Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Reportagens

Varela o senhor quarenta milhões

12 de Agosto, 2010

Silvestre Varela continua no FC porto

Fotografia: Jornal dos Desportos

O FC Porto e Silvestre Varela chegaram segunda-feira a acordo para o prolongamento por mais duas épocas do contrato que os unia, sendo agora válido até 2015, numa prova de reconhecimento pelo contributo do extremo à equipa. Além de terem sido revistas e aumentadas as condições salariais, Varela passou também a pertencer ao restrito grupo dos jogadores com cláusulas de rescisão.

A dele, de 40 milhões, supera os 30 milhões de Rolando, Maicon, Raul Meireles, Belluschi, Fernando, Álvaro Pereira, Rúben Micael ou Sérgio Oliveira. No FC Porto, só Hulk tem uma cláusula superior: 100 milhões de euros. Recorde-se que Varela chegou ao Dragão na época passada a custo zero, depois de ter terminado a ligação com o Estrela da Amadora, revelando-se uma das melhores apostas do clube.

O internacional português realizou uma excelente época de estreia no FC Porto e foi a figura de destaque na Supertaça Cândido de Oliveira, factores que levaram o FC Porto a apresentar a proposta de renovação que surge na sequência da política de blindagem dos principais activos do clube, que já beneficiou Hulk e Álvaro Pereira e se deve estender, em breve, a Falcao, Belluschi ou Guarín, entre outros.

Numa época má para o FC Porto, como foi a última, Varela conseguiu sobressair, apesar de ter sofrido duas lesões no percurso. O primeiro problema foi logo no início da temporada e obrigou-o a uma paragem de cerca de um mês. Em Março, Varela fracturou o perónio e terminou abruptamente a época, contrariedade que o impediu de ir ao Mundial da África do Sul.

Mesmo assim, o jogador marcou 11 golos, suplantando a melhor marca pessoal. Apesar das limitações naturais de quem esteve quatro meses parado, Varela surgiu em boa forma neste início de época e foi a figura da equipa no clássico.

Produto da formação do Sporting, Varela nunca se conseguiu afirmar em Alvalade, tendo sido cedido ao Casa Pia, ao Vitória de Setúbal e ao Huelva.De regresso a Portugal, desvinculou-se dos leões e assinou por uma temporada pelo Estrela da Amadora, onde tem foi uma das principais figuras. Atento, o FC Porto acenou-lhe com um contrato de quatro épocas, que o extremo aceitou, na altura, sem pestanejar.Agora, prolongou-o.

Deco chega ao Fluminense para ganhar o Brasileirão

 Depois de certa idade, já não há mais tempo para aventuras. Agarrado a esta máxima da vida, o internacional luso-brasileiro Deco apresentou-se oficialmente como o maior entre os reforços do futebol do Rio de Janeiro (e talvez até do Brasil) na presente época.

O local escolhido pelos dirigentes do Fluminense para a devida cerimónia foi um luxuoso hotel na área nobre da cidade, de frente ao mar, tal qual um cartão-postal que resgata a identidade de um brasileiro que se tornou português por opção.

O contrato tem duração de dois anos e Deco vai receber 170 mil euros de salário, um valor abaixo dos seus padrões. "Eu tinha mais um ano de contrato e com certeza ganhava muito mais do que vou ganhar aqui. Muitos amigos me criticaram por esta decisão, mas não dá para ficar num lugar onde as pessoas não te querem ou te querem mais ou menos.

O Fluminense quis-me de verdade, e isso foi fundamental para aceitar este desafio", revelou Deco, numa clara manifestação de descontentamento com o Chelsea.

O que se sabe é que o russo Roman Abramovich só liberou o luso-brasileiro sem nada receber por dois motivos: a insatisfação manifestada ao treinador Carlo Ancelotti e a certeza de que o futebolista não iria para outra equipa inglesa.

As 13 épocas na Europa deram a Deco argumentos para o negócio. Antes de aceitar a proposta do Fluminense, o jogador exigiu receber os seus vencimentos pela empresa médica que patrocina o clube há quase 12 anos. Tal atitude deu-se pela má fama dos clubes brasileiros quanto à honra de seus compromissos.
 
"Tenho cinco filhos para criar e preciso de dinheiro, não estou milionário. Mas isso não foi o principal. Voltei porque preciso de provar a mim mesmo que posso triunfar no meu país.

O Fluminense tem óptimas condições de trabalho e é claro que o facto de Muricy Ramalho ter ficado (recusou o convite para assumir a selecção brasileira) pesou muito. Acho que serei feliz aqui e penso muito em ser campeão", acrescentou o médio, que chega para reforçar o actual líder do Brasileirão.


Reunião decisiva por Wesley



O Sport Lisboa e Benfica aperta cada vez mais o cerco para garantir a contratação de Wesley, o médio brasileiro escolhido para substituir Ramires, vendido ao Chelsea por 22 milhões de euros. O empresário do jogador do Santos confirmou que tem conhecimento das intenções do clube da Luz.

A maior concorrência que o Benfica enfrenta é a do Werder Bremen, clube que já apresentou ao Santos uma proposta oficial de cerca de seis milhões de euros pelo passe do médio de 23 anos.

No entanto, é o próprio empresário a sublinhar que daria preferência ao Benfica. "Para a adaptação do Wesley, Portugal seria mais fácil. Não tenho dúvidas disso. Mas, por agora, não posso sequer discutir isso, pois o que se encontra na cabeça do jogador é o Werder Bremen", adiantou.

Roberto Almeida tem estado em contacto permanente com os dirigentes do Santos, devido à proposta oficial do Werder Bremen. O clube brasileiro está a tentar segurar Wesley por mais um ano e quer renegociar o seu contrato.

É que detém apenas 35 por cento do passe do médio, estando o restante dividido entre o grupo de investimento DIS (25 por cento), o próprio jogador (20%) e o empresário (20%).

A intenção é comprar a percentagem na posse do futebolista para ficar com um total de 55 por cento dos direitos económicos e ter maior poder negocial.

O contrato de Wesley seria melhorado e, ao mesmo tempo, a cláusula de rescisão, que se encontra fixada em oito milhões de euros, seria aumentada. Mas, ao que foi possível saber, Wesley já tem a cabeça no estrangeiro e a sua saída é considerada irreversível.

As contas são simples e fáceis de fazer: o Benfica está interessado em contratar Wesley, e o presidente Luís Filipe Vieira desloca-se a São Paulo esta semana. Para a imprensa brasileira, a viagem do líder do Benfica vai servir para tentar fechar o negócio do médio.