Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Projecto "caa talentos" em curso no Bi

Srgio V. Dias, no Cuito - 07 de Julho, 2015

Professores de educao fsica e treinadores tm estado a desenvolver um trabalho rdua a nvel da capital da provncia do Bi

Fotografia: Xavier Candumba

O basquetebol feminino está a dar alguns passos rumo à massificação e expansão na província do Bié, apesar das inúmeras dificuldades com que está confrontada, consubstanciadas, sobretudo, na falta de apoio por parte das estruturas de direito.

Nesse sentido, desencadeia-se naquelas paragens, um projecto que visa a “caça de talentos”, de acordo com o técnico-adjunto do Clube Sporting Petróleos local, Antunes Cachimano “Jacks”.

O adjunto de Paulo Eduardo Rufino “Príncipe,” na agremiação leonina do Bié, ressalta que as atletas envolvidas nesse processo têm dado muito boa conta de si.

“Fizemos uma avaliação positiva das performanes que estas jogadores apresentam. Nesse momento, estamos numa fase de “caça talentos” e posteriormente muitas dessas atletas podem vir a ser referências do basquetebol na nossa província”, disse.

Antunes Cachimano “Jacks” lembra, que nesse momento, o grande objectivo do trabalho feito passa pela massificação do basquetebol feminino no Bié e depois encetar-se o seu relançamento na “fina-flor” da modalidade.

“O projecto em curso, na província, está a  dar os seus frutos, na medida em que nós, os técnicos de basquetebol, temos feito um trabalho árduo, para colocar a província no auge da modalidade no que se refere aos escalões femininos”, argumentou.

E como água mole em pedra dura, tanto bate até que fura, o técnico Antunes Cachimano “Jacks” manifesta-se convicto, de que nos próximos tempos o basquetebol feminino no Bié há-de dar passos significativos, rumo à sua expansão.

“Temos confiança no trabalho que vimos realizando em prol do basquetebol feminino, razão pela qual é notório o crescimento da modalidade.
Pese embora alguns constrangimentos que ocorrem aqui e acolá, o nosso principal objectivo é trabalhar na vertente da massificação e fazer crescer o basquetebol bieno”, argumentou.

Leoninas vencem torneio

 A equipa feminina de basquetebol, do Sporting do Bié A,conquistou o torneio realizado no Cuito, ao vencer domingo, na final, a turma B da agremiação, por 51-22.

Antes da vitória sobre o seu confrade, as leoninas bienas ultrapassaram, no sábado, no jogo disputado no Pavilhão do Sporting, a equipa do Logos, a quem venceram por copiosos 59-30.

A formação B do Sporting do Bié, por seu turno, para lograr o passe para a final deste torneio quadrangular venceu igualmente no sábado, no mesmo recinto, o Benfica do Cunje por-29-24, que não teve arte nem engenho para levar da melhor sobre a sua oponente.

Já no jogo para as classificativas do terceiro e quarto lugares, a equipa Logos venceu a turma do Benfica do Cunje, por 30-23.
Como apurou a nossa equipa de reportagem, este quadrangular de basquetebol, visou acima de tudo, unir essas colectividades, para a edição deste ano do campeonato provincial da modalidade.

De resto, o certame arrastou uma mole de adeptos da modalidade da “bola ao cesto”, foi marcado por uma disputa acesa e onde as equipas intervenientes, deram o melhor de si em prol do basquetebol bieno.

INDEFINIÇÃO
Campeonato provincial sem data


O campeonato provincial, de basquetebol feminino do Bié, ainda não tem data prevista para o seu arranque, conforme apurou o Jornal dos Desportos através do técnico-adjunto do Sporting local, Antunes Cachimano “Jacks”. A prova, embora sem ainda uma comunicação oficial, pode vir a ser disputado por seis ou sete equipas, aspecto dependente muito do interesse que for manifestado pelas agremiações desportivas, sobretudo, as que jogarem em representação dos municípios.


FACTO
Sporting está a crescer


Chamado a pronunciar-se sobre a equipa do Sporting Petróleos do Bié, o técnico Antunes Cachimano “Jacks” disse, que esta está a caminhar a bom ritmo no que se refere à modalidade de basquetebol.

“O Sporting do Bié está  a crescer em termos de basquetebol, fruto do trabalho que se está a desenvolver em prol da modalidade no nosso clube”, disse o adjunto de Paulo Rufino Eduardo “Príncipe” no comando técnico da agremiação.

De acordo com Antunes Cachimano “Jacks”, quer a nível do sector masculino, quer do feminino, está a desencadear-se um trabalho árduo no seio do emblema leonino da cidade capital do Planalto Central. 

Fruto deste trabalho, que se está a levar a cabo na colectividade, como justifica o técnico leonino, a agremiação pode, nos próximos tempos, “dar passos muito mais significativos” no que diz respeito ao basquetebol.

Entretanto, a Associação Provincial de Basquetebol do Cuito tem estado a desenvolver trabalhos, no sentido de equipas locais a disputar os campeonatos nacionais, nas mais variadas categorias.

Depois do primeiro passo dado, com a participação nos campeonatos jovens, a província do Cuito pode aparecer nos próximos anos a competir no campeonato nacional sénior feminino.

APOIO
Falta de patrocínios
afligem a equipa


Num outro ângulo de abordagem, feito com o Jornal dos Desportos, sábado, no Cuito, o técnico-adjunto da equipa de basquetebol do Sporting local lamentou os problemas internos, que a colectividade enfrenta.

Nesse particular, Antunes Cachimano “Jacks” apontou o dedo indicador às questões ligadas ao patrocinador oficial da equipa, a empresa petrolífera Total, que como disse, deve honrar os compromissos de apoiar o “seu” Sporting do Bié.

“Se de facto, o patrocinador do Sporting do Bié, honrasse os seus compomissos de apoiar a equipa, nós marcaríamos presença no ‘Nacional’ de basquetebol feminino de 2015, tal e qual como aconteceu o ano passado na prova realizada em Benguela”, disse.

Para técnico leonino, o grande calcanhar-de-Aquiles do basquetebol feminino da colectividade, reside, precisamente, na falta de apoios com que se depara e que uma vez ultrapassado “o quadro tenderá para melhor”, como argumenta.
SVD- CUITO