente, que trabalhem no sentido da  massificação  do desporto no Nhemba, prestando apoios em termos de material para a sua efectivação. Enquanto tal não acontece, a juventude desta embala da comuna de Calussinga continua a deleitar-se  com a prática de futebol de salão em campos «pelados» improvisados.