Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Reconhecido com estátua de cera no museu de Londres

14 de Fevereiro, 2010

Steven Gerrard, terá uma estátua de cera no museu Madame Tussauds

Fotografia: AFP

O capitão do Liverpool, Steven Gerrard, terá uma estátua de cera no museu Madame Tussauds, em Londres. O jogador foi recentemente apresentado a sua "cópia", no Estádio Anfield Road, em Liverpool. Em função de compromissos com o seu clube, Gerrard não pôde estar presente em Londres, no museu, para lá conhecer a sua escultura. O capitão da equipa inglesa passou aproximadamente cinco minutos a analisando a escultura e disse ser uma "autêntica maravilha" ter a sua própria estátua no Madame Tussauds.

Foram necessários quatro meses para a construção da estátua de Gerrard, que ficará próxima à do seus companheiros de Selecção Inglesa David Beckham, do Milan, e Wayne Rooney, do Manchester United, no museu Madame Tussauds. Steven George Gerrard é um futebolista inglês pertencente ao Liverpool. Nasceu em Whiston, onde na infância defendeu uma pequena equipa da sua cidade na categoria de juniores. O seu talento logo despertou o interesse dos "olheiros" do Liverpool, onde ingressou no centro de treinamento do clube quando tinha nove anos.

O começo não foi fácil para Gerrard. Aos 14 anos Gerrard tentou a sorte em alguns clubes, mas sem sucesso. Só então assinou o primeiro contrato profissional, aos 17 anos, com o próprio Liverpool. O seu primeiro jogo como profissional só aconteceu um ano depois, em 1998, durante alguns minutos contra o Blackburn. Ainda nessa temporada substituiu um jogador lesionado, jogando mais 13 vezes sem se destacar. Na temporada seguinte, Gerrard marcou o primeiro golo como profissional, porém começou a sofrer mais tarde de dores nas costas causadas pelo seu crescimento acelerado tal como o excesso de actividade físicas durante a adolescência.

Isso fez com que ficasse afastado dos campos por um tempo e tivesse de fazer quatro operações para reverter o quadro.
Algum tempo depois, Gerrard passou a apresentar-se bem nos jogos  e fez 10 golos numa temporada, o que não é nada mau para um meio-campista.Conquistou vários títulos com o Liverpool, dentre os quais a Taça UEFA e outras duas taças inglesas. Não demorou para se tornar o capitão da equipa e fez menção de que sairia, trocando o Liverpool pelo Chelsea, porém recusou uma proposta de 20 milhões de libras e continuou o trabalho no mesmo clube, uma decisão acertada, já que hoje em dia é ídolo dos "Reds".

Gerrard representa a Selecção Inglesa desde 2000, tendo já participado num Campeonato do Mundo, o de 2006, no qual fez 2 golos. Infelizmente, por causa de uma lesão, não pôde participar do Mundial-2002.
Além da garra e vontade, a sua maior qualidade é o chute de fora da área.

Ídolo da claque "red"

Steven George Gerrard, mais conhecido Steven Gerrard, nasceu em Whiston, a 30 de Maio de 1980. É o capitão e a força motora da sua equipa que cresce a cada ano. É um destes raros jogadores que podem ganhar jogos (e troféus) com as suas chuteiras. Versátil, 'Stevie G' é o coração do Liverpool Football Club. Foi considerado um dos melhores jogadores do mundo em 2006.

Destaca-se por ser um médio distribuidor brilhante e ao mesmo tempo marcador implacável. Dentre todos os fundamentos técnicos que domina, a sua marca registrada é o poderoso chute de média e longa distância com incrível precisão e força. É apaixonado pelo clube onde sempre jogou, o Liverpool, tendo dedicado a ele 22 dos seus 29 anos.

É apontado como o maior ídolo da história do Liverpool, sendo muito identificado com o clube e a "torcida", pois tem papel influente tanto dentro quanto fora das quatro linhas. Tratando-se de contratações e dispensas, as suas recomendações são ouvidas e as suas opiniões são sempre levadas em consideração pelos dirigentes do clube. "O Liverpool FC era uma religião na casa em que cresci", frase dita por Gerrard na sua autobiografia. Diz também ter perdido um primo, no Desastre de Hillsborough, que também era apaixonado pelos "Reds".

Uma curiosidade sobre Gerrard é, por ser além de um grande jogador, um adepto, tão fanático pelo Liverpool. Nunca trocou de camisola com nenhum jogador do Manchester United. O jogador já recusou várias propostas de "gigantes" europeus, tendo dito que "dinheiro nenhum o tira de Anfield" Gerrard é um dos raros exemplos de "jogadores que tem amor pelo clube". Por estes e outros motivos, é ídolo da claque. Faz dentro do campo exactamente o que qualquer adepto fanático faria. Joga com amor e raça em qualquer jogo e é um excelente motivador dentro de campo.

Marcador de golos a distância

Gerrard foi forjado no Liverpool e estreou-se como profissional em 1998. Quatro anos depois, já era o capitão da equipa, tendo sido preparado desde a infância. Quando ainda era um desconhecido, chegou a receber convite de Sir Alex Ferguson para treinar uma semana no Manchester, justamente o maior rival do Liverpool. Ferguson propôs-lhe o que seria o seu primeiro contrato profissional, mas o amor de Gerrard aos Reds o fez recusar a oferta.

Participou activamente da reconstrução do Liverpool, que (força maior do futebol inglês nas décadas de 70 e 80), andava decadente desde o último título no campeonato inglês, em 1990. A primeira amostra do ressurgimento deu-se na temporada 2000-01, em que a equipa conquistou cinco troféus: A Taça da Inglaterra, contra o Arsenal; Tala da Liga Inglesa, contra o Birmingham City; Taça UEFA, sobre o Deportivo Alavés, em que Gerrard marcou um golo; Supe-Taça da Inglaterra, sobre os rivais do Manchester United; e a Super-Taça da Europa, contra o Bayern Munique.

Dois anos depois, ergueu a primeira taça como capitão, num novo título sobre o United, apesar de ser na pouco prestigiada Taça da Liga Inglesa, marcou um dos golos.Ainda assim, os "Reds" ainda não tinham recuperado totalmente o prestígio que possuíam, o que mudou com a conquista da Liga dos Campeões Europeus 2004-05, vinte e um anos após do último título da equipa no mais importante troféu europeu de clubes. Na final, tida como muitos como a mais emocionante já vista, Gerrard marcou o primeiro golo da incrível recuperação do Liverpool, que perdia por 3 x 0 para o Milan, empatou e ganhou a taça nos penaltis.

Depois, conseguiram um novo título na Super-Taça Europeia, contra o CSKA Moscou. A última conquista importante foi a Taça da Inglaterra de 2006, sobre o West Ham, em que Gerrard marcou o que considera ser o seu golo mais bonito: já tivera marcado um antes e, no tempo de compensação, fez o golo de empate em 3 x 3 com um chute de 110 km/h, a 32 metros de distância.

Chega a selecção em 2000

A primeira chamada de Gerard para a Selecção Inglesa aconteceu em 2000, numa partida amistoso diante da Ucrânia. Na Eurotaça de 2000, foi suplente do “English Team”, uma decepcionante campanha que terminou com a eliminação logo na primeira fase. Coincidência ou não, o único jogo em que Gerrard esteve em campo foi a única vitória dos ingleses na competição, o 1 a 0 sobre a Alemanha.

Para o Mundial-2002, o seu lugar entre os titulares era certo. Porém, a um mês da prova, o músculo adutor da coxa estourou e tirou-o da prova. Foi um dos grandes mentores da classificação da Inglaterra nas eliminatórias para o Mundial-2006. Na Alemanha, formou o que para os ingleses seria o "melhor meio-campo do mundo", juntamente com David Beckham, Frank Lampard e Joe Cole. O bom desempenho que teve na primeira fase ficou ofuscado pelo penalti falhado contra Portugal, nos quartos-de-final, vencido pelos lusos.

Informações pessoais
Nome completo 
Steven George Gerrard
Data de nasc. 30 de Maio
de 1980 (29 anos)
Local de nasc. Whiston, 
Reino Unido
Altura 1,85
Peso 80 Kg
Pé Destro
Apelido Stevie G
Informações profissionais
Clube actual Liverpool
Número 8
Posição Meio-campo
Clubes de juventude
1987–1997
Liverpool
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos
(golos)
1998–
Liverpool
502 (124).
Selecção nacional
1999
2000–
 Inglaterra Sub-21
 Inglaterra
004 0(1)
077 (16)