Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Salrio mximo para Luiso

08 de Dezembro, 2010

A SAD encarnada est a preparar a reviso salarial do jogador

Fotografia: AFP

A SAD encarnada está a preparar a revisão salarial de Luisão, para que este fique ao nível dos jogadores mais bem pagos do plantel – como Aimar e Saviola –, algo que não acontece actualmente, apesar da antiguidade do subcapitão no clube. Luisão veste a camisola da águia desde 2003/04 e há cerca de um ano assinou o seu segundo contrato com o Benfica, o mesmo que se mantém em vigor e termina apenas em Junho de 2013, com uma cláusula de rescisão de 20 milhões de euros. A ideia dos responsáveis encarnados, por agora, passa apenas por aumentar a folha salarial do influente defesa-central que, durante o Mundial da África do Sul, ficou “aborrecido” por o Benfica não o ter informado de uma alegada proposta do Atlético de Madrid.

Luisão manifestou mesmo, nessa altura, o interesse em sair do Benfica para garantir melhores condições financeiras noutro emblema europeu. “Soube do interesse pelos jornais e que o Benfica não me vende e não negoceia, nem me dá a segurança de um novo contrato que salvaguarde o meu futuro e o da minha família. Era uma oportunidade única, não sei se aparece outra”, declarou, em Junho passado, ao Maisfutebol, o central de 29 anos. Luisão já ultrapassou o episódio e, com esta subida de salário, está disposto a permanecer no Benfica por muitos mais anos. O patrão da defesa encarnada conquistou um lugar de respeito na equipa e adora estar no clube, mas também de viver em Portugal.

“Estou bastante identificado. É o país onde vivo e que acolheu toda a minha família”, afirmou Luisão numa reportagem publicada pela Globo antes do campeonato do mundo (onde esteve presente mas não chegou a jogar). O defesa-central brincou mesmo dizendo que já tem o passaporte português, só lhe falta mesmo “o bigode”. “Se ele quiser ficar aqui para sempre, eu fico”, disse também a mulher de Luisão, Brenda. Não se sabe se será para sempre, mas esta revisão salarial pode dar uma ajudinha.

Edin Dzeko quer jogar no Bernabéu

O avançado Edin Dzeko está disposto a pagar do seu bolso para ingressar no Real Madrid. O bósnio tem uma cláusula de rescisão de 40 milhões de euros e aceitará pagar dez por cento desse valor, ou seja, quatro milhões. Para além disso, o camisola 9 do Wolfsburgo quer pressionar ao máximo o actual clube, pois sabe que é no mercado de Inverno que as portas do Santiago Bernabéu estarão mais abertas.

A lesão de Higuaín e o momento menos acertado de Benzema fazem de Janeiro o momento ideal para que a transferência se consuma. Certo é que, no Verão, José Mourinho já terá mais opções sobre a mesa, com os nomes de Llorente, Adebayor e Hugo Almeida à cabeça, nunca descartando o paraguaio Nelson Valdez. Por agora, os lobos querem evitar que o gigante bósnio fale à comunicação social. Só o agente do jogador o fez e, em poucas palavras, disse tudo: “Ir para Madrid é o seu sonho”.

Coentrão custa
30 milhões

Fábio Coentrão tem sido seguido por alguns dos clubes mais poderosos da Europa e esteve até perto de sair do Benfica no último Verão. O Bayern de Munique tornou real o seu interesse pelo ala-esquerdo e apresentou mesmo uma proposta a Luís Filipe Vieira. Porém, o valor exigido pelo presidente do clube da Luz levou a que o campeão germânico desistisse do camisola 18. “O valor que nos pediram pelo Fábio Coentrão era um absurdo”, revelou Christian Nerlinger, director-desportivo dos bávaros.

“O treinador, a Direcção, o presidente e eu acordámos que só faríamos uma investida no mercado se conseguíssemos contratar jogadores genuinamente melhores do que os do nosso plantel. Por isso observámos o mercado”, referiu em declarações à televisão alemã Sport1, explicando que o internacional português só não ingressou na formação de Butt, guardião que já passou pelo Benfica, devido às “loucas” exigências de Luís Filipe Vieira.

Além de Fábio Coentrão, também Van der Wiel (lateral-direito do Ajax) esteve em estudo, mas o dirigente sublinhou que o jogador “não impressionou no Mundial”, exactamente ao contrário do que sucedeu com o futebolista encarnado, que mereceu até uma observação in loco de Franz Beckenbauer, presidente honorário do clube. O camisola 18 continua na mira do Bayern de Munique, que admite nova investida no mercado, mas também de Barcelona, Real Madrid, Atlético de Madrid, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Inter, AC Milan, Roma e Juventus. A lista é enorme, mas o líder encarnado só admite deixar sair o jogador por 30 milhões de euros, valor da cláusula de rescisão.