Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

O arquitecto Maia

Rosa Napoleão - 07 de Outubro, 2017

O Mauro começou a praticar com seriedade aos 10 anos de idade no Petro de Luanda.

Fotografia: Santos Pedro

Movido pelos espíritos dos deuses dos Maia, Mauro Mucuta Simão exibe a mesma sagacidade. A dedicação, empenho e a inovação fazem do garoto de 13 anos de idade uma estrela cintilante na equipa de iniciados do Petro de Luanda. Maia, como é conhecido pelos mais próximos, nasceu para o futebol. Desde o ventre da mãe, sempre chutou. A progenitora não podia aproximar-se de um campo, onde tivessem crianças a jogar futebol. Os movimentos dentro de si alteravam-se imediatamente.
Depois de nascer, a bola foi a melhor amiga. A companheira das brincadeiras. No grupo de amigos de bairro, as partidas de futebol preenchiam as suas tardes. Maia sempre esteve integrado num grupo.
Mauro Mucuta Simão está no Petro de Luanda há quatro anos. Conquistou o seu lugar na equipa de iniciados por mérito próprio. É um jogador \"muito esforçado e interessado em evoluir\". Maia já pensa na selecção nacional e jogar numa equipa da Europa. Não por dinheiro, mas para exibir todo o talento que tem dentro de si.


NOTA DOS PAIS
“Tudo corre bem”


Maia tem como progenitores João Sebastião Simão e Antónia Maria Mucuta. A genes do pai passou para o filho, embora o primeiro não atingisse os píncaros. Os dois são adeptos do bom futebol em casa. Quando descobriu a inclinação do filho, desde a tenra idade, João Sebastião Simão criou as condições para que Maia seguisse o rumo certo. Levou o garoto a um grande clube, depois de muitos anos a brilhar no bairro.
Como surgiu a ideia de abraçar o futebol?
O Mauro entrou para o futebol por iniciativa própria. Creio que, ao ver os amigos a jogar no bairro, começou a criar o gosto pela modalidade. Também pratiquei algum tempo futebol, embora, não  me tenha conseguido firmar.
Com quantos anos começou a praticar?
O Mauro começou a praticar com seriedade aos 10 anos de idade no Petro de Luanda. Inscrevi-o e, desde então, continua a treinar. O rapaz já está no clube tricolor há quatro anos.
Os pais não se opuseram a isso?
De forma alguma, pelo contrário, apoiamos a ideia do nosso filho e temos incentivado a continuar e vamos ver se consegue impor-se. Maia tem muita força de vontade. Sei que Deus o vai ajudar.
Quem apoia o menino em termos de transportes para os treinos?
Agora, que já está mais crescido, vai aos treinos sozinho. Quando era mais pequeno, levava-o. Regressava a casa com os colegas que viviam perto.
Maia consegue conciliar o desporto com os estudos?
Sim, consegue. Graças a Deus, tem boas notas, o que nos deixa tranquilos. No ano passado, tivemos de tirá-lo da escola pública para o Colégio, porque os horários coincidiam com os treinos. Felizmente, está a correr bem.
Como pais, acreditam no potencial desportivo do seu filho?
Sim. É um rapaz que tem vontade e dedica-se nos treinos. Desde que está no Petro de Luanda, só tenho ouvido bons relatos do treinador e dos colegas. Se continuar assim, pode atingir o objectivo.
Há históricos de desportistas na família?
Infelizmente, não temos ninguém que praticou desporto à sério na nossa família. Dei alguns toques na bola, mas não passei de clubes locais.


PERFIL DO ATLETA

Nome:
Mauro Mucuta Simão
Data de nascimento: 15 de Agosto de 2004
Naturalidade: Luanda
Instituição escolar: Colégio Rosângela
Classe:
Modalidade: Futebol                                                
Posição: Médio ofensivo
Clube que gostaria de jogar: Atlético Petróleo de Luanda
Clube Internacional: Barcelona
Ídolo: André Iniesta
Que Angola gostaria de ver daqui a 20 anos? Uma Angola próspera e em paz
Cor preferida: Azul e amarelo
Como passa o fim de semana: Com a família
De que gosta de brincar: Jogar Play Station
O que gosta de ler: A bíblia
Músico preferido: C4 Pedro
Comida: Mufete
Que país gostava de conhecer: Portugal e Espanha
Sonhos: Jogar num clube da Europa


  TREINADOR
O Mauro Simão
é bastante esforçado


António Cavimbe é o treinador responsável pelo aprendizado de Mauro Mucuta Simão na equipa de iniciados do Petro de Luanda. O técnico trabalha com o rapaz há nove meses e enaltece as qualidades do jogador.
\"O Maia, assim o chamamos, começou muito cedo no clube. Entrou na Escolinha e, agora, está no escalão de iniciados. Sempre foi muito inteligente e esforçado em campo. Nos campeonatos provinciais e em diferentes torneios, já marcou vários golos. Conquistou o lugar por ser rápido na leitura das jogadas\", disse.
António Cavimbe fez uma pausa para revelar um percalço vivido na equipa. Com rosto sério, revelou que a equipa tricolor se viu privada de uma das melhores estrelas em formação durante um ano. \"Infelizmente, Mauro Simão havia contraído uma lesão que o obrigou a parar quatro trimestres. Com o esforço do clube e dos pais, Maia recuperou da lesão. Acredito, que vai ter um futuro promissor no futebol, se continuar humilde\", disse.