Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Reforços a caminho

17 de Junho, 2010

SAD preparafuturo plantel

Fotografia: REUTERS

Vai começar, por fim, a tomar forma o figurino do plantel que em 2010/11 a SAD leonina quer disponibilizar a Paulo Sérgio para lutar pela conquista do título de campeão nacional, objectivo assumido como prioritário tanto pelos responsáveis da sociedade desportiva como pelo próprio técnico. Consumar as contratações de Evaldo e Maniche é o primeiro passo nesse sentido, que os leões se preparam para concretizar esta semana. Após um curto período em que os responsáveis da SAD leonina gozaram umas miniférias - em que ambos os processos não deixaram de evoluir -, José Eduardo Bettencourt e Costinha regressam hoje ao trabalho (efectivo), reunindo condições para consumar as contratações em fase de negociações mais adiantada e prestes a serem formalizadas. Evaldo foi, desde o primeiro instante, estipulado como principal prioridade a levar em linha de conta neste defeso - aliás, a possibilidade de contratar o lateral-esquerdo do Braga foi equacionada e proposta quando, em Janeiro, os leões resgataram o seu companheiro da ala contrária, João Pereira. O acordo pela transferência do luso-brasileiro que dá garantias no processo defensivo e profundidade na manobra ofensiva foi firmado no passado dia 31 de Maio pelos presidentes José Eduardo Bettencourt e António Salvador, num negócio que envolveria verbas entre os 2,5 e os três milhões de euros. O Sporting apresentará 500 mil euros anuais a Evaldo, jogador sólido e apontado como profissional exemplar, que pretende um contrato válido por quatro temporadas (até aos seus 32 anos). Com 32 anos, Maniche desvinculou-se dos alemães do Colónia, que anunciaram a rescisão por mútuo acordo, desvendando que o destino do jogador seria... o Sporting. O médio que passou largos anos da sua carreira ao lado do agora director do futebol dos leões, Costinha, no FC Porto, Dínamo de Kiev, Atlético de Madrid e Selecção Nacional punha termo à sua ligação à turma teutónica, onde auferia 2,4 milhões de euros anuais. Maniche nunca escondeu a sua preferência clubística pelo emblema de Alvalade, mas o facto de ter o passe na mão conferia-lhe o estatuto de alvo apetecível no mercado de transferências. As diferenças entre o que pretendia e o proposto pela SAD leonina foram sendo esbatidas pelas conversações mantidas com Costinha e o acordo por dois anos, com vencimentos a rondar o milhão de euros anuais está prestes a ser consumado. Estudiantes oferece um milhãopara contratar Ernesto Farías Ernesto Farías está cada vez mais perto de regressar à Argentina e ao clube do coração, o Estudiantes. Com o Cruzeiro, do Brasil, também na corrida, nos últimos dias o emblema argentino deu passos significativos para a concretização do negócio. Numa reunião entre Farías, os dirigentes do Estudiantes e o treinador Alejandro Sabella, o ponta-de-lança do FC Porto reiterou a vontade de regressar ao clube e ficou mesmo alinhavado um contrato de três anos. Agora, a outra parte do negócio. O Estudiantes já apresentou uma proposta ao FC Porto no valor de um milhão de euros. Farías, de 30 anos, tem contrato com o FC Porto por mais uma época, logo esta é uma boa oportunidade para o clube realizar algum encaixe financeiro. Resta saber se um milhão de euros é suficiente para o ponta-de-lança regressar ao clube que o projectou ao longo de sete épocas consecutivas.  Quaresma três épocas no Besiktas por sete milhões O Besiktas anunciou oficialmente a contratação do extremo português Ricardo Quaresma, que na última temporada evoluiu no Inter de Milão sob orientação de José Mourinho, depois de semanas de negociações. Pouco utilizado em Milão tal como nos outros emblemas por onde passou fora de Portugal, o clube turco aproveitou o facto de Quaresma estar em baixa no mercado para o resgatar com um contrato de três temporadas numa transferência de cerca de sete milhões de euros (recorde-se que custou 18 milhões de euros aos transalpinos mais o passe de Pelé). Inicialmente circulava a informação de que Quaresma não queria actuar na liga turca, mas sem outras propostas e com dificuldades para se impor nas ligas espanhola (Barcelona), italiana (Inter) e inglesa (Chelsea) o Mustang aceitou rumar a um clube com o qual, curiosamente, tem uma relação especial desde 2007: ao serviço do FC Porto, em Outubro do citado ano, foi ao campo do Besiktas para a Champions, marcou, e perante os aplausos que mereceu mesmo sendo adversário acabou por aproximar-se do público para oferecer a camisola. O sítio do Besiktas colapsou pouco depois do anúncio, tal o entusiasmo dos fãs...Vieira trava saída de Luisão Quique Flores definiu a contratação de Luisão como uma das prioridades para a versão 2010/11 do Atlético de Madrid, mas o seu desejo é praticamente impossível de concretizar. Tudo porque Luís Filipe Vieira não quer abdicar do central brasileiro, que classifica de indispensável na estrutura benfiquista. "Luisão? Não conseguimos negociá-lo", esclarece a O JOGO Miguel Ángel Gil Marin, conselheiro delegado do clube colchonero. "O Benfica não está disposto a negociá-lo. Dizem que é fundamental e não querem vendê-lo", confessa o dirigente do Atlético de Madrid, sem esconder a vontade em contratar o camisola 4 da Luz. A admiração de Quique Flores pelas qualidades de Luisão é enorme - enquanto treinador do Benfica sempre o considerou como indiscutível na equipa -, razão pela qual o treinador deu indicações à Direcção colchonera para tentar a contratação do internacional brasileiro. Aliás, a Imprensa dava conta da proposta recusada pelo Benfica, no valor de seis milhões de euros. Os madrilenos estavam mesmo dispostos a chegar aos oito milhões para assegurar a sua contratação, tendo também tentado incluir Luisão no negócio de Roberto. A resposta de Luís Filipe Vieira foi pronta, e negativa, com o líder benfiquista a esclarecer os responsáveis do Atlético de Madrid que a única forma de Luisão sair seria por... 20 milhões de euros, valor da sua cláusula.