Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Quero ser campeo nacional

Textos: Sardinha Teixeira - 15 de Junho, 2010

Demstenes Francisco Solunga atirador do clube da FAN

Fotografia: Jos Soares

Hoje, Demóstenes Solunga faz tiro desportivo e já sonha tornar-se campeão nacional. O atirador revelou-se satisfeito por participar no Grande Prémio Ministério do Interior, realizado no fim-de-semana passado, em Luanda, no tiro com arma de caça, após acertar 18 dos 75 pratos na abertura do evento. “É sempre melhor acertar alguns pratos”, asseverou o atirador, que também representa o clube da Força Aérea Nacional, revelando bastante satisfação por estar à frente do grupo.“Não ganhei o Prémio, mas considero a minha participação positiva, porque fez com que jogasse sem pressão nenhuma e dominasse a nível dos integrantes do meu clube o primeiro dia da competição”, disse. Demóstenes Salunga afirmou que, embora não esteja nos lugares cimeiros do Campeonato Nacional de Fosso Olímpico, os objectivos já foram alcançados no cômputo geral das provas de Tiro Desportivo realizadas no país, em que conseguiu acertar mais pratos do que no passado.O atirador diz estar a atirar razoavelmente bem, ante a disputa renhida entre todos os intervenientes em provas oficiais, razão pela qual conseguiu obter, ao fim do primeiro Dia, uma vantagem razoável. Visivelmente, satisfeito, o atirador assegurou que a experiência que já possui vai ajudá-lo a continuar engajado para manter a vantagem sobre os seus colegas de equipa. O atirador, que já conta com um troféu nacional de iniciados no currículo, pretende agora festejar um título nacional de Campeão de Angola de Fosso Olímpico, com armas de caça.O atirador afirmou que o clube da Força Aérea tem prestado apoio à modalidade. Até ao momento, já colocou cinco espingardas à disposição dos atletas, bem como, ultima as obras de reabilitação de um campo de tiro. “O clube optou por pagar as despesas dos atletas. Dessa forma, os cinco melhores atiradores do FAN, beneficiam de transporte, hospedagem e alimentação, o que garante que os resultados melhorassem com o modelo de gestão. Em suma, temos todo o apoio desejado”, assegurou. Quem é quem Nome: Demóstenes Francisco SolungaData de Nascimento: 20/5/79Natural: HuamboNacionalidade: AngolanaPeso: 64 KgAltura: 1,64 mModalidade: Tiro aos PratosClube: Força Área NacionalCategoria: SéniorPrato preferido: Funji de CaluluTabaco: NãoBebida: SumosNúmero de calçado: 39Hobbyes: Leituras e filmes Filmes: AcçãoReligião: ProtestanteCor: AzulPoligamia: RespeitoPerfume: DiversosMúsica: KizombaEsplanada ou discoteca: EsplanadaDroga: ContraPaís: AngolaCidade: HuamboConduz: Sim Um livro: Mestre TomadaCampo ou praia: CampoUm sonho a realizar: Terminar o curso superior de gestão e contabilidade  Deus: O homem maravilhosoImprensa: Imprescindível O que mais detesta: Roubar >> Altos & Baixos    A convivência“A convivência entre colegas marcou-me muito. A aldeia olímpica estava dotada das seguintes infra-estruturas: nove casernas, uma lavandaria, um refeitório e cozinha, uma padaria, posto médico, armazém, quatro edifícios para serviços administrativos, salas de aulas, uma tribuna, uma parada de honra, jango, campo de futebol, sistemas de rega e de iluminação, pista de atletismo, ginásio, campo de tiro e de treinamento”. Falta de sorte"Observamos que os resultados vêm melhorando, apesar de algumas dificuldades na modalidade do Tiro ao Prato. Mas, o que não suporto mesmo, é perder quando bem podia evitar. Às vezes, a sorte não está comigo, isso é verdade."