Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Sou muito exigente

03 de Dezembro, 2010

Daniel José Muemba

Fotografia: Santos Pedro

Daniel José Muemba, ou simplesmente, Chilas, anda há 12 anos a formar futebolistas na Academia de Angola na especialidade de guarda-redes. Ele foi um grande guarda-redes. Enquanto jogador, pelos clubes em que jogou sempre se destacou, e quando surgiu a oportunidade de passar a treinador não hesitou. Agarrou-a com vontade. “Faço o que gosto e sinto-me bem assim", sublinha.
Chilas tornou-se muito conhecido dentro da instituição desportiva, pelo seu incansável trabalho, sobretudo, no acompanhamento das camadas jovens. Tornou-se na maior referência do futebol jovem da Academia, sendo fonte inesgotável de conhecimento sobre a matéria. Trouxe aos petizes a paixão pelo futebol jovem. Ele considera-se um treinador exigente. Pois como disse, "sou muito exigente. Sei que para além de estar a preparar o jovem para o futebol também o estou a preparar para a vida, por isso tenho que ser exigente", acrescentando mais adiante que, "a vida é extremamente competitiva. Temos que ser competitivos nos estudos, no trabalho e na vida, por isso sou exigente".

O treinador conta como supera as suas lacunas: "hoje em dia há muitas formas de continuar a aumentar e actualizar os nossos conhecimentos. Troco muitas experiências com outros técnicos amigos. A própria aprendizagem no dia a dia é importantíssima. Pois, tenho consciência de que sou melhor treinador do que fui ontem, porque emendei o que de mal fiz no treino do dia anterior".
O formador Chilas garantiu que nos últimos 10 anos tem constatado a evolução dos jogadores noutros clubes que passaram pela Academia, o que, "no caso é sempre um grande êxito. É fruto de um excelente trabalho que se faz na instituição desportiva”.
Debruçando-se sobre o futebol de formação, Chilas afirmou que, "o futebol de formação nos clubes tem evoluído muito. Há melhores condições em termos de espaços para treino e para jogos. Há clubes a trabalhar muito bem, há bons treinadores".
Contudo, ele concilia a sua vida profissional e familiar com o futebol. "Primeiro porque tenho uma família extremamente compreensiva. A título de exemplo, tive um baptizado de um familiar muito próximo e não fui. Preferi orientar um treino. Mas, a minha família sabe bem que eu a amo mais do que tudo", rematou.

Altos e Baixos

Cem por cento


"Tenho 50 anos e mais de metade da minha vida tem sido feita com o futebol e a Academia de Angola. Nunca ganhei um tostão ou um cêntimo, ando nisto por gosto, pela amizade às pessoas com quem trabalho. Não tenho dúvida em assumir-me como um dedicado a cem por cento", sublinhou o treinador de guarda-redes.

Conhecimentos precários

"Quando comecei a trabalhar com os jovens, os conhecimentos eram muito poucos, mas o entusiasmo era muito grande. E comecei logo por adquirir conhecimentos. Participei em seminários realizados dentro e fora do país, que me habilitaram a treinar os jovens com mais postura", disse

Quem é quem …

Nome: Daniel José Muemba "Chilas"
Data de nascimento: 3/4/60
Natural: Soyo (Zaire)
Nacionalidade: Angolana
Peso: 62 Kg
Altura: 1,70 m
Modalidade: Futebol
Clube: Academia
Função: Treinador de guarda-redes
Prato preferido: Funge com bagre fumado
Tabaco: Não
Bebida: Sumos
Número de calçado: 41
Hobby: Leitura e filmes
Filmes: Acção
Religião: Protestante
Cor: Azul
Poligamia: Respeito
Perfume: Diversos
Música: Kizomba
Esplanada
ou discoteca:
Esplanada
Droga: Contra
País: Angola
Cidade: Luanda
Campo ou praia: Campo
Deus: O homem maravilhoso
O que mais detesta: Roubar