Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

"O nosso objectivo buscar o 1 lugar"

Joo Francisco - 09 de Março, 2010

Daniel Capindissa da Silva, presidente de direco do Estrela Sport Clube

Fotografia: M.Machangongo

O que significa a divisa "Humildade, Fraternidade e Vitória"?
A humildade é necessário para o êxito de qualquer Associação Desportiva. Fraternidade é o que nos une no Estrela. A vitória é o nosso objectivo.

Quer afigurar-se como a terceira força nos meios escaquísticos nacionais?
Não é só a terceira força, queremos muito mais. O terceiro lugar no último torneio em que participámos e o primeiro do ano 2010 são satisfatórios, mas o nosso objectivo é buscar o 1º lugar. Por exemplo, no torneio ‘19 de Fevereiro 2010’, o Estrela só não conseguiu o primeiro lugar por um erro de logística, que nos custou uma derrota por falta de comparência. A Epal continua a deter a hegemonia, não por muito tempo, até porque, no futuro, o Estrela não ficará satisfeito com o terceiro lugar.

ERICSON E PACAVIRA
ASSINAM PELO CLUBE

Quais são os próximos reforços da equipa para cumprir com os objectivos de quebrar a hegemonia da Epal?
Os próximos reforços já confirmados são o jovem promissor Erickson Soares, ex- Recreativo do Libolo, e Adriano Pacavira que assinaram, na semana passada, a par de Adérito Pedro e Tito Agostinho  serão as mais-valia para suprir as insuficiências nos outros tabuleiros. O primeiro tabuleiro será assegurado pelo Mestre Internacional Adérito Pedro.

Os investimentos efectuados esta época pelo Estrela terão retorno?
O retorno financeiro é difícil. O retorno será apenas em termos de prestígio, com o ganho dos troféus e uma percentagem dos prémios ganhos pelos jogadores (qualquer coisa como 40 por cento ou como reza nos contratos). Em suma, a nossa participação será sempre mais um contributo à melhoria da nossa modalidade. Aqui abrimos um parêntesis para realçar a abertura que tem manifestado o presidente de direcção, Aguinaldo Jaime, em dialogar com os clubes e apoiar materialmente as iniciativas.

Equipa principal de xadrez vai estagiar em Espanha


Que considerações se lhe oferecem fazer sobre o projecto internacional que o Estrela está a preparar para os meses de Julho e Agosto do ano corrente na Europa, concretamente, em Espanha?
Entre os meses de Julho e Agosto, vamos enviar a nossa equipa principal (Adérito Pedro, Erickson Soares, Tito Agostinho, Joaquim Assis, Eliseu Tavares, José Lengue e Adriano Pacavira) vai efectuar um estágio pré-competitivo na Europa, concretamente, no reino de Espanha.

Qual será o objectivo e quanto vai durar o estágio em Espanha?
Vai durar 45 dias e a delegação vai ser chefiada pelo xadrezista João Júlio do Núcleo de Viana, que já esteve no local no ano passado. O objectivo da internacionalização do Estrela será de participar em diversos torneios, principalmente, no prestigiado “Open” de Bilbau, em Barcelona, para que o Mestre Internacional (MI) Adérito Pedro possa ter oportunidade de aumentar o seu ranking internacional. Queremos que o “MI” Adérito Pedro, na qualidade de nosso tabuleiro número um, esteja muito próximo das pontuações dos Grandes Mestres.

E os outros jogadores do clube?
Aos demais jogadores, será dada a oportunidade de entrarem na lista de pontuação Internacional “ELO” da Federação Internacional de Xadrez (FIDE), para os que não têm. O Erickson também poderá aumentar o seu ranking e quem sabe aproximar-se ao de um Mestre Fide e/ou mesmo Mestre Internacional!

A delegação do Estrela vai ser chefiada por um jogador do núcleo de Viana, algum motivo especial ou é mais uma parceria?
O João Júlio é a pessoa ideal para liderar o nosso projecto, até porque já viveu uma experiência igual no ano passado e isso pesou na nossa decisão. E, naturalmente, poderá ser considerada como uma nova forma de estabelecer parcerias entre clubes e pessoas que defendem os mesmos ideias na modalidade.

Outras modalidades em perspectiva

Já deu para perceber que o xadrez será a grande aposta em 2010, mas existem outras modalidades no Estrela?
O Estrela iniciou uma ofensiva de atacar a liderança, entenda-se, competitiva, no xadrez, mas existem outras modalidades no clube. O Futsal é uma delas, o qual definimos como objectivo modesto de ficar a meio da tabela classificativa nas competições em que participamos. Se ficarmos entre o 4º e 7º lugares já ficaremos satisfeitos. Da mesma forma que o xadrez, cujos objectivos estão bem definidos, as outras modalidades vão ter também o seu ano de ensaio. São os casos do golfe, onde temos um jogador com quem estamos a entabular conversações. Trata-se de Carlos Gonzalez. No próximo ano, vamos investir no ciclismo, andebol e futebol feminino.

Quais são os próximospassos do Estrela?
Assalto, no bom sentido, ao futebol feminino e começar a preparar a entrada de outras modalidades.

 Parceria com o GD EPAL
no xadrez é bem vinda


Como está a parceria com a Epal no xadrez?
A Epal pediu-nos a título de empréstimo o Mestre Internacional Adérito Pedro para integrar a equipa das águias que vai disputar, em Abril, o primeiro Campeonato Africano por equipas. Anuímos positivamente. Nos próximos tempos, revelaremos mais pormenores sobre esse acordo que vai trazer benefícios ao xadrez nacional com repercussões no continente africano. Estaremos sempre abertos a esse tipo de parceria para o bem da nossa modalidade.

Que mensagem gostaria transmitir aos agentes desportivos?
Todos somos poucos e devemos contribuir para o engrandecimento do nosso desporto, uma área em que temos muito potencial. Devemos incentivar a criação de parcerias privadas e a criação de associações desportivas amadoras. As autarquias ou Administrações Municipais devem apoiar os projectos dos munícipes interessados na ocupação dos tempos livres da juventude.

"Funcionamos como
Junta Administrativa"


Como estão organizados internamente?
Funcionamos com uma Junta Administrativa encabeçada por um presidente de direcção, figura concentrada na minha pessoa, o secretário-geral, Fernando Nascimento, um director financeiro, Carlos Cristóvão, e os vogais, Elisério Sambo e Leona Capindissa.

Quais são os patrocinadores do Estrela?
Actualmente, o Estrela funciona sem patrocinador, depende unicamente dos apoios proporcionados pela Junta Administrativa, isto é, os cinco membros ou sócios, se assim os podemos considerar, tem dado o seu apoio financeiro pontual aos projectos da instituição.

A instituição tem instalações próprias?
O Estrela ocupa instalações provisórias no Bairro Neves Bendinha. Em Agosto, deste ano, prometemos aos nossos associados termos instalações próprias.

Presidente do Estrela quer criar
Centro de formação Desportiva


Quais são as ambições do presidente do Estrela a nível do associativismo desportivo?
A longo prazo, tenho a intenção de encabeçar um projecto de criação de um Centro de Formação Desportiva, do género do que existe em França, com a denominação de INSEP - Instituto Nacional do Desporto e Estudos profissionais, que funciona na preparação dos desportistas para o mundo profissional.

E como esse Centro vai funcionar em Angola?
Em Angola, não temos uma instituição do género. É uma instituição que poderá funcionar como um laboratório desportivo para preparar os nossos futuros campeões que possam integrar o desporto de rendimento, tanto nos desportos individuais como colectivos.

Aonde poderá funcionar um projecto dessa envergadura?
Deve funcionar ou ser instalado numa província com condições climatéricas vantajosas para o efeito, a exemplo do Huambo, Kuando- Kubango e Moxico. Na primeira província, tenciono pedir ao presidente de direcção da Federação Angolana de Xadrez, Aguinaldo Jaime, que se leve o festival de fim-de-ano de 2010 para aquela circunscrição, altura em que tenciono também apresentar o meu projecto e pedir apoios às autoridades locais.

Outras aspirações?
Pessoalmente, continuarei a dar o meu contributo ao engrandecimento do desporto angolano. Serei mais um a tentar resolver os problemas da nossa Juventude, segundo o lema "mente sã em corpo sano".

Por dentro

Nome: Shaly Daniel Capindissa da Silva
Data de Nascimento 8 de Junho de 1979
Nacionalidade: Angolana
Estado civil: Solteiro
Filhos: Um Casal
Hobby: Literatura
Altura: 1,90 m
Peso:  115 Kg
Clube: 1º de Agosto e Benfica (Portugal)
Informações Profissionais: É Funcionário da Televisão Publica de Angola, integrado numa Comissão nos Recursos Humanos. É Master em Recursos, no Instituto IRH de Paris (França)