Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Paixão pelo Voleibol falou mais alto

Rosa Napole?o - 16 de Setembro, 2017

Natércia Ngola Lumbombo,jogadora de Voleibol

Fotografia: José Soares| Edições Novembro

O voleibol nacional está bem servido, na classe de iniciados, com a presença da pequena Natércia Lumbombo. A menina é estudante da 8ª classe, tem o sonho de ser  arquitecta, integra o clube 1º de Agosto há pouco mais de um ano, e já conquistou o lugar na equipa. Incentivada pelo pai, para jogar basquetebol, Natércia optou pelo Voleibol, modalidade pela qual se apaixonou.

Serafim Mateus e Domingas Ngola são os progenitores da atleta Natércia Ngola. O pai disse em declarações ao Jornal dos Desportos, que nunca se opôs à decisão da filha. \"Quando a Natércia mostrou interesse de praticar desporto, eu sugeri o basquetebol porque gosto, ela tentou praticar,decidiu ficar no Voleibol. Nós, simplesmente,  deixamos\".

JD- Como surgiu a ideia de abraçar a modalidade?
A ideia da Natércia praticar desporto, surgiu dela própria. Desde cedo, que sempre gostou de acompanhar o tio a ver partidas, tanto no 1º de Agosto, como noutros campos, isso, criou este desejo.

JD- Com quantos anos começou a praticar?
Começou aos seis anos, ainda dentro do currículo escolar. Mas no clube 1º de Agosto pratica há um ano.

JD- Os pais não se opuseram a isso?

Não de forma nenhuma. Pelo contrário, sempre apoiamos a ideia, e temos incentivado a continuar, ajudamos em tudo que precisa.

JD- Quem apoia a menina em termos de transportes para os treinos?
Nós vivemos perto do clube, então, ela vai e vem sozinha aos treinos, e quando eu posso, trago-a também.

JD- Ela consegue conciliar o desporto com os estudos?
Consegue. Os treinos são feitos pela manhã, e as aulas são de tarde, dessa forma não atrapalha em nada. Por outro lado, ela tem apresentado boas notas.

JD- Como pais acreditam no potencial desportivo da filha?
Sim acreditamos. Infelizmente, eu como pai ainda não tive a oportunidade de visitar o clube, e falar com o treinador para saber do desempenho da menina. Mas pelos relatos que oiço das colegas, ela tem se destacado no grupo.

JD- Já há histórico de desportistas na família?
Não temos histórico de desportistas na família. Eu, pessoalmente, dei alguns toque na bola, quando estava na minha província, no desportivo de Malanje mas não segui adiante.

TREINADOR
António Domingos é o treinador da pequena Natércia Ngola. O técnico refere, que a Natércia é uma atleta que tem desenvolvimento, e enquadra-se facilmente. \"A menina tem potencial, precisa ainda de muito trabalho. Ela tem muita vontade de progredir, mas fica um tanto impossibilitada, porque nem sempre consegue ir aos treinos.

Tem muitas faltas, e as ausências podem prejudicar o progresso dela, porque a aprendizagem exige bmuito contacto com o campo. Devo apelar aos pais, que a liberte mais, porque a menina justifica as faltas por precisar de ficar com o irmão, e outros afazeres, isso não é salutar para ela\". Para o técnico, a presença dos pais é importante. \"Os pais devem fazer frequência no clube, para assistirem algumas competições, e saberem do desempenho dos filhos, isso, motiva-os mais\".

PERFIL
Nome: Natércia Ngola Lumbombo
Data de nascimento: 27 de Janeiro de 2004
Naturalidade: Luanda
Instituição escolar: Escola 1007
Classe:
Modalidade: Voleibol
Clube que gostava de jogar: D\'agosto
Clube internacional:
Real Madrid
Ídolo: \"Coach\" António
Que Angola gostava de ver daqui a 20 anos: Uma Angola melhor
Cor preferida: Branca
Como passa o fim de semana: Em casa e vou à Igreja
Do que gosta de brincar: Às escondidas
O que gosta de ler: Livros didácticos e anúncios dos jornais
Músico preferido: Anselmo Ralph
Comida: Salada fria
Que país gostava de conhecer: Inglaterra
Sonhos: Ganhar uma bolsa de estudos para o exterior para estudar arquitectura.