Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Uma razão para pedalar

Simão Kibondo, enviado a Benguela - 24 de Setembro, 2010

Pepino homenageia a esposas e mulheres angolanas em Porto Amboim

Fotografia: José Cola

O ciclista veterano Alberto Silva apresenta, hoje, às 17h00, no Hotel Luso, em Benguela, o projecto "Desafio Pepino em defesa dos objectivos do milénio" em bicicleta. É uma prova que vai cobrir 1500 Km em 16 etapas com percurso nas províncias do Kwanza-Sul, Benguela, Huambo e Bié. As etapas do inédito acontecimento vai assinalar mais uma aventura do velho Pepino, na passagem do testemunho às novas gerações e o contributo do ciclismo aos oito objectivos do milénio. Tem início no Porto Amboim, passando pelo Sumbe, Benguela, Lobito, Catumbela, Huambo, Catchiungo, Kuito e regresso pelo Huambo, Bailundo, Londuimbale e Benguela.

A primeira e a última etapa  serão de 75 Kms cada e vão cobrir as cidades do Porto Amboim e do Sumbe, na província do Kwanza-Sul, e  o desvio do município do Bocoio, à cidade de Benguela, respectivamente, entre os dias 20 de Outubro e 11de Novembro, marcando a partida e a chegada do evento. A etapa mais curta, de acordo com o programa que vai ser apresentado no fim-de-semana, terá 61 Km e vai cobrir os municípios do Bailundo e do Londuimbale, na província do Huambo, a 09 de Novembro.

A etapa mais longa vai ter 129 Km, do Alto Catumbela ao Huambo, a 28 de Outubro, a que se seguirá dois dias de repouso, na cidade do Huambo (29 e 30.10.10). Pepino propõe-se a fazer a maratona de 1.500 Kms, uma "mini" Volta a Angola,  em 22 dias, com quatro dias reservados ao descanso.
 
Objectivos 
 "O Desafio Pepino em defesa dos oito objectivos do milénio’ é uma prova nacional de ciclismo competitivo e de defesa das causas nobres e filantrópicas, relacionadas com as populações menos desfavorecidas, a realizar entre 20 de Outubro e 11 de Novembro de 2010, em Angola, com o patrocínio da sociedade angolana, sob supervisão técnica e metodológica da Federação Angolana de Ciclismo e da UCI – União Internacional Ciclista", de acordo com o ciclista Alberto Silva Pepino.

O veterano ciclista recordou que, desde Junho último, tem se deslocado para entregar o manifesto a diversas individualidades da vida política, social, cultural, desportiva, inclusive, eclesiástica angolana. "O evento também está aberto  aos ciclistas estrangeiros que queiram participar desde que sejam reconhecidos pela Federação Angolana  de Ciclismo ou convidados pelos organizadores que os certificará das condições atléticas e médicas para o efeito", disse.

“Foram convidados os 40 melhores ciclistas angolanos para animar a festa e outros tantos anónimos que se juntarão "às causas, turismo e aventura", sublinhou o veterano. Ao longo das etapas está prevista a entrega de donativos (bens de primeira necessidade, materiais escolares e outro tipo de apoio) às populações, conforme quadro demonstrativo. 

Etapa        Localidades                                         KMS                                           Obs
1ª Etapa      Porto Amboim / Sumbe                75                   
Repouso no Sumbe   
2ª Etapa      Sumbe / Casa branca      Faz-se   75  KMs   mas pára-se na Casa Branca
3ª Etapa     Casa Branca / desvio                   105 
4ª Etapa      Desvio /Benguela                        70               
   Repouso em Benguela    
5ª Etapa      Benguela / Caimbambo              130  
6ª Etapa      Caimbambo/Alto Catumbela        100 
7ª Etapa      Alto-Catumbela / Huambo           129   
  Repouso no Huambo.                        Entrega de bens de 1ª necessidade. Repouso no Huambo   
8ª Etapa      Huambo / Tchinguari                    75
9ª Etapa      Tchinguari / Kuito                         80        
  Repouso no Kuito.                             Entrega de bens de 1ª necessidade
10ª Etapa    Kuito / Tchinguari                         80 
11ª Etapa    Tchinguari / Huambo                    75 
12ª Etapa    Huambo / Bailundo                      62 
13ª Etapa    Repouso Bailundo              Entrega de bens de 1ª necessidade
14ª Etapa    Bailundo / Luimbal                       61 
15ª Etapa    Luimbal / Bocoio                        126 
16ª Etapa    Bocoio / Desvio                            82 
17ª Etapa    Desvio / Benguela                        75 

Aliança com objectivos do milénio

O "Desafio Pepino em defesa dos objectivos do milénio" é uma ideia, um sonho uma promessa de um atleta veterano com uma vida dedicada  a actividades desportivas no futebol, atletismo e ciclismo, que pretende alia-la agora aos oitos (8) objectivos do milénio que Angola também aderiu na Conferência Internacional que deu origem às causas, segundo pessoas próximas a Alberto Silva, em Benguela. Os oito objectivos do milénio para mudar o mundo que Pepino faz questão de os recordar em cima de uma bicicleta são: Acabar com a fome e a miséria, Educação básica de qualidade para todos, Igualdade entre sexo e valorização da mulher, reduzir a mortalidade infantil, melhorar a saúde das gestantes, combater a Sida, a Malária e outras doenças, qualidade de vida e respeito ao meio ambiente, todo o mundo a trabalhar para todos.

Homenagem à esposa
e todas as mulheres 
São igualmente objectivos incorporados à causa, celebrar o 35º aniversário da independência Nacional, as diversas jornadas históricas de Angola  em direcção à Paz, democracia e progresso, assim como a geração que o conseguiu, de acordo com o Pepino. "Vou fazer uma homenagem à minha esposa Odete Secundino Silva e, através dela a todas as mulheres angolanas. É a razão da escolha da cidade portuária do Porto Amboim, na província do Kwanza-Sul, onde nasceu, para dar a partida", acrescentou com satisfação.

Alberto Silva "Pepino" associa as aventuras a outros aspectos nobres, como o facto do desporto, quando bem praticado, proporcionar longevidade, combate à delinquência, solidariedade para com as vítimas do VIH-Sida, entre outras preocupações do século XXI.

Outras participações 
Recordamos que Alberto Silva "Pepino" protagonizou a última aventura entre 14 e 28 de Agosto de 2007, num percurso de 550 Km entre as cidades de Benguela e de Luanda, com uma média de 35 Km/dia, com dois dias de descanso. O objectivo foi entregar um correio ao Presidente da República, José Eduardo dos Santos. "Desafio Pepino em defesa dos Desafios do Milénio" é a quarta aventura de Alberto Silva "Pepino", numa versão próxima a uma Volta a Angola em bicicleta, se tivermos em conta que o percurso é quase triplicado e o número de províncias a dobrar.

Outro facto digno de realce foi a presença de Pepino, em 2009, como convidado de honra nos Jogos Seniores Americanos, considerados como verdadeiros Jogos Olímpicos da terceira idade, competição para a qual está novamente convidado a participar em 2011, em Houston.

Perfil
Nome completo:
Alberto Silva
Data de nascimento: 24 de Outubro de 1922
Idade: 88 anos
Nacionalidade: Angolana
Ocupação: carpinteiro 


Amigos do cancro e Brigada 28 de Agosto

Como os bons exemplos são para serem imitados, testemunhámos entre 10 e 29 de Agosto deste ano, a tournée organizada pelo núcleo dos Amigos do Ciclismo na Luta contra o Cancro e o Centro Nacional de Oncologia em 21 dias. A comitiva percorreu 1.655Km, em 17 etapas distribuídos em dez províncias, com três dias de descanso. O objectivo foi alertar o número crescente de mortes e morbilidade por cancro, utilizando como mascote o ex-ciclista federado, Osvaldo Filipe, que, infelizmente, teve de sofrer a amputação da perna esquerda motivada por melanoma.

A tournée atingiu os objectivos e o ciclismo surgiu como porta-estandarte na luta. Aliás, existem outros exemplos férteis no mundo, em que a modalidade é pioneira nesse tipo de iniciativas. Só para citar um exemplo, a Fundação Lance Armstrong, do ciclista norte-americano, sete vezes campeão da Volta a França em bicicleta, é useira e vezeira nesse tipo de actividades. E o angolano Carlos Araújo, um dos principais promotores do núcleo dos Amigos do Ciclismo na Luta contra o Cancro,  só fez a sua parte em Angola.

Passeata 
Uíge -Luanda 

A moda pegou e um grupo de adeptos da "Brigada 28 de Agosto", composto maioritariamente por militares na reserva das ex-FAPLA, fez chegar à Federação Angolana de Ciclismo, um plano de realização de uma marcha em bicicleta num percurso de aproximadamente 400 Km entre as províncias do Uíge e Luanda, denominada “Com a paz Angola é melhor”, cuja partida está aprazada para o dia 1 de Novembro e chegada no dia 11 do mesmo mês, no âmbito das actividades desportivas alusivas ao 35º aniversário da independência nacional.