Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Programa semanal de competição mobiliza associados da FACI

Simão Kibondo - 30 de Março, 2010

Mais de 60 ciclistas competem aos fins-de-semana

Fotografia: Jornal dos Desportros

O programa semanal de competições da Federação Angolana de Ciclismo (FACI) é um facto desde 28 de Fevereiro. Apesar de, na primeira fase, estar a ser disputado nas principais artérias de Luanda e da província do Bengo, o mesmo destina-se a todos os ciclistas devidamente inscritos nas associações provinciais dos dez círculos de desenvolvimento da modalidade reconhecidos.

Com quatro provas realizadas na especialidade de circuito-fechado, duas disputadas no perímetro entre a Praça da Independência e o Largo dos Ministérios, a terceira na Marginal e o quarto em Talatona, em distâncias que variaram entre os 20 e os 42 quilómetros, o programa observou no domingo a primeira etapa em linha (fundo), com a disputa da tirada entre o Controlo de Kifangondo, na vila de Cacuaco e a Cidade de Caxito, na província do Bengo, passando antes pelas Vila da Barra do Dande, Porto Kipire e Município do Sassa, regressando a Caxito, onde os 30 ciclistas que compuseram o pelotão cortaram a meta defronte às instalações da Direcção Provincial da Juventude e Desportos do Bengo.

Na província do Bengo, a comitiva da FACI foi recebida pelo general Farel Van – Dunem, vice-governador para o sector de organização e serviços técnicos, em representação do governador João Bernardo Miranda. Testemunharam, igualmente, a festa do ciclismo no Bengo, o director provincial da Juventude e Desportos, António João, quadros superiores daquela direcção, entre outras individualidades da vida social política e social da província, que encorajaram o presidente em exercício da federação, general António Wime Nunes “Mona”, a prosseguir os esforços para termos um “ciclismo mais nacional e com visão no futuro”. O número de participantes neste programa tem variado entre 25 e 40, podendo aumentar na sexta prova, com a entrada prevista de ciclistas das províncias de Benguela e Huambo.

Bruno André veste
a camisola amarela

A entrada da quinta etapa, a classificação geral por pontos é liderada por Bruno André, da Escola David Ricardo, com 72 pontos.
Bruno André, que venceu a maior parte das etapas de circuito fechado, só falhou a terceira prova, em que ficou na terceira posição, atrás de Marcelino Augusto, do Santos Futebol Clube e do seu colega de equipa Cruz José Na classificação geral por equipas, a Escola David Ricardo ficou à frente do Viveiro da FACI e do Núcleo de Ciclismo do Cazenga nas três etapas e lidera a pontuação, conforme os quadros estatísticas:

Benguela e Huambo condicionam participação.

A primeira fase do programa da FACI-2010 prolonga-se até 2 de Maio e os reflexos já começaram a fazer-se sentir, com a possibilidade de Benguela estar presente na sexta etapa, a ser disputada no domingo. Os ciclistas de Benguela condicionam a participação ao apoio da Federação em termos de alojamento e alimentação, até porque a iniciativa vai proporcionar o aumento quantitativo e qualitativo do programa, o que é um dos objectivos perseguidos pela organização em cada etapa.

Os benguelenses devem chegar na sexta-feira, a tempo de participarem da reunião técnica da prova de 9 Km, num percurso com partida defronte do Banco Bic do Bairro do Benfica / Estrada da Barra do Kwanza/ Miradouro da Lua/ viragem no marco 70 e chegada nas Bombas do Ramiro. Os atletas regressam à sua província após a realização da prova.

Com essa exigência, os ciclistas benguelenses demonstram claramente que não querem ser mais surpreendidos nas competições oficias, como aconteceu em 2008, ao deixarem fugir o título de campeões nacionais de ciclismo de estrada, que ostentavam durante muitos anos, para os ciclistas do Santos FC. O mesmo pacote está a ser estudado em relação aos representantes do Huambo, que também já manifestaram a vontade de participar no Programa Semanal de Competições da FACI-2010.

Como estas competições envolvem custos adicionais para a organização, o executivo da FACI estuda a possibilidade de corresponderem aos anseios dos outros pólos de desenvolvimento de forma faseada, o que quer dizer que, se Huambo não estiver presente na sexta etapa, pode ser priorizado na 7ª prova, igualmente em linha de 120 Kms, a acontecer no troço Kifangond/Funda/ Barra do Dande e Chegada a Caxito, à semelhança da quinta prova.

Mulheres também
passarão a competir

O vector de ciclismo feminino foi igualmente apresentado no programa semanal de provas, com garantias de competição mesmo antes de terminar a primeira fase. A federação de ciclismo apoia com meios (bicicletas de massificação e acessórios) as três primeiras escolas que se apresentaram no passado dia 14.

Tratam-se das Escolas David Ricardo, Núcleo do Kilamba Kiaxi e Núcleo do Cazenga. Após a apresentação formal, uma equipa de trabalho coordenada pela vogal de direcção, Cremilde Rangel, está a estruturar o vector para sair a rua devidamente organizado.

Protocolo entre Federação
e a Escola David Ricardo


Um protocolo coelebrado na véspera do arranque do Programa Semanal de competições FACI-2010, entre a Federação Angolana de Ciclismo e a Escola David Ricardo, tem permitido a participação de juvenis e cadetes nas etapas do programa já realizadas e tem pernas para continuar até ao fim.

O protocolo já começou a dar frutos, pois, além de permitir o surgimento do vector sobre as escolas de formação, que existia apenas nos Estatutos do FACI, sem implementação prática, fez ressurgir a Escola Macovi nas competições. Antes, a referida escola não tinha condições para colocar os seus ciclistas em preparação.

O instrumento agora criado permite a entrada de praticantes de outras escolas. Os pupilos de Marceliano Correia Victor “Mbeco” foram os primeiros a interagir com a Escola David Ricardo. Foram signatários do protocolo o presidente de direcção da FACI, Diógenes de Oliveira (como 1º outorgante) e David Adriano Ricardo, pela Escola David Ricardo (2º outorgante).

Outros objectivos
A formação de novos atletas e consequentemente alargamento do número de praticantes um dos objectivos do “ Núcleo Viveiro do Ciclismo de Estrada da FACI”. O núcleo tem como Coordenador David Adriano Ricardo, que vai ser coadjuvado por Nduka Manuel. Outros objectivos são organizar e formar novos atletas que venham a constituir mais-valia para a modalidade, tendo em conta os futuros compromissos nacionais e internacionais da FACI;

Os ciclistas formados, assim como as equipas técnicas, podem vir a ser distribuídos palas eventuais equipas interessadas a engrossar o pelotão nacional. Os melhores atletas saídos deste grupo vão poder ingressar nas convocatórias das futuras selecções nacionais.

Lug                     Equipa                                                  Tempo

           Escola de Ciclismo David Ricardo             10:552   

-          Santos Futebol Clube                             11:17:554
     
           Viveiro da FACI                                      12:11:596


1ª Prova              Dia 28-02-2010          Circuito Fechado – Largo dos Ministérios

            Distância: 20 km  Organizador: GT 2 FACI FACI

                         Média de Velocidade: 36, 400 km/h

        Escola de Ciclismo David Ricardo                 1:40:26

        Núcleo Viveiro do Ciclismo de Estrada           1:47:59

        Núcleo de Ciclismo do Cazenga                   1:52:508   


2ª Prova              Dia 07-03-2010                  Circuito Fechado – Praça da Independência

                                  Distância: 30 km

Inscritos a Parti    Organizador: GT 3 FACI
Desistências:     Média de Velocidade: 40, 346 km/h

1º Escola de Ciclismo David Ricardo                                  2:17:52

              Santos Futebol Clube de Angola                         2:23:21

              Núcleo de Ciclismo do Cazenga                          2:38:33

             Núcleo Viveiro do Ciclismo Estrada                    2:38:3310 -  


             Lug                                                      Equipa                                       Tempo

3ª Prova              Dia 14-03-2010                 Circuito Fechado – Largo Saydi Mingas

                     Distância: 40, 5 km

Inscritos a Partida: 37     Organizador: GT 4 FACI
           
        Desistências: 12  Média de Velocidade: 35, 159 km/h

                               Classificados: 25

-       Santos Futebol Clube de Angola                       3:32:18       
        Escola de Ciclismo David Ricardo                       3:32:18
          Núcleo Viveiro do Ciclismo Estrada                   4:09:33   


        
4ª Prova              Dia 21-03-2010          Circuito Fechado – Talatona

                            Distância: 41, 6 km

Inscritos a Partida: 34                           Organizador: GT 1 FACI
Desistências: 2                             Média de Velocidade: 36, 455 km/h
Classificados: 32

              Escola de Ciclismo David Ricardo                          3:26:24                
               Santos Futebol Clube de Angola                          3:26:24           
              Núcleo Viveiro do Ciclismo Estrada                        3:35:54
             Núcleo de Ciclismo do Cazenga                             3:42:43
             Núcleo Viveiro do Ciclismo Estrada                         2:38:3310 -