Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Rafael Nadal est prximo da melhor marca de sempre

20 de Agosto, 2013

Rafael Nadal conquistou domingo o nono ttulo da temporada cimentando o estatuto de melhor tenista da actualidade e regressa sua melhor forma

Fotografia: AFP

O espanhol Rafael Nadal, 27 anos, está muito próximo da sua melhor marca de sempre, 11 títulos conquistados em 2005, com o troféu que arrecadou domingo no fortíssimo torneio de Cincinnati, prova de categoria ATP Masters 1000.Nadal venceu domingo o seu nono título da temporada e já igualou a sua segunda melhor temporada de sempre em termos de número de títulos (2008). Só em 2005 Rafa venceu mais (11), falta apenas dois títulos na actual época para quebrar esta marca.

Na final do torneio de Cincinnati, o maiorquino, número três mundial,  derrotou o gigante norte-americano John Isner, 22.º classificado ATP, por 7-6 (8) e 7-6 (3), num encontro em que Nadal nem sequer necessitou de quebrar o poderoso serviço de Isner. O americano de 28 anos até foi o único jogador a dispor de pontos de break ao longo do encontro (inclusive três set points no 1.º set), mas Nadal foi mais forte nos momentos decisivos da final e triunfou ao fim de 1h58.Recorde-se que Rafael Nadal esteve oito meses afastado dos “courts” devido a lesão.

Rafa regressa
à vice-liderança


Mais de um ano depois, Rafael Nadal vai regressar ao segundo posto do ranking ATP. Sem pontos a defender esta semana, o espanhol adiciona 1000 ao seu total e ultrapassa o britânico Andy Murray, classificação que lhe garante o posto de segundo cabeça-de-série no US Open e que impede que Rafa encare Novak Djokovic antes da final em Nova Iorque. John Isner, que esta semana abandonou o top20 e deixou o ténis americano órfão de tenistas entre a elite mundial, vai subir oito lugares no ranking, até ao 14.º lugar ATP. O jogador da Carolina do Sul chegou a integrar o top10 mundial no ano passado.expressivo, a superar as vantagens de sete pontos de 1990 e 2003.

RANKING
Serena Williams
conserva liderança


A tenista norte-americana Serena Williams conservou a liderança do ranking mundial feminino (WTA), apesar de ter perdido domingo a final de Cincinatti, face à bielorrussa Vitoria Azarenka, vencedora por 2-6, 6-2 e 7-6 (8-6). Williams lidera com 12.260 pontos, seguida de Azarenka, com 9.505, enquanto na terceira posição mantém-se a russa Maria Sharapova (8.766). Agnieszka Radwanska (Polónia), com 6.335 pontos, ocupa a quarta posição da classificação.

Na tabela feminina, destaque ainda para a subida da italiana Sara Errani ao quinto lugar, por troca com a chinesa Na Li, que é agora sexta.A francesa Marion Bartoli (4.365) é a sétima colocada seguida da dinamarquesa Caroline Wozniacki (3.490) da checa Petra Kvitova (3.440) e da alemã Angelique Kerber (com 3.420 pontos).

Solheim Cup

Equipa da Europa
conquista troféu


A Europa conseguiu a mais expressiva vitória da sua história face aos Estados Unidos na Solheim Cup feminino de golfe, ao vencer, pela primeira vez em solo norte-americano, por 18-10, em Parker, no Colorado.Na competição que junta de dois em dois anos as melhores jogadoras de golfe da Europa e dos Estados Unidos, a formação do “velho continente” revalidou o título, ao dominar por completo cada um dos três dias, aovencer respectivamente por 5-3 (sexta-feira), 5,5-2,5 (sábado) e 7,5-4,5 (domingo).

A sueca Caroline Hedwall foi a grande figura do conjunto europeu, ao vencer os seus cinco jogos e somar, face à norte-americana Michelle Wie o 14.º ponto da Europa, que assegurou, desde logo, o triunfo.Com o triunfo por oito pontos, a Europa bateu o recorde de vitórias mais expressivo, a superar as vantagens de sete pontos de 1990 e 2003.

Por morte da namorada
Óscar Pistorius é julgado em Março

O atleta sul-africano Oscar Pistorius, esteve presente ontem num tribunal de Pretória, vai ser julgado em Março pela morte da namorada, a modelo Reeva Steenkamp, divulgou a agência de notícias AFP.O julgamento acontece entre 3 e 20 de Março de 2014, anunciou o juiz Desmond Nair, no início da audiência, que durou cerca de uma hora e meia, num tribunal de Pretória.O juiz também comunicou ao atleta, por escrito, as acusações que lhe são imputadas, mas o documento ainda não foi divulgado publicamente.

A audiência de ontem aconteceu no mesmo dia em que a modelo Reeva Steenkamp, muito popular no país, ia completar 30 anos.O atleta, amputado das duas pernas, apelidado de Blade Runner, é acusado de homicídio da sua namorada, a 14 de Fevereiro deste ano, entretanto está em liberdade sob caução.Oscar Pistorius nunca negou ter disparado várias vezes sobre a modelo, na noite do Dia dos Namorados, através da porta fechada da sua casa de banho, na casa de Pretória.Os advogados argumentam, em sua defesa, que a morte foi acidental, uma vez que Pistorius pensou que estava a disparar contra um assaltante.


Azarenka supera Serena

O retrospecto no confronto directo apontava larga vantagem de Serena Williams sobre Victoria Azarenka para a decisão final do Premier de Cincinnati. O apoio da torcida americana podia dar ainda mais vantagem à tenista local no embate. Mas quem levantou o troféu foi a bielorrussa, que conseguiu uma vitória de virada por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 6/2 e 7/6 (8-6). Com as duas primeiras colocadas do ranking em quadra, o duelo de domingo passado foi nervoso. Serena venceu o primeiro set com 6/2, mas Azarenka devolveu o placar na parcial seguinte. No terceiro, a europeia abriu 4/2, mas deixou que a americana reagisse, chegasse a 5/4 e sacasse para fechar o jogo. Mas Azarenka não se entregou. Conseguiu quebrar o saque de Serena no 10º game e posteriormente levou a decisão do troféu para o tie-break, que venceu por 8-6. A vitória de domingo foi apenas a terceira da bielorrussa em 15 confrontos com a americana no circuito profissional, o segundo nesta temporada. Foi o primeiro título da bielorrussa no tradicional Premier de Cincinnati, um dos mais importantes na série preparatória para o Open dos Estados Unidos, último Grand Slam do ano. Ela tinha apenas duas participações anteriores na competição.