Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Fora de Campo

A música é culpada

03 de Janeiro, 2016

James Rodríguez admitiu o excesso de velocidade.

Fotografia: DR

Apanhado pela polícia espanhola a 200 km/h com o seu carro numa estrada de Madrid, na última sexta-feira, James Rodríguez admitiu o excesso de velocidade. O jornal Marca cita o boletim policial sobre o caso e revela o motivo de o colombiano não ter parado o veículo durante perseguição com as autoridades.

De acordo com o camisa 10 do Real Madrid, a música alta que escutava no carro o impediu de ouvir a sirene do carro da polícia. Também estava atrasado para o treino e, por isso, com mais pressa.

No comando de um Audi R8, James chegou aos 200 km/h a caminho do centro de treinamento do Real Madrid. A polícia iniciou a perseguição, pensando tratar-se de um homem com um carro roubado e em fuga. A viatura policial, sem identificação, tentou parar James por excesso de velocidade, e pelo alto-falante dizia repetidamente: "fique na direita". O jogador conseguiu entrar no centro de treinamento Valdebebas, enquanto os policiais foram barrados na portaria. James não foi detido por ser uma figura pública e não apresentar risco de fuga. Treinou normalmente no clube, após o episódio, segundo o jornal Marca.

O colombiano pode perder a habilitação para conduzir e arcar com multa por excesso de velocidade e condução temerária. Ainda pode ser denunciado por não obedecer a ordem de estacionar o carro, conforme pedido pela autoridade.